Recursos minerais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde março de 2011). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Os recursos minerais são concentrações de minério cujas características fazem com que sua extração possa ser técnica e economicamente viável. Dividem-se em metálicos (ferro, cobre, estanho e outros) e não metálicos, como quartzo, calcário, mármore e outros.

Recursos minerais[editar | editar código-fonte]

Os recursos metálicos são, entre outros, o ferro, alumínio, manganês, magnésio, cobre, cromo, mercúrio, chumbo, estanho, ouro, prata e urânio.

Outros recursos minerais são o cloreto de sódio, enxofre, fosfatos, nitratos, areia, argila, cascalho, amianto, água, petróleo e carvão mineral.

Apesar de seu importante auxílio na economia mundial, a mineração causa um grande risco ambiental e social, pois resulta num processo de desmatamento, destruição e contaminação de ecossistemas, além de agredir a sociedade com invasões em áreas indígenas, terras particulares e exploração ao trabalhador.

Ícone de esboço Este artigo sobre um mineral ou mineraloide é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.