Casablanca Estúdios

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de RecNov)
Ir para: navegação, pesquisa
Casablanca Estúdios
Estrada dos Bandeirantes, nº 23505 - Vargem Grande
Bandeira da cidade do Rio de Janeiro.svg Rio de Janeiro, RJ.
Inauguração 10 de março de 2005 (12 anos)
Período de construção (1ª fase) 2005 - 2009
Área 280.000 m²
Construção
Arquiteto Paulo Damasceno

Casablanca Estúdios (anteriormente RecNov, abreviatura de Record Novelas) é um complexo de estúdios que serve como núcleo de produção de obras de teledramaturgia da RecordTV. É o terceiro maior complexo televisivo do Brasil, atrás somente dos Estúdios Globo da Rede Globo e do CDT da Anhanguera do SBT.[1] Nele são gravadas todas as telenovelas, séries e minisséries da emissora. Os estúdios estão localizados no bairro de Vargem Grande, na Zona Oeste do Rio de Janeiro e contam com várias cidades cenográficas e ainda dez estúdios para a produção de conteúdo áudio-visual, tornando possível produzir seis telenovelas simultaneamente.[1] Em novembro de 2015, o complexo foi arrendado por um prazo de 5 anos a produtora Casablanca, e em 15 de novembro de 2016, passou a abrigar também os estúdios da RecordTV Rio, anteriormente sediados em Benfica, na Zona Norte da cidade.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Em 10 de março de 2005, a Record finalizou a compra dos estúdios onde o humorista Renato Aragão produzia seus filmes. Passando a se chamar "RecNov", o complexo de estúdio serviu de cenário para as filmagens da telenovela Prova de Amor. Inicialmente no complexo foi feito um investimento de mais de R$ 60 milhões em infraestrutura e tecnologia. A área da Recnov passou de 40 mil m² para 200 mil m² . Os três antigos estúdios (dois com 1.200 m² e um com 400 m²) foram reformados e equipados.[3] Foram somados a eles mais três estúdios (cada um com 1.000 m²), juntamente com um prédio que abriga as áreas administrativas e os camarins, dois galpões com 2.500 m² cada, a fábrica de cenários e o depósito de cenários.

Ainda em 2005, com a contratação do dramaturgo Lauro César Muniz, a Rede Record anunciou seus planos de passar a ter, em sua programação, dois horários distintos destinados à exibição de telenovelas[4][5]. A estrutura do RecNov à época, entretanto, ainda não estava totalmente definida, e as filmagens de Prova de Amor a ocupavam integralmente. Uma vez que as obras de ampliação não iriam estar concluídas em tempo hábil[6], um terreno com cerca de dez mil metros quadrados foi alugado para se tornar um canteiro de obras fictício, visando retratar a construção de Brasília. Adicionalmente, as cenas em estúdio foram realizadas numa cidade cenográfica construída na sede da emissora em São Paulo, no bairro da Barra Funda para representar uma versão ficcionalizada do município de Guará[7][8][9].

Em 2009, a Record concluiu a obra de mais quatro instalações, totalizando até aí dez estúdios de uso exclusivo para a produção de teledramaturgia, ao custo de aproximadamente R$ 80 milhões, possibilitando a produção simultânea de até seis produções.<ref">Vanessa Sulina (3 de novembro de 2009). «Diretor revela novidades da teledramaturgia da Record». R7. Consultado em 6 de março de 2011 </ref> Na cerimônia de inauguração estavam presentes figuras políticas como o até então presidente Luis Inácio Lula da Silva e da ministra e hoje presidente, Dilma Rousseff. Os prédios usam energia renovável. O piso é feito de garrafas plásticas recicladas e os materiais usados na construção são de baixa emissão de poluentes.

Em agosto de 2015, o programa Xuxa Meneghel passou a ser produzido no RecNov. Com isso, os estúdios deixaram de ser utilizados apenas para dramaturgia. Em novembro de 2015, o espaço foi arrendado por um prazo de 5 anos a produtora Casablanca, ocasionando diversas demissões. Segundo o jornalista Flávio Ricco, o local passará a se chamar Casablanca Estúdios (ou Estúdios Casablanca), fazendo com que a logo da Record fosse removida do local.[10][11][12][13]

Em 15 de dezembro de 2016, a RecordTV Rio inaugurou seus novos estúdios dentro do complexo, passando a ocupar uma de 41.000m² com seis salas de reuniões com capacidade para até 200 pessoas; 300 vagas de garagens, incluindo espaços para automóveis motos e bicicletas; refeitório climatizado e um auditório para 200 pessoas, além da área de convivência com 10.000 m², equipada com jardins, coffee shop, espelho d'água, restaurante e área relaxante. Todo o investimento foi orçado em cerca de R$ 23.000.000,00, e substituiu a antiga sede da emissora localizada no bairro de Benfica.[2]

Expansão[editar | editar código-fonte]

A expansão do complexo prevê a construção de um prédio administrativo e de uma moderna fábrica de cenários e de reciclagem de materiais, além de uma central de pós-produção. O Casablanca Estúdios ganhará em breve ainda um centro de convivência com restaurantes, academia e outros serviços.

Produções[editar | editar código-fonte]

Telenovelas[editar | editar código-fonte]

Ano Telenovela Autor(es)
2005 Essas Mulheres Marcílio Moraes e Rosane Lima
2005 - 2006 Prova de Amor Tiago Santiago
2006 Cidadão Brasileiro Lauro César Muniz e Rosane Lima
2006 - 2007 Bicho do Mato Bosco Brasil e Cristianne Fridman, supervisionados por Tiago Santiago
2006 - 2007 Alta Estação Margareth Boury
2006 - 2007 Vidas Opostas Marcílio Moraes
2007 Luz do Sol Ana Maria Moretzsohn
2007 - 2008 Caminhos do Coração Tiago Santiago
2007 - 2008 Amor e Intrigas Gisele Joras, supervisionada por Luiz Carlos Maciel
2008 - 2009 Os Mutantes - Caminhos do Coração Tiago Santiago
2008 - 2009 Chamas da Vida Cristianne Fridman
2009 Mutantes - Promessas de Amor Tiago Santiago
2009 - 2010 Poder Paralelo Lauro César Muniz e Dora Castellar;
2009 - 2010 Bela, a Feia Gisele Joras, supervisionada por Luiz Carlos Maciel
2010 - 2011 Ribeirão do Tempo Marcílio Moraes
2011 - 2012 Rebelde Margareth Boury e Renê Belmonte (Primeira Temporada) e Emílio Boechat (Segunda Temporada)
2011 - 2012 Vidas em Jogo Cristianne Fridman
2012 Máscaras Lauro César Muniz e Renato Modesto
2012 - 2013 Balacobaco Gisele Joras, supervisionada por Luiz Carlos Maciel
2013 Dona Xepa Gustavo Reiz
2013 - 2014 Pecado Mortal Carlos Lombardi
2014 Vitória Cristianne Fridman
2015 - 2016 Os Dez Mandamentos Vivian de Oliveira
2016 A Terra Prometida Renato Modesto
2016 - 2017 O Rico e Lázaro Paula Richard
2017 Belaventura Gustavo Reiz

Séries[editar | editar código-fonte]

Ano Série Autor(es)
2009 A Lei e o Crime Marcílio Moraes
2010 A História de Ester Vívian de Oliveira
2011 Sansão e Dalila Gustavo Reiz
2012 Rei Davi Vivian de Oliveira
2012 Fora de Controle Marcílio Moraes
2013 José do Egito Vivian de Oliveira
2014 Milagres de Jesus Renato Modesto e Vivian de Oliveira
2014 Plano Alto Marcílio Moraes
2014 Conselho Tutelar Marcos Borges, Bosco Brasil, Bruno Passseri, Mariana Vielmond e Cristina Gomes
2015 Na Mira Do Crime Tiago Santiago

Programas[editar | editar código-fonte]

Ano Programa
2015-Presente Xuxa Meneghel
2016-Presente RJ no Ar
2016-Presente Balanço Geral RJ
2016-Presente Cidade Alerta Rio

Referências

  1. a b «"Pecado Mortal" poderá ser a última novela da Record no RecNov; entenda». NaTelinha. 4 de junho de 2013. Consultado em 5 de março de 2015 
  2. a b «Record TV inaugura nova sede no Rio de Janeiro». RecordTV. 16 de dezembro de 2016. Consultado em 16 de dezembro de 2016 
  3. http://rederecord.r7.com/recnov/
  4. Cristina Padiglione (11 de julho de 2005). «Novela de Lauro César na Record será gravada em SP». São Paulo. Estado de S.Paulo. Consultado em 5 de março de 2011 
  5. Simone Mousse (9 de outubro de 2005). «Reconstruindo Brasília em São Paulo». O Globo. Consultado em 5 de março de 2011 
  6. «Entrelinhas». O Estado de S.Paulo. 1 de junho de 2005. Consultado em 5 de março de 2011 
  7. Keila Jimenez (3 de outubro de 2005). «Record aluga cidade cenográfica». Estado de S.Paulo. Consultado em 5 de março de 2011 
  8. Keila Jimenez (10 de janeiro de 2006). «Record inicia Cidadão Brasileiro». São Paulo. O Estado de S.Paulo. Consultado em 5 de março de 2011 
  9. Simone Mousse (10 de janeiro de 2006). «Luzes, Câmera, Ação!». O Globo. Consultado em 5 de março de 2011 
  10. Redação (25 de novembro de 2015). «Sindicato lamenta demissões no RecNov e acusa emissora de iludir empregados». UOL. Consultado em 19 de janeiro de 2016 
  11. Redação (23 de novembro de 2015). «Com o fim de "Os Dez Mandamentos", Record demite mais de 500 profissionais». UOL. Consultado em 19 de janeiro de 2016 
  12. Flávio Ricco (23 de novembro de 2015). «Nova dona da Teledramaturgia da Record no Rio retira logo da emissora». UOL. Consultado em 19 de janeiro de 2016 
  13. Flávio Ricco (8 de dezembro de 2015). «Extinto RecNov vai reabrir em janeiro com novo nome». UOL. Consultado em 19 de janeiro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]