Raul Hestnes Ferreira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Raul José Hestnes Ferreira
Nascimento 1931 (86 anos)
Lisboa
Nacionalidade Portugal portuguesa
Ocupação arquitecto
Obras notáveis Escola Secundária de Benfica, ISCTE, Faculdade de Farmácia
Prémios Prémio Valmor e Municipal de Arquitectura 2002

Raul José Hestnes Ferreira (Lisboa, Novembro de 1931) é um arquitecto português.

Raul Hestnes Fereira, ISCTE, Instituto Universitário de Lisboa

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho do poeta e escritor José Gomes Ferreira, Raul Hestnes Ferreira nasceu em 1931 na cidade de Lisboa. O gosto pela arquitetura surgiu devido ao contacto desde muito novo com Keil do Amaral. Estudou arquitectura na Escola Superior de Belas-Artes do Porto onde se cruzou com Fernando Távora, que passou a ser a sua principal referencia nesta época, estudou também na Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa onde recebeu o diploma de Arquitecto em 1961. Estudou ainda em Helsínquia, Finlândia, bem como nos Estados Unidos, na Universidade de Yale e Universidade de Pensilvânia onde lhe foi atribuído o Master in Arcchitecture em 1963, sendo que nestas últimas foi apoiado por uma bolsa de estudo da Fundação Gulbenkian. [1]

Experiência profissional[editar | editar código-fonte]

Colaborou em ateliers de arquitectura em Helsínquia, Lisboa, Filadélfia e mais prolongadamente no Porto, colaborando com Arménio Losa e Cassiano Barbosa. No entanto, foi o trabalho com Louis Kahn, em Filadélfia entre 1963 e 1965 que mais o influenciou. Também colaborou com várias entidades públicas, nomeadamente com as Câmaras Municipais de Almada (1960-62), de Lisboa (G.T.H., 1965-68 e D.S.U., 1970-71), e de Beja, e também com a Direcção Geral das Construções Escolares (1970-80).

Obras[editar | editar código-fonte]

Uma das obras mais emblemáticas é a casa da cultura de Beja que tem uma forte ligação á construção artesanal, foi um projeto concebido com grande entendimento com a zona e com as pessoas locais. Teve como referencia uma imagem do artesão a fazer uma abóbada colocando os tijolos sem cofragem. Tem outras obras de renome como a casa em Albarraque, que criou para o seu pai, a escola Secundária de Benfica, o ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa, entre outras. [2]


Ensino[editar | editar código-fonte]

Leccionou no Departamento de Arquitectura da E.S.B.A.L. de Lisboa (1970-72), no Curso de Arquitectura da Cooperativa Árvore do Porto (1986-88), sendo Professor Catedrático convidado do Departamento de Arquitectura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra desde 1991 até 2003, no ISCTE de 2001 a 2003, encontrando-se desde 2010 a leccionar no Departamento de Arquitectura da Universidade Lusófona como Professor Catedrático.

Prémios e distinções[editar | editar código-fonte]

Foram-lhe atribuídas várias distinções, nomeadamente:

  • Prémio Nacional de Arquitectura e Urbanismo de 1982, da Secção Portuguesa da Associação Internacional de Críticos de Arte;
  • Prémio Cadernos Municipais de 1982, pela Recuperação de uma Arcada do Século XVI em Beja;
  • Primeiro Prémio do Concurso de Remodelação do Café "Martinho da Arcada" em Lisboa (1988);
  • Prémio Nacional de Arquitectura da A.A.P. (Construção Técnica e Detalhe) de 1993;
  • Prémio Eugénio dos Santos da Câmara Municipal de Lisboa (com Manuel Miranda), em 1993;
  • Primeiro Prémio do Concurso de Remodelação do Museu de Évora (1994);
  • Prémio Valmor (2002) (ex-aequo) pelo Edifício II do I.S.C.T.E., |título=Prémio Valmor e Municipal de Arquitectura - 2000/2006 |acessodata=11 de Julho de 2012 |publicado=Câmara Municipal de Lisboa |língua=português }}</ref>
  • Menção honrosa do Prémio Valmor (1982 e 1993)[3][4]
  • Doutor Honoris Causa pela Universidade de Coimbra (2007)
  • Membro Honorário da Ordem dos Arquitectos (2010)
  • Medalha de Mérito da Universidade de Lisboa (2011)
  • Diploma de Reconhecimento e Mérito da Universidade Lusófona (2014)

Actividade profissional[editar | editar código-fonte]

Arquitectura[editar | editar código-fonte]

  • 1960 - Conjunto Turístico e Moradias, Praia da Luz
  • 1960 - Casa de José Gomes Ferreira em Albarraque
  • 1961 - Edifícios Habitacionais, Olivais Sul
  • 1968 - Papelaria da Moda
  • 1968 - Casas Geminadas em Queijas (Oeiras)
  • 1972 - Hotel Guadiana, Monte Gordo
  • 1975 - Instituto Superior Ciências Trabalho Empresa (ISCTE), Cidade Universitária de Lisboa
  • 1976 - Casa de Cultura da Juventude em Beja
  • 1976 - Pousada nas Penhas da Saúde
  • 1977 - Unidade Habitacional João Barbeiro, Beja
  • 1977 - Novo Bairro Fonsecas Calçada, Lisboa (340 fogos construídos)
  • 1978 - Escola Secundária de Benfica (hoje Escola Secundária José Gomes Ferreira)
  • 1979 - Instalações do IPE e CIFAG na AV. Júlio Dinis, em Lisboa (alteradas)
  • 1980 - Bairro da Cooperativa "Lar para Todos" (240 fogos), Beja
  • 1982 - Recuperação de Arcada do Século XVI na Praça da República (Beja)
  • 1983 – Casa em Belvedere, Seixal, Almada
  • 1983 – Ópera da Bastilha, Paris (concurso)
  • 1985 - Agência da Caixa Geral de Depósitos em Avis
  • 1986 – Centro Cultural Indira Gandhi, Nova Deli (concurso)
  • 1987 - Complexo Desportivo de Lamego
  • 1988 - Biblioteca Municipal da Moita
  • 1988 – Elevador Santa Justa, Lisboa (concurso)
  • 1988 – Estádio de Vila Real, Vila Real (concurso)
  • 1988 - Tribunal Judicial da Moita
  • 1988 – Zona Ribeirinha do Tejo, Lisboa (concurso)
  • 1989 - Remodelação do Café Martinho da Arcada, na baixa lisboeta
  • 1990 - Ala Autónoma do ISCTE
  • 1991 - Centro de Formação de INDEG/ISCTE
  • 1991 - Pousada do Mosteiro de Tibães (ENATUR)
  • 1992 - Centro de Patogénese Molecular
  • 1993 - Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa - Fase 2
  • 1994 - Novo Edifício do ISCTE/ICS (Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa)
  • 1995 - Remodelação do Museu de Évora
  • 1995 - Centro de Recursos da Benedita
  • 1996 – Casa do Governador, Castelo de S. Jorge, Lisboa (concurso)
  • 1996 – Convento das Bernandas, Lisboa (concurso)
  • 1996 – Igreja S. Francisco Coimbra, Coimbra (concurso)
  • 2000 – Exposição José Gomes Ferreira, Palácio das Galveias, Lisboa
  • 2000 - Restaurante do INDEG/ISCTE
  • 2006 - Creche em Fernão Ferro, Seixal
  • 2007 - Casa Luz de Tavira
  • 2014 - Reabilitação da Casa das Varandas, Lisboa
  • 2014 - Biblioteca de Marvila, Lisboa

Planeamento físico e urbano[editar | editar código-fonte]

  • 1971 - Reestruturação do Esquema Viário Principal da Cidade de Lisboa e Plano do Novo Centro Administrativo e Institucional UNOR 40 do Plano Director
  • 1971 - Praça do Centro Institucional de Lisboa
  • 1976 - Reestruturação do Plano da Cidade Universitária de Lisboa
  • 1977 - Plano do Novo Bairro Fonsecas-Calçada
  • 1977 - Complexo Escolar da Quinta de Marrocos, Lisboa
  • 1980 - Plano da Unidade Habitacional Estrada de Lisboa em Beja (500 fogos)
  • 1984 - Plano da zona das Portas de Mértola, Beja
  • 1986 - Plano da Área de Lagoa de Albufeira, Sesimbra
  • 1990 - Plano Regional Ordenamento do Território da Área Metropolitana de Lisboa (Coordenador do Sector de Estrutura Urbana e Habitação)
  • 1991 - Plano de Pormenor para a Área do Convento de Chelas, Lisboa (VALIS)
  • 1994 - Plano de Pormenor para o Bairro da Rosa - Ingote, Coimbra

Investigação e outras actividades[editar | editar código-fonte]

  • 1960/61 - Tese de Arquitectura sobre Residências Universitárias
  • 1961 - Colóquio Internacional sobre Alojamento Estudantil, UNESCO, Paris
  • 1961 - Bolsa da Fundação Gulbenkian para os EUA (1º ano)
  • 1971 - IIIªs Jornadas Luso-Brasileiras de Engenharia, Comunicação sobre Planeamento Físico Escolar
  • 1973 - Seminário Internacional sobre Construção Escolar, Buxton (Reino Unido)
  • 1982 - Encontros de Macau, debate sobre futuro de cidades não europeias
  • 1982 - Planos e Projectos publicados em várias revistas da especialidade e nomeadamente Arquitectura, A&V (Monografias de Arquitectura e Vivenda), L'Architecture d'Aujourd'hui, Casabella, Building Design, Hus, Arquitectura Portuguesa e Architteti.
  • 1982 - Missões de estudo sobre Construção Escolar a diversos Países, nomeadamente a França, Alemanha, Reino Unido e Suécia
  • 1982 - Exposição Gulbenkian II e III; Primeira Exposição Nacional de Arquitectura, 3ª Bienal de Desenho da Cooperativa Árvore; Exposição Internacional "Tendências da Arquitectura Portuguesa" (5 arquitectos), "Arquitectura Portuguesa Contemporânea" na Fundação de Serralves, e Exposição de Arquitectura Contemporânea na Europália 91
  • 1982 - Conferências em Portugal, França, Bélgica, Noruega e Itália
  • 2000 – Exposição José Gomes Ferreira, Palácio das Galveias, Lisboa

Publicações[editar | editar código-fonte]

É autor de variados textos sobre Arquitectura e Planeamento Urbano na imprensa, revistas técnicas, catálogos e livros, nomeadamente:

  • Arquitectura, nº 91, nº 98
  • Boletim do GTH nº 16;
  • Arte e Opinião nº 10;
  • Arquivo de Beja II Série - Volume I;
  • Arquitectura Portuguesa Ano II 5ª Série nº 8;
  • Cadernos do Centro Histórico de Beja nº 2;
  • Organização e textos do número 185 de L'Architecture d'Aujourd'hui dedicado a Portugal (Maio/Junho 1976);
  • Investigação,organização e textos da Exposição e Catálogo sobre Cassiano Branco, em colaboração com o Arquitecto Fernando Gomes da Silva (1986);
  • Texto sobre Cassiano Branco em "Cassiano Branco - Uma obra para o Futuro", C. M. Lisboa (1991);
  • Texto sobre Keil do Amaral em "Keil do Amaral Arquitecto", Associação dos Arquitectos Portugueses (1992);

Referências

  1. Ferreira, Raul Hestnes (2002). Raul Hestnes Ferreira: Projetos 1959-2002. Porto: Edições ASA. 38 páginas 
  2. Ferreira, Raul Hestnes (2002). Raul Hestnes Ferreira: Projetos 1959-2002. Porto: Edições ASA. 43 páginas 
  3. «Prémio Valmor e Municipal de Arquitectura - 1990/1999». Câmara Municipal de Lisboa. Consultado em 11 de Julho de 2012 
  4. «Prémio Valmor e Municipal de Arquitectura - 1980/1989». Câmara Municipal de Lisboa. Consultado em 11 de Julho de 2012