Raylinn Barros da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Raylinn Barros da Silva
Nome completo Raylinn Barros da Silva
Nascimento 9 de agosto de 1978 (43 anos)
Araguaína, Tocantins
Nacionalidade brasileiro
Alma mater Universidade Federal de Goiás
Ocupação Historiador, Professor e Escritor
Gênero literário História Cultural, História Regional, História Local e História das Religiões
Magnum opus Pedro Milagroso: o mendigo que virou santo e A Transformação Histórica de Araguaína

Raylinn Barros da Silva (Araguaína, 9 de agosto de 1978) é um historiador, professor e escritor brasileiro. Estudioso da religião e religiosidade popular no âmbito do catolicismo e suas tradições. Seu trabalho intelectual representa um esforço para a compreensão de como se constroem essas religiosidades e tradições no contexto da história regional e local. Argumenta que muitas vezes as religiosidades como também as tradições populares são construídas como mecanismos de resistência às normas e costumes impostos pela religiosidade oficial, no caso, o culto católico de rito romano.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu na cidade de Araguaína, na época pertencente ao antigo extremo norte de Goiás, atualmente norte do Tocantins, filho de José Barros da Silva, comerciante do ramo de autopeças, e de Maria Zélia Costa Silva, professora de catequese.

Licenciou-se em História e é especialista em Ensino de História pela Universidade Federal do Tocantins. Foi professor substituto no curso de História na mesma universidade e lecionou também no ensino médio na rede pública e particular de ensino.

Mestre em História pela Universidade Federal de Goiás, onde desenvolveu pesquisa sobre a missão católica orionita, os padres da chamada Pequena Obra da Divina Providência, que atuaram no antigo extremo norte de Goiás onde, segundo ele, lançaram as bases para a institucionalização do catolicismo como religião predominante na região a partir da metade do século XX até a década de 1980 com a fundação da Diocese de Tocantinópolis[2].

Estuda doutorado em História na Universidade Federal de Goiás, onde pesquisa e escreve tese em que analisa numa perspectiva comparada as trajetórias de vida de dois padres católicos: João da Boa Vista (Tocantinópolis) e Cícero Romão Batista (Juazeiro), ambos considerados mitos em suas regiões.

Membro da ABHR - Associação Brasileira de História das Religiões,[3] e da ANPUH - Associação Nacional de História [4].

Obra[editar | editar código-fonte]

Em novembro de 2013 teve sua monografia de conclusão da graduação acadêmica em Licenciatura em História publicada pela Editora Kelps de Goiânia,[5] com o título Pedro Milagroso: O Mendigo que Virou Santo, em que abordou a trajetória de vida daquele que é considerado o primeiro morador de rua da cidade de Araguaína. Em 2019 organizou, em parceria com o historiador Cleube Alves da Silva, o livro A Transformação Histórica de Araguaína, lançado pela Nagô Editora, é uma coletânea de 15 capítulos em que vários pesquisadores abordam a história de Araguaína, a segunda maior cidade do Estado do Tocantins[6]. Tem artigos científicos publicados em revistas na área da História sobre temas relacionados à religião,[7] religiosidade popular,[1] missões religiosas católicas,[8][9] ensino religioso[10] e também resenhas.[11] Escreve também artigos de opinião para portais de notícias e jornais do Tocantins, como também do norte tocantinense, sobre temas ligados à política,[12] economia,[13] História,[14] religião,[15][16] cultura, [17], sociedade[18] e educação.[19]

Livros publicados[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Raylinn Barros da Silva

Pedro Milagroso: O Mendigo Que Virou Santo. 1. ed. Goiânia: Editora Kelps, 2013. v. 1. 110p.

A Transformação Histórica de Araguaína. 1. ed. Palmas: Nagô Editora, 2019. v. 1. 278p.

Referências

  1. a b http://revista.uft.edu.br/index.php/escritas/article/view/1422/8215
  2. https://repositorio.bc.ufg.br/tede/bitstream/tede/7041/5/Disserta%C3%A7%C3%A3o%20-%20Raylinn%20Barros%20da%20Silva%20-%202017.pdf
  3. https://abhr.com.br/  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  4. {{citar web|url=https://anpuh.org.br/
  5. «T1 Notícias - Professor lança livro que conta a história do mendigo milagroso de Araguaína - Entretenimento». T1 Notícias 
  6. {{citar web|url=https://ww2.uft.edu.br/index.php/ultimas-noticias/26543-lancamento-do-livro-a-transformacao-historica-de-araguaina-sera-nesta-sexta-feira-22
  7. {{citar web|url=http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/EspacoAcademico/article/view/22745
  8. https://periodicos.unemat.br/index.php/historiaediversidade/article/view/3237
  9. Silva, Raylinn Barros da (17 de dezembro de 2018). «Amor e paixão nos bastidores de uma missão religiosa católica no sertão do extremo norte de Goiás (atual norte tocantinense): Quinto Tonini e Teresinha Foli em seus relatos de memória». albuquerque: revista de história. 10 (19). ISSN 2526-7280 
  10. http://archive.is/8oHdN  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  11. https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/escritas/article/view/1411
  12. {{citar web|url=http://araguainanoticias.com.br/noticia/6805/uma-reflexao-sobre-os-50-anos-do-golpe-militar-de-1964/
  13. {{citar web|url=http://archive.is/kgsI1
  14. https://clebertoledo.com.br/tocantins/raylinn-barros-da-silva-historia-e-historias-do-tocantins-alguns-apontamentos/
  15. «Há um ano o mundo conhecia o Papa Francisco: um novo modelo para o catolicismo». notícias  soft hyphen character character in |obra= at position 5 (ajuda)
  16. http://archive.is/v2sU0
  17. https://clebertoledo.com.br/tocantins/raylinn-barros-da-silva-leitura-e-escrita-habitos-que-libertam/
  18. https://clebertoledo.com.br/politica/as-redes-sociais-no-contexto-da-sociedade-da-informacao/
  19. https://clebertoledo.com.br/politica/educacao-e-escolarizacao-uma-relacao-pouco-debatida/?fbclid=IwAR3LJPJfiMr0659vDf01a288oqPg1nhaDZMZNyBP4J3ZcEOegI2BWxz_uk8