Reading

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Reading
—  Cidade e borough  —
The Oracle, Centro da cidade e St Laurence's Church, horizonte de Reading West, Abadia de Reading e o Festival de Reading
The Oracle, Centro da cidade e St Laurence's Church, horizonte de Reading West, Abadia de Reading e o Festival de Reading
Localização da cidade em Berkshire
Localização da cidade em Berkshire
Reading está localizado em: Inglaterra
Reading
Localização da cidade em Berkshire
51° 27' 15" N 0° 58' 23" O
País  Inglaterra
Região Sudeste da Inglaterra
Condado cerimonial Berkshire
Altitude 61 m (200 pés)
População (2011)[1]
 - Total 155,300
    • Densidade 3,844/km2 
Gentílico: Readingnesiano[2]
Readingite[3]
Fuso horário GMT (UTC+0)
 - Horário de verão BST (UTC+1)
Código de área 0118
Sítio www.reading.gov.uk

Reading ( /ˈrɛdɪŋ/) é uma cidade e borough do Reino Unido e uma unidade administrativa no condado de Berkshire, na Inglaterra. Situada na confluência dos rios Tamisa e Kennet, a cidade está a meio caminho entre Londres e Oxford, aproximadamente 65 km ao oeste de Londres. Reading não se pronuncia como o gerúndio do verbo ler em inglês, apesar de ter a mesma ortografia.

O distrito tem uma população de 155,300 habitantes segundo o censo demográfico de 2011.[1] Reading é provavelmente o centro de negócios mais importante do sudeste da Inglaterra, além da Grande Londres.

Reading foi um importante centro no período medieval, como o centro de um importante monastério com raízes reais, mas sofreu sério prejuízo económico durante o século XVII, e levou bastante tempo para se recuperar. Hoje é novamente um importante centro comercial no sudeste da Inglaterra e é frequentemente referida como Vale do Tâmisa, com quarteis-generais de algumas das maiores companhias britânicas e escritórios no reino unido das maiores multinacionais, especialmente na área de TI, incluindo Microsoft, Oracle, Sage, Xansa e Yell.com. Reading também sedia o Centro Europeu de Meteorologia.

Reading é a 17ª cidade mais populosa e o maior município (town) da Inglaterra. Reading não é considerada cidade (city) propriamente dita, pelo motivo que na Inglaterra existe o conceito (herdado dos tempos medievais) de que para se tornar uma cidade é necessário ter uma catedral, o que Reading não possui.

História[editar | editar código-fonte]

Reading pode ter existido logo na ocupação romana da Grã-Bretanha, possivelmente como um porto comercial para Calleva Atrebatum.[4] No entanto, a primeira evidência clara para a leitura como um assentamento remonta ao século VIII, quando a cidade passou a ser conhecida como Readingum. O nome provavelmente vem de Readingas, uma tribo anglo-saxônica, cujo nome significa Povo de Reada em Inglês Antigo,[5] ou menos provavelmente o celta Rhydd-Inge, ou seja, Vau sobre o Rio.[6]

No final de 870, um exército de dinamarqueses invadiram o reino de Wessex e montou um acampamento em Reading. Em 4 de janeiro 871, na primeira batalha de Reading, o rei Etelredo e seu irmão Alfredo, o Grande tentara, sem sucesso, romper as defesas dos dinamarqueses. A batalha é descrita na Crônica Anglo-Saxônica, e que conta o mais antigo registro conhecido por escrito da existência de Reading. Os dinamarqueses permaneceram na cidade até o final de 871, quando eles se retiraram para quartéis de inverno em Londres.[7] [8]

Após a batalha de Hastings e a conquista normanda da Inglaterra, Guilherme, o Conquistador, deu a terra e em torno da fundação da cidade a Abadia de Battle. Em 1086, na lista do Domesday Book, a cidade foi explicitamente descrita como um bairro. A presença de seis usinas é registrada: quatro em terras pertencentes ao rei e duas na terra dada a Abadia de Battle.[8]

Igreja de Santa Maria em Reading

Geografia[editar | editar código-fonte]

Reading está a aproximadamente 66 km (41 milhas) a oeste do centro de Londres, 48 km (30 milhas) a sudeste de Oxford e 64 km (40 milhas) a leste de Swindon.

O centro de Reading fica localizado perto da junção dos rios Tâmisa e Kennet, espelhando a história da cidade como centro fluvial.

Esporte[editar | editar código-fonte]

O clube de futebol da cidade, leva o nome da mesma, o Reading disputou por vários anos a 1ª divisão inglesa, a Barclays Premier League.

Referências

  1. a b Table 8a Mid-2011 Population Estimates: Selected age groups for local authorities in England and Wales; estimated resident population; (ZIP) (em inglês) Population Estimates for England and Wales, Mid 2011 (Census Based) Office for National Statistics. Visitado em 10 de dezembro de 2013.
  2. Roberts, Anna (06 de março de 2009). [1] (em inglês) Surrey & Berkshire Media Reading Post. Visitado em 10 de dezembro de 2013.
  3. Serck, Linda (23 de fevereiro de 2011). The Session: Tripwires primed to explode (em inglês) Surrey & Berkshire Media Reading Post. Visitado em 10 de dezembro de 2013.
  4. Lawes Long 1836, p. 11–13.
  5. Cameron 1961, p. 64.
  6. Ford, David Nash (2001). History of Reading, Berkshire (em inglês) Nash Ford Publishing Royal Berkshire History. Visitado em 10 de dezembro de 2013.
  7. Phillips 1980, p. 14–15.
  8. a b Ditchfield & Page 1923

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Reading
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Inglaterra é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.