Rechã

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Rechã é o maior distrito de Itapetininga, localizado no estado de São Paulo. Tem aproximadamente 7.000 habitantes. Está localizado a 42 km à oeste de Itapetininga, com acesso pela via Raposo Tavares SP-270, próximo ao município de Angatuba.

Um dos fatores da fundação do distrito foi a criação da Estrada de Ferro Sorocabana.

Tempos Dourados e Decadência[editar | editar código-fonte]

A estação foi inaugurada em 1907, com o nome de Herval. Em 1910, mudou para o nome atual, Rechã (ou Rechan). O prédio que ainda está lá hoje parece ser o original. Depois de passar mais de vinte anos desativada, com a extinção dos trens de passageiros do ramal, em 1978, a estação foi restaurada e passou a receber o trem de passageiros Sorocaba-Apiaí, no final de 1997. Rechã é um distrito afastado de Itapetininga, e, embora esse trem somente passasse duas vezes por dia - uma vez à noite, por volta das 21h, e outra vez de manhã, às 9h - a estação estava sempre cheia de pessoas para ver o trem chegar, como há 100 anos atrás.

Em fins de fevereiro de 2001, a estação foi desativada de vez. Em agosto de 2002, estava tudo abandonado, toda aquela vida se perdeu. Atualmente, a estação serve como rodoviária, tendo também um bar, além de uma base dos Correios. O vilarejo perdeu a alegria. No galpão hoje existe uma escola de capoeira.

Economia[editar | editar código-fonte]

O Distrito de Rechã abriga duas grandes empresas Rurais: a Citrosuco/Votorantim e a Granja Alvorada, responsável por grande parte da renda obtida anualmente pelo distrito, além de contar com empresas terceirizadas e serviços.

Educação[editar | editar código-fonte]

Na Educação, o Rechan possui uma creche, a EMEIF Profª Angelina G. da S. Martins e duas escolas, sendo elas a EE Profº Virgílio Silveira, destaque por realizar diversos trabalhos culturais junto à comunidade, principalmente voltados ao Meio Ambiente e a EMEF Julieta Rolim da Silva.

Política[editar | editar código-fonte]

O distrito do Rechan teve em sua história, quatro vereadores atuando na Câmara Municipal de Itapetininga:

Religião[editar | editar código-fonte]

Atualmente, a população do distrito é muito voltada à religião. As denominações religiosas com maior número de adeptos são:

Problemas Sociais[editar | editar código-fonte]

Como forma de minimizar os problemas sociais decorrentes do descaso do poder público, uma série de ações sociais são desempenhadas por moradores e apoiadores. A presença policial é mínima, insuficiente para o atendimento à população, refletindo uma caótica situação de Segurança Pública. A Saúde também enfrenta um problema sério, pois conta com um único posto de saúde, funcionando como ESF (Estratégia Saúde da Família, com a coordenação do enfº Fabio Luís Pereira) que opera em sua máxima potencialidade. Alem disso, no inicio de 2015 houve grande aumento no numero de casos de dengue no distrito.[3]

Limites[editar | editar código-fonte]

  • Rechan e o distrito de Gramadinho [4] :

Começa no ribeirão da Pescaria, na foz do córrego Mata do Pereira ou do Veado Pardo; sobe pelo ribeirão da Pescaria até a cabeceira de seu galho nororiental no espigão Paranapanema-Capivari; alcança na contra vertente, a cabeceira mais ocidental do córrego do Areão, pelo qual desce até a sua foz no rio Capivari; sobe por este até a foz do córrego Vira Copos.

Começa no rio Capivari na foz do córrego Vira Copos; sobe por este e pelo seu galho da esquerda, até sua cabeceira mais setentrional, no divisor Capivari-Itapetininga; transpõe este divisor, em demanda da cabeceira sudocidental do ribeirão Grande, pelo qual desce até sua foz no rio Itapetininga, pelo qual desce até a foz do ribeirão da Corrupção.

Começa na foz do ribeirão da Corrupção, no rio Itapetininga, pelo qual desce até a foz do córrego do Japão, sobe por este até sua cabeceira mais meridional; segue pelo contraforte fronteiro entre o córrego Monjolinho à direita, e os córregos Japãozinho e do Pinhalzinho, à esquerda, até cruzar com o espigão Itapetininga-Paranapanema; prossegue por este espigão até a cabeceira norocidental do córrego Mata do Pereira ou do Veado Pardo, pelo qual desce até a sua foz no ribeirão da Pescaria; desce por este ribeirão até sua foz no rio Paranapanema.

Lazer e Cultura[editar | editar código-fonte]

O distrito do Rechã é considerado um lugar prestigiado, pois fica entre o Rio Itapetininga e o Rio Capivari, alvo de diversos projetos ambientais referentes à proteção do Meio Ambiente, envolvendo vários colaboradores. Os projetos sociais são realizados pela Casa do Adolescente de Itapetininga, beneficiando diversas crianças e adolescentes. Possui também o Grupo de Capoeira Cordão de Ouro, que através da prática dessa tradicional expressão cultural, ensina as pessoas o que realmente é a cultura brasileira.

Referências

  1. Camara de Itapetininga. «vereador de itapetininga». Consultado em 09 de Novembro de 2015. 
  2. Camara de Itapetininga. «vereador de itapetininga». Consultado em 09 de Novembro de 2015. 
  3. G1. «Suspeitas de casos de dengue têm alta de 800% em janeiro deste ano». Consultado em 09 de Novembro de 2015. 
  4. a b c PL 160/1980-Comissão de Assuntos Municipais. «Lei n° 2.343, de 14/05/1980». Consultado em 09 de Novembro de 2015. 
Ícone de esboço Este artigo sobre um distrito ou povoado é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.