RecordTV Brasília

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
RecordTV Brasília
Rádio e Televisão Capital Ltda.
Brasília, Distrito Federal
Brasil
Tipo Comercial
Canais Digital: 23 UHF
Virtual: 8 PSIP
Outros canais 19 / 519 HD (Claro TV)
7 / 407 HD (Sky)
ver mais
Analógico:
8 VHF (1960-2016)
Sede Distrito Federal (Brasil) Brasília, DF
Slogan Perto de você, a gente vai longe
Rede RecordTV
Rede(s) anterior(es) Emissoras Unidas (1960-1967)
TV Excelsior (1967-1969)
REI (1969-1976; 1987-1988)
TVE Brasil (1981-1985)
TV Gazeta (1988-1990)
Fundador(es) João Batista do Amaral
Pertence a Grupo Record
Proprietário(s) Edir Macedo
Antigo(s) proprietário(s) João Batista do Amaral (1960-1972)
Ordem dos Frades Menores Capuchinhos (1972-1978)
Grupo Brasilino (1978-1981)
Edevaldo Alves da Silva (1981-1993)
Presidente Luiz Cláudio Costa
Fundação 21 de abril de 1960 (62 anos)
Prefixo ZYA 507
Nome(s) anterior(es) TV Alvorada (1960-1972)
TV Rio Brasília (1972-1978)
TV Itamaraty (1978-1979)
TV Regional (1979-1981)
TV Capital (1981-1993)
TV Record Brasília (1993-2007; 2010-2016)
TV Record Centro-Oeste (2007-2010)
Emissora(s) irmã(s) Rádio Capital
Cobertura Distrito Federal e Entorno
Coord. do transmissor 15° 41' 57.3" S 47° 49' 46.6" O
Potência 3 kW
Agência reguladora ANATEL
Informação de licença
CDB
PDF
Página oficial noticias.r7.com/brasilia

RecordTV Brasília é uma emissora de televisão brasileira sediada em Brasília, Distrito Federal. Opera no canal 8 (23 UHF digital) e é uma emissora própria da RecordTV. Seus estúdios estão no Edifício Record, localizado no Setor de Rádio e Televisão Sul (SRTVS), na Asa Sul do Plano Piloto, e seus transmissores estão na Torre de TV Digital de Brasília, na região administrativa do Lago Norte.

História[editar | editar código-fonte]

Primeiros anos (1960–1981)[editar | editar código-fonte]

Enquanto Brasília estava sendo construída, o Governo Federal abriu licitação de três canais, um para o próprio governo federal, um para os Diários Associados e outro para as Emissoras Unidas. O canal 8 VHF da capital federal, originalmente chamado de TV Alvorada, foi inaugurado juntamente as outras duas emissoras pioneiras da cidade, a TV Nacional e a TV Brasília, em 21 de abril de 1960, na fundação da cidade. Os mestres de cerimônia da inauguração da TV Alvorada foram Dedé Santana e Ana Rosa.

Pertencente à Rede das Emissoras Unidas, a TV Alvorada funcionava precariamente em um apartamento no 6.º andar da Super Quadra 104, sendo que seus estúdios, localizados em um dos boxes da Torre de TV de Brasília, só vieram a ficar prontos em 1965. No início de 1967, o jornalista Wolney Milhomem, que apresentava o Roda Viva na TV Brasília é contratado para apresentar o jornalístico Debate em Linha Reta.[1]

Em 1967, a emissora passou a transmitir a programação da TV Excelsior, dado o breve desmantelamento da rede comandada por Pipa Amaral e Paulo Machado de Carvalho, que ressurgiria em 1969 como Rede de Emissoras Independentes, da qual a emissora logo se tornou afiliada. Em 1972, Pipa se desfaz dos seus negócios em comunicação para morar fora do país, vendendo a TV Alvorada e sua coirmã TV Rio para a Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, controladora da TV Difusora de Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

Em 7 de setembro do mesmo ano, a TV Alvorada passa a se chamar TV Rio Brasília, adotando o mesmo nome da emissora carioca.[2] Os planos da OFM eram de transformar as emissoras adquiridas em uma nova rede nacional, com o centro de produção liderado a partir de Porto Alegre, porém, a estratégia não foi adiante. Em 16 de janeiro de 1976, técnicos do DENTEL lacraram os transmissores e estúdios da TV Rio de Brasília, após meses de atrasos salariais dos seus funcionários, situação que se repetiria um ano depois com a emissora do Rio de Janeiro.[3]

Em 1978, o espólio da emissora foi vendido ao Grupo Brasilino, que reativou-a como TV Itamaraty, e no ano seguinte, TV Regional. Os novos proprietários resolveram por no ar uma programação independente, focada em seriados, filmes e desenhos, porém em julho de 1980, o Grupo Brasilino vai à falência e o canal 8 sai novamente do ar.

TV Capital (1981–1993)[editar | editar código-fonte]

Após um ano fora do ar, o canal 8 foi reativado em 26 de agosto de 1981, como TV Capital, por iniciativa da Rede Capital de Comunicações, dos empresários Edevaldo Alves da Silva e Arnold Fioravante.[4][5] Sua programação diária nos primeiros meses entrava no ar às 10h, depois começava a entrar no ar às 16h30 e encerrava à meia noite. Entre 1981 e 1985, a emissora retransmitia programas da TVE Rio de Janeiro.

Em 1985, a emissora cogitou transmitir a programação do SBT, que havia saído da TV Brasília, mas as negociações não avançaram e o canal então retransmitiu programas da Abril Vídeo até sair do ar em novembro. Em 1986, volta após anos a retransmitir parte da programação da TV Record.

Em 1988, passa a retransmitir a programação da TV Gazeta, exibindo atrações como Mulheres em Desfile, apresentado por Ione Borges e Claudete Troiano, o talk show Paulista 900, o informativo econômico Dinheiro Vivo com Luís Nassif e o programa de debates Vamos Sair da Crise com Alexandre Machado, no qual a TV Capital participava muitas vezes. Em agosto de 1989, a emissora volta a exibir programas produzidos pela TV Record, como o Record em Notícias e o Jornal da Record, somados as atrações da TV Gazeta, situação que se manteve até a formação da Rede Record no ano seguinte, após a compra pelo empresário e líder religioso Edir Macedo.

Emissora própria da Record (1993–presente)[editar | editar código-fonte]

Em 1991, com o início da expansão da Rede Record, a TV Capital foi uma das primeiras emissoras a serem adquiridas pelo Grupo Record, em transação que envolveu também a Rádio Capital. Após a compra, a emissora mudou de nome, tornando-se TV Record Brasília em 18 de março de 1993.[6] No mesmo ano, estreava o telejornal Informe Brasília, que em 2003 passou a se chamar Informe DF. Em 1997, a emissora inaugura sua sede própria no Setor de Rádio e Televisão Sul, deixando as obsoletas instalações da Torre de TV.

Em 3 de abril de 2006, estreava o telejornal DF Record, adotando a nova marca padrão dos telejornais locais da Record. Em 15 de janeiro de 2007 estreava a versão local do Balanço Geral, apresentado por Henrique Chaves, substituindo o Fala Brasília. Em 18 de fevereiro de 2008, a emissora passa à se chamar TV Record Centro-Oeste. Neste dia, foi inaugurado o novo newsroom da emissora, de onde passaram a ser transmitidos seus telejornais, além de programas do canal de notícias Record News, como o Brasília Ao Vivo e o Record News Centro-Oeste. Em 20 de fevereiro de 2008, estreou o telejornal DF no Ar, inicialmente apresentado por Luiz Fara Monteiro.

Em agosto de 2008 a Record Centro-Oeste ganhou o prêmio Engenho de Jornalismo em quatro categorias. Em agosto de 2009, Luiz Cláudio Costa, ex-diretor da TV Record RS e do Correio do Povo, assume a direção da Record Centro-Oeste, e Natal Furucho, ex-diretor da emissora em Brasília, assume o comando do Grupo Record no Rio Grande do Sul.[7]

Em fevereiro de 2011, a emissora voltou se chamar TV Record Brasília. Em 28 de abril de 2014, estreava na grade da programação da emissora o Balanço Geral Manhã, apresentado por Bruno José. Em 8 de maio de 2015, a edição local do Balanço Geral Manhã deixa a grade da programação da emissora para dar lugar a versão nacional do programa apresentado por Luiz Bacci. Em 11 de maio, estreia no Balanço Geral o quadro "Hora da Venenosa", que mostra as notícias do mundo dos famosos apresentado por Sabrina Albert. Em outubro de 2015, a Record Brasília e o apresentador do DF no Ar, Giuliano Cartaxo, são condenados pela exibição de uma reportagem considerada abusiva.[8]

Como parte de uma reformulação em sua grade para aumentar seus índices de audiência, o canal anuncia em 25 de agosto de 2016 a contratação do apresentador Marcão do Povo, vindo da TV Goiânia para apresentar o Balanço Geral DF.[9][10] Sua estreia aconteceu no dia 26 de setembro,[11] e Henrique Chaves, que apresentava o Balanço Geral DF, foi afastado para poder assumir o projeto da edição local do Cidade Alerta, que estreou em 24 de outubro.[12][13] Com as mudanças, a Record Brasília consegue subir seus índices de audiência no horário do almoço, conseguindo a liderança na faixa.[14][15]

Em 24 de novembro de 2016, com a reformulação da marca da rede, a emissora passa a se chamar RecordTV Brasília.[16] Em dezembro de 2016, um funcionário do departamento de operações da emissora foi demitido após gravar vídeo criticando a nova canopla do canal.[17]

Em 9 de janeiro de 2017, durante o quadro A Hora da Venenosa do Balanço Geral DF, ao fazer comentário sobre uma notícia envolvendo a cantora Ludmilla, o apresentador Marcão se referiu à mesma chamando de "pobre e macaca".[18] A afirmação repercutiu após publicação na semana seguinte, sendo publicada em diversos portais na internet.[18] Ao se justificar, o apresentador afirmou que o termo "é utilizado no Centro-Oeste sem teor pejorativo" e que o momento publicado na internet estava fora do contexto.[18] No mesmo dia, o advogado de Ludmilla disse que a cantora iria entrar na justiça contra Marcão.[19] Com a repercussão do caso, a cantora publicou texto no Instagram afirmando que o apresentador "não possui nenhum pudor ou constrangimento em ofender alguém em rede nacional".[18] Em 18 de janeiro de 2017, Marcão é afastado do jornalístico e é substituído por Dionísio Freitas.[20] No mesmo dia, a RecordTV anuncia que seu contrato foi rescindido.[21][22][23][24] Em 1.º de fevereiro, a emissora anuncia a contratação do apresentador e radialista Fred Linhares, vindo da TV Brasília, para apresentar o Balanço Geral, e sua estreia ocorreu no dia 13 do mesmo mês.[25]

Em 9 de julho de 2018, a emissora volta a exibir o telejornal local DF Direto da Redação, na apresentação de Vanessa Lima, substituindo o Balanço Geral Manhã exibido pela rede. Em 30 de setembro de 2019, Henrique Chaves volta a ser o apresentador títular do Balanço Geral, enquanto Fred Linhares passa ser o apresentador titular do Cidade Alerta. A mudança ocorreu após sucessivas derrotas do Balanço Geral para os jornalísticos do SBT Brasília e da TV Brasília.[26]

Em 12 de novembro, a emissora anuncia a contratação do jornalista Guilherme Portanova para apresentar o telejornal DF no Ar.[27] Sua estreia aconteceu no dia 2 de dezembro, também dentre as novidades da emissora foi a volta do Balanço Geral Manhã, na apresentação de Giulianno Cartaxo.[28]

Em 11 de março de 2020, a emissora anuncia a demissão por justa causa de 6 jornalistas após acusações de racismo na redação da emissora, entre eles o diretor de jornalismo João Beltrão, a repórter Rachel Vargas e a apresentadora do DF Record Lívia Braz.[29] Em 4 de maio, Matheus Ribeiro, oriundo da TV Anhanguera Goiânia foi contratado pela emissora e passa a apresentar o DF Record no lugar de Luiz Carlos Braga, que foi demitido, e de Natalie Machado, que voltou para a reportagem.[30] Em 20 de julho, Nikole Lima, vinda da TV Brasília, assumiu a apresentação do Balanço Geral Manhã, substituindo Giuliano Cartaxo.[31]

Em 25 de novembro de 2021, Matheus Ribeiro deixou a RecordTV Brasília, após cerca de 1 ano e meio como apresentador do DF Record, para se dedicar a projetos pessoais. Em 30 de novembro, Guilherme Portanova assumiu o comando do noticiário, enquanto Narla Aguiar assumiu, interinamente, seu posto no DF no Ar,[32] até ser substituída em 14 de março de 2022 por Neila Medeiros, que foi contratada pela emissora.[33] Em 24 de abril, a emissora estreou o Agro Record, apresentado por Narla Aguiar, substituindo a versão produzida pela RecordTV Goiás.

Sinal digital[editar | editar código-fonte]

Canal virtual Canal digital Resolução de tela Programação
8.1 23 UHF 1080i Programação principal da RecordTV Brasília / RecordTV
Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a então TV Record Brasília, bem como as outras emissoras da cidade de Brasília e do entorno do Distrito Federal, cessou suas transmissões pelo canal 8 VHF em 17 de novembro de 2016, seguindo o cronograma oficial da ANATEL.[34] Tendo um atraso de 2 minutos em relação as outras emissoras, o sinal da então TV Record Brasília foi interrompido à 0h01, durante a exibição do Câmera Record, para a exibição de um discurso do ministro das comunicações, Gilberto Kassab. Logo em seguida, foi inserido o aviso do MCTIC e da ANATEL sobre o switch-off.[35]

Programas[editar | editar código-fonte]

Além de retransmitir a programação nacional da RecordTV, atualmente a RecordTV Brasília produz os seguintes programas:

Diversos outros programas compuseram a grade da emissora e foram descontinuados:

  • Alô Helô
  • Boa Tarde Capital
  • Brasília Ao Vivo
  • Brasília em Foco
  • Brasília Hoje
  • Brasil Sócio Econômico
  • Câmera 8
  • Capital Cidade Aberta
  • Capital Destaque
  • Capital Entrevista
  • Carreira & Sucesso
  • Cine 8
  • Cinema 8
  • Cinema das Nove
  • Clássico do Cinema
  • Clima de Fazenda
  • Conteúdo
  • Conversa de Fim de Noite
  • Debate em Linha Reta
  • Destaque Capital
  • Diálogo Nacional
  • De Olho no Trânsito
  • DF Direto da Redação
  • Encontro com a Vida
  • Esporte Capital
  • Esporte Record
  • Faixa da Tarde
  • Fala Brasília
  • Ginástica na TV
  • Guia da Empresa
  • Imprensa na TV
  • Informe Brasília / Informe DF
  • Jornal da Capital
  • Jornal Maior - Edição local
  • Jornal da Record - Edição regional
  • Jornal de Sábado
  • Meire Nogueira e Cia
  • Noite de Terror
  • O Mundo da Bola na Capital
  • Opinião
  • Prece da Ave Maria
  • Primeira Edição
  • Primeiro Plano
  • Propaganda na TV
  • Recreio
  • Regional Desenhos
  • Regional Esportes
  • Regional em Ritmo de Notícias
  • Regional Notícias
  • Repórter REI
  • Revista da Capital
  • Roberto Ney na TV
  • Sessão do 8
  • Sociedade na Capital
  • Show da Cidade
  • Telejornal Pirelli - Edição local
  • Telesporte Venasa
  • Tribuna da Constituição
  • Tudo a Ver Brasília
  • TV Cidade
  • Vila Olímpica
  • Vídeo Som
  • Visão da Capital
  • Visão da Semana

Referências

  1. Paz, Arnaldo (1967). «Notas e Comentários». Correio Braziliense. Televisão: 7. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  2. «[Sem título]». Manchete: 133. 4 de novembro de 1972. Consultado em 18 de setembro de 2021 
  3. «Lacrada a TV-Rio de Brasília». O Globo: 2. 17 de janeiro de 1976. Consultado em 18 de setembro de 2021 
  4. «Figueiredo inaugura primeira Tv Capital». O Globo: 5. 27 de agosto de 1981. Consultado em 8 de junho de 2021 
  5. «João inaugura a TV Capital». Biblioteca Nacional do Brasil. Correio Braziliense: 9. 6 de agosto de 1981. Consultado em 16 de agosto de 2021 
  6. «A história da TV Record Brasília». R7. 3 de dezembro de 2013. Consultado em 23 de maio de 2021 
  7. «Grupo Record troca presidentes regionais». Propmark. 29 de julho de 2009. Consultado em 18 de janeiro de 2016 
  8. Gabriel Vaquer (29 de outubro de 2015). «Record DF e apresentador são condenados por reportagem considerada abusiva». NaTelinha. Consultado em 18 de janeiro de 2017 
  9. «Marcão assume Balanço Geral DF e comemora: "Foram anos esperando por uma oportunidade como essa"». R7. 26 de agosto de 2016. Consultado em 18 de janeiro de 2017 
  10. Gabriel Vaquer (26 de agosto de 2016). «Líder em Goiás, apresentador deixa Band e assume "Balanço Geral" na Record DF». NaTelinha. Consultado em 18 de janeiro de 2017 
  11. «Nova aposta da Record, Marcão do Povo assume o Balanço Geral no dia 26». Jornal de Brasília. 16 de setembro de 2016. Consultado em 18 de janeiro de 2017 
  12. Gabriel Vaquer (29 de agosto de 2016). «Chegada de apresentador líder em Goiás surpreende funcionários da Record DF». NaTelinha. Consultado em 18 de janeiro de 2017 
  13. Gabriel Vaquer (14 de outubro de 2016). «Record divulga estreia da versão local do "Cidade Alerta" em Brasília». NaTelinha. Consultado em 18 de janeiro de 2017 
  14. Gabriel Vaquer (27 de setembro de 2016). «DF: Novo "Balanço Geral" com Marcão vai bem e chega aos dois dígitos no Ibope». NaTelinha. Consultado em 18 de janeiro de 2017 
  15. Gabriel Vaquer (30 de outubro de 2016). «DF: Novo "Balanço Geral" levanta audiência na hora do almoço da Record». NaTelinha. Consultado em 18 de janeiro de 2017 
  16. «A Record agora é Record TV». R7. 24 de novembro de 2016. Consultado em 18 de janeiro de 2017 
  17. Gabriel Vaquer (22 de dezembro de 2016). «Funcionário da Record critica canopla do canal em vídeo e é demitido». NaTelinha. Consultado em 18 de janeiro de 2017. Arquivado do original em 24 de dezembro de 2016 
  18. a b c d Gabriel Vaquer (17 de janeiro de 2017). «Apresentador do "Balanço Geral" chama Ludmilla de "macaca"; cantora responde». NaTelinha. Consultado em 18 de janeiro de 2017. Arquivado do original em 19 de janeiro de 2017 
  19. Fernando Jordão (17 de janeiro de 2017). «Ludmilla vai entrar com pedido de prisão contra apresentador brasiliense». Correio Braziliense. Consultado em 18 de janeiro de 2017 
  20. Gabriel Vaquer (18 de janeiro de 2017). «Apresentador do "Balanço Geral" que chamou Ludmilla de "macaca" é afastado». NaTelinha. Consultado em 18 de janeiro de 2017 
  21. «Record TV emite nota de esclarecimento sobre o Balanço Geral DF». R7. 18 de janeiro de 2017. Consultado em 18 de janeiro de 2017 
  22. «Apresentador que chamou Ludmilla de "macaca" é demitido pela Record». UOL. 18 de janeiro de 2017. Consultado em 18 de janeiro de 2017 
  23. «Após polêmica, Record demite apresentador e emite nota de esclarecimento». Jornal de Brasília. 18 de janeiro de 2017. Consultado em 18 de janeiro de 2017 
  24. «Record TV demite apresentador que chamou Ludmilla de 'macaca'». Emais. Estadão. 18 de janeiro de 2017. Consultado em 18 de janeiro de 2017 
  25. Record TV Brasília contrata Fred Linhares
  26. Record TV promove “dança das cadeiras” no DF e âncora reassume Balanço Geral após 3 anos
  27. Guilherme Portanova deixa Globo e assina com a Record
  28. DF no Ar: Guilherme Portanova estreia em 2 de dezembro na Record
  29. «Record demite diretor de jornalismo após denúncias de racismo em Brasília». Notícias da TV. 11 de março de 2020. Consultado em 8 de março de 2022 
  30. «Após se sentir humilhado na Globo, primeiro âncora gay do JN assina com a Record». Notícias da TV. 24 de abril de 2020. Consultado em 8 de março de 2022 
  31. «Record TV Brasília contrata Nikole Lima para apresentar o Balanço Geral DF Manhã». RecordTV. 15 de julho de 2020. Consultado em 26 de novembro de 2021 
  32. Oliveira, Gabriel de (25 de novembro de 2021). «Matheus Ribeiro abraça novo projeto e deixa a Record após 19 meses». TV Pop. Consultado em 26 de novembro de 2021 
  33. Oliveira, Gabriel de; Cardoso, Jorge (7 de março de 2022). «Record contrata ex-queridinha de Silvio Santos para apresentar jornal matinal». TV Pop. Consultado em 14 de março de 2022 
  34. Craide, Sabrina (25 de outubro de 2016). «Emissoras terão mais prazo para desligar sinal analógico de TV no DF e Entorno». Agência Brasil. Consultado em 4 de novembro de 2016 
  35. Gabriel Vaquer (18 de novembro de 2016). «Brasília desliga sinal analógico de televisão; veja como foi». NaTelinha. Consultado em 18 de janeiro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]