Raymond Chow

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Raymond Chow
Nascimento 8 de outubro de 1927
Hong Kong britânico
Morte 2 de novembro de 2018 (91 anos)
Hong Kong
Cidadania República Popular da China
Ocupação produtor cinematográfico

Raymond Chow Man-Wai OBE, GBS (Hong Kong, 8 de outubro de 1927 — Hong Kong, 2 de novembro de 2018) foi um produtor cinematográfico de Hong Kong, responsável pela sucesso do lançamento das artes marciais no cinema e pela elevação do cinema de Hong Kong no mercado cinematográfico internacional. Através dos estúdios "Golden Harvest", co-fundado em 1971, produziu mais de 170 filmes ao longo de sua carreira e foi o responsável por lançar as carreiras internacionais de Bruce Lee, Jackie Chan e Tsui Hark.[1][2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

"A estrela", impressão das mãos e autógrafo de Raymond Chow na "Avenue of Stars", em Hong Kong.

Antes do cinema[editar | editar código-fonte]

Da etnia Hacá, frequentou a Saint John's University, em Xangai, e graduou-se, em 1949, em jornalismo.[3][4][5] Em 1951, juntou-se ao Voz da América, em Hong Kong. Estudou artes marciais com o mestre Lam Sai-wing.[6]

Início da carreira[editar | editar código-fonte]

Entre 1958 e 1970, iniciou sua carreira cinematográfica como chefe de publicidade e de produção da Shaw Brothers. Ele alugou o Cathay Studio, uma potência na Malásia naquela época, com uma cadeia de 104 salas de cinema.[7]

Produtora própria[editar | editar código-fonte]

Em 1970, o Cathay Studio rompeu a associação para Hong Kong. Com isso, saiu da Shaw Brothers e co-fundou a produtora Golden Harvest. Com a experiência das deficiências da Shaw Brothers, que limitava a criatividade artística, foi capaz de atrair Bruce Lee, tornando-se um sério competidor com seu ex-empregador.[3]

Com a liderança de Chow, a Golden Harvest tornou-se a principal empresa da indústria cinematográfica de Hong Kong, liderando as bilheterias durante as décadas de 1970 e 1980.[8]

Parceria com Bruce Lee[editar | editar código-fonte]

Em 1973, fundou com Bruce Lee, a produtora Concord Production Inc., em Hong Kong. Lee ficava a cargo das decisões artísticas, deixando as decisões administrativas com Chow. Ambos tinham 50 por cento das ações. Com a morte de Lee, ainda em 1973, a esposa dele, Linda, vendeu as ações ao próprio Raymond Chow.[9]

Aposentadoria[editar | editar código-fonte]

Anunciou, oficialmente, sua aposentadoria em 5 de novembro de 2007, após vender suas ações. A empresa, então, trocou seu nome para Orange Sky Golden Harvest.[10][11]

Morte[editar | editar código-fonte]

Morreu em 2 de novembro de 2018, em Hong Kong, aos 91 anos.[1][2]

Referências

  1. a b «Produtor de Bruce Lee, Raymond Chow, morre aos 91 anos». G1. 3 de novembro de 2018. Consultado em 5 de novembro de 2018 
  2. a b «Raymond Chow, Hong Kong producer who found Bruce Lee, dies» (em inglês). The Guardian. 3 de novembro de 2018. Consultado em 5 de novembro de 2018 
  3. a b Chu, Yingchi (2003). Hong Kong Cinema: Coloniser, Motherland and Self. [S.l.]: RoutledgeCurzon. 184 páginas. ISBN 0-7007-1746-3 
  4. «Raymond Chow, film producer behind Bruce Lee, dies at 91» (em inglês). Irish Independent. Consultado em 5 de novembro de 2018 
  5. Boucher, Geoff; Pedersen, Erik. «Raymond Chow Dies: Iconic Hong Kong Producer Launched Bruce Lee & Jackie Chan» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 5 de novembro de 2018 
  6. Williams, Trey. «Raymond Chow, 'Enter the Dragon' and 'Police Story' Producer, Dies at 91» (em inglês). MSN. Consultado em 5 de novembro de 2018 
  7. Teo, Stephen (2015). Chinese Martial Arts Cinema: The Wuxia Tradition. [S.l.]: Edinburgh University Press. p. 111. 272 páginas. ISBN 1-4744-0009-4 
  8. «Golden Harvest's Raymond Chow recalls glory days of Hong Kong film» (em inglês). South China Morning Post. 23 de março de 2013. Consultado em 5 de novembro de 2018 
  9. Thomas, Bruce (2004). Vera vita di Bruce Lee. Storia, ambizioni e caduta di uno spirito guerriero. [S.l.]: Castelvecchi. 382 páginas. ISBN 8-8761-5000-5 
  10. «Hong Kong film tycoon to retire» (em inglês). www.china.org.cn. 6 de novembro de 2007. Consultado em 5 de novembro de 2018 
  11. Pereira, Jorge (3 de novembro de 2018). «Morreu Raymond Chow, produtor de Bruce Lee e Jackie Chan». C7nema. Consultado em 5 de novembro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]