Recolocação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Recolocação profissional é o processo[1] pelo qual o profissional, auxiliado ou não,[2] trabalha para conseguir novo emprego no mercado de trabalho sendo que ações podem ser realizadas[3][4] neste processo como revisar seu currículo, treinar para entrevistas, saber como utilizar o networking[5] e mais várias outras ações relacionados com os processos de busca de um novo emprego.

Diferenças entre Outplacement e Recolocação Profissional[editar | editar código-fonte]

Embora compreenda também a recolocação profissional, a solução de outplacement[6][7] é mais abrangente. Executada por empresas de recursos humanos e especialistas em gestão e transição de carreira, busca auxiliar profissionais em todas os momentos desta etapa de vida e carreira. Enquanto a recolocação profissional é o processo pelo qual o profissional trabalha para conseguir um novo emprego, o outplacement oferece o apoio emocional, de infraestrutura, como a oferta de escritório equipado, espaço de trabalho compartilhado ou de salas individuais, podendo também disponibilizar através de equipes multidisciplinares todo o apoio e orientação que o profissional precisar para reorganizar as suas finanças, planejar sua capacitação, aprimorar o relacionamento interpessoal, buscar outras fontes de renda, planejar sua aposentadoria e até mesmo viabilizar o trabalho por conta própria - autônomo, como consultor, ou iniciando o próprio negócio.

O outplacement apoia em todas as etapas do processo de transição transição de carreira. Faz parte do seu objetivo prestar ajuda e muitas vezes treinamento no preparo do currículo, preparação de entrevistas, carta de apresentação, utilização do networking[8] e outras mais ações relacionadas com os processos de procura de um novo emprego mas envolve muito mais do que o aconselhamento ou Coaching profissional. Existem empresas, estas sim, especializadas em recolocação de carreira, que prestam serviço, em sua maioria direcionado a pessoas físicas, divulgando o perfil de profissionais para as companhias de recrutamento e seleção, e empresas de "headhunting" e a executivos de empresas com poder de decisão.

A demissão costuma desestruturar o profissional, inviabilizando ou dificultando a continuidade de sua carreira. Quando uma consultoria em "outplacement" é contratada, tem como objetivo acolher o profissional desde o momento da demissão e orientá-lo sobre a melhor maneira de recomeçar, fazendo com que repense e redimensione sua carreira.

Depois de orientar o profissional no balanço da carreira,[9] revendo seus objetivos pessoais e profissionais e definindo sua área de atuação, em um novo emprego ou um negócio próprio, a consultoria em outplacement auxilia o profissional a desenvolver a sua rede de contatos e relacionamento (networking), cuidar desta rede e trabalhar técnicas de marketing pessoal e de negociação. Incentiva, ainda, a busca do aperfeiçoamento e do desenvolvimento contínuo do candidato.

A decisão de contratar ou não uma consultoria de recursos humanos está vinculada a quanto esse profissional se sente seguro em relação aos seu desempenho nas várias etapas dos processos de busca de emprego,[10] bem como ao custo e idoneidade da empresa que pode lhe oferecer os tais serviços. Há que se tomar cuidado com empresas que aplicam golpes[11] em candidatos que supostamente lhes oferecem vagas que não existem para depois lhes oferecer consultoria.[12][13]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]