Raul de Barros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Raul Machado de Barros, mais conhecido como Raul de Barros (Rio de Janeiro, 25 de novembro de 1915Itaboraí, 8 de junho de 2009), foi um compositor, maestro, instrumentista e trombonista brasileiro.

É o autor do famoso choro Na Glória, e um dos grandes trombonistas brasileiros.

Foi um dos músicos em destaque no LP gravado em 1964 por Sérgio Mendes, denominado Sérgio Mendes e Brasil 66.

Morreu aos 93 anos, em consequência de um enfisema pulmonar e de insuficiência renal.[1]

Composições[editar | editar código-fonte]

  • "A felicidade vem depois" (com Zé Kéti)
  • "Copacabana” (com Alberto Ribeiro)
  • "Gilda"
  • "Ginga do candango"
  • "Na Glória" (com Ari dos Santos)
  • "Melodia celestial"
  • "Parabéns para você" (com Tuiu)
  • "Pau no burro" (com A. Guedes)
  • "Pororó...pororó"
  • "Prá moçada se acabar"
  • "Rock em samba"
  • "Tema de gafieira flor de Liz"
  • "Voltarás" (com Murilo Latini)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências