Receptor 5-HT2C

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou seção foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.

5-HT2C é um dos receptores para o neurotransmissor serotonina. Estão localizados em neurônios pós-sinápticos e em várias partes do corpo dos Mamíferos.

Um receptor acoplado à proteína G para 5-hidroxitriptamina (serotonina). Também funciona como um receptor para vários Fármacos e substâncias psicoativas, incluindo derivados de alcalóides de ergot, 1-2,5, -dimetoxi-4-iodofenil-2-aminopropano (DOI) e dietilamida de ácido lisérgico (LSD). A ligação do ligando provoca uma mudança de conformação que desencadeia a sinalização através de proteínas de ligação a nucleótidos de guanina (proteínas G) e modula a atividade de efetores de fluxo descendente. Os membros da família Beta-arrestina inibem a sinalização através de proteínas G e medem a ativação de caminhos de sinalização alternativos. A sinalização ativa um sistema de segundo mensageiro de fosfatidilinositol e cálcio que modula a atividade das cascatas de sinalização de fosfatidilinositol 3 e cascata de sinalização e promove a liberação de íons de Ca (2+) das lojas intracelulares. Regula a atividade neuronal através da ativação de canais de cálcio de curto potencial de transiente transitório no cérebro, e assim modula a ativação de neurônios pró-opiomelacortina e a liberação de CRH que regula a liberação de corticosterona. Reproduz um papel na regulação do apetite e comportamento alimentar, respostas aos estímulos ansiogênicos e ao estresse. Reproduz um papel na sensibilidade à insulina e na homeostase da glicose.[1]

Função[editar | editar código-fonte]

Os receptores 5-HT2C são reivindicados para regular significativamente o humor, ansiedade, alimentação e comportamento reprodutivo. Os receptores 5-HT2C regulam a liberação de Dopamina no estriado, Córtex pré-frontal, Núcleo accumbens, Hipocampo, Hipotálamo e Amígdala cerebelosa, entre outros.[2]

Os receptores 5-HT2C foram implicados em transtornos alimentares e de humor. Em geral, aceita-se que os agonistas dos receptores 5-HT2C aumentam os comportamentos de ansiedade e induzem hipofagia.

Já os antagonistas deste receptor são por norma considerados benéficos em estados depressivos, de ansiedade, apatia, etc. A grande maioria dos antidepressivos tricíclicos antagonizam este receptor, e hoje em dia, são cada vez mais os fármacos usados para o tratamento da depressão que possuem esta ação (Agomelatina, Mirtazapina, etc).

Agonistas[editar | editar código-fonte]

Antagonistas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Database, GeneCards Human Gene. «HTR2C Gene - GeneCards | 5HT2C Protein | 5HT2C Antibody». www.genecards.org. Consultado em 19 de dezembro de 2017 
  2. «5-HT2C receptor». Wikipedia (em inglês). 8 de dezembro de 2017 
  3. Bickerdike, Michael J. (1 de maio de 2003). «5-HT2C Receptor Agonists as Potential Drugs for the Treatment of Obesity». Current Topics in Medicinal Chemistry (em inglês). 3 (8) 
  4. W Bonhaus, D; K Weinhardt, K; Taylor, M; DeSouza, A; M McNeeley, P; Szczepanski, K; J Fontana, D; Trinh, J; L Rocha, C (1 de abril de 1997). «RS-102221: A Novel High Affinity and Selective, 5-HT2C Receptor Antagonist». Neuropharmacology. 36: 621–9. doi:10.1016/S0028-3908(97)00049-X