Red Wine

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Red Wine"
Canção de Kelly Rowland
do álbum Talk a Good Game
Formato(s) Download digital
Gravação Fevereiro — Março de 2013;
The Hit Factory Criteria, Miami, FL
Género(s) R&B, soul
Duração 4:19
Editora(s) Universal Republic Records
Composição Kelendria Rowland, Matthew Sammuels, Matthew Burnett, Kevin Cossom
Produção Boi-1da, Matthew Burnett, Kevin Cossom
Faixas de Talk a Good Game
"I Remember"
(8)
"This is Love"
(10)

"Red Wine" é uma canção gravada pela cantora e compositora norte-americana Kelly Rowland para o seu quarto álbum de estúdio, Talk a Good Game, lançado a 18 de Junho de 2013 nos Estados Unidos. A música surgiu durante uma sessão de estúdio para o disco em Miami, Flórida entre a cantora e o produtor Boi-1da, cujo único trabalho no disco é este, e foi descrita pela artista como um tema "relaxante". Os compositores da canção foram Rowland, Matthew Sammuels (nome verdadeiro de Boi-1da), Matthew Burnett e o cantor Kevin Cossom, que ainda fez uma participação vocal na faixa homónima do álbum. Burnett deu um auxílio a Boi-1da na produção e arranjos, e Cossom esteve presente na gravação da música, tendo sido o produtor vocal da mesma.

Musicalmente, "Red Wine" é uma obra do género musical rhythm and blues com algumas influências de música pop e funk dos anos 80. A sua letra retrata uma protagonista que afirma ter descoberto a existência do amor verdadeiro enquanto pede ao seu homem que esqueça de tudo o resto e a ame bastante. O tema foi recebido com opiniões mistas pela crítica especialista em música contemporânea, que elogiou a sua produção de sintetizadores e fez uma comparação com trabalhos da cantora norte-americana e amiga de Rowland Brandy Norwood. Contudo, teve o seu conteúdo lírico criticado por não ter conexão alguma com o título e também devido à falta de contextualização com o resto das faixas de Talk a Good Game.

Antecedentes e desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Matthew Sammuels, mais conhecido por Boi-1da, co-escreveu e foi o responsável pela produção e arranjos de "Red Wine".

Pouco tempo após o lançamento do terceiro álbum de estúdio de Rowland, Here I Am (2011), foi reportado que ela já estava a trabalhar no sucessor deste.[1] Em Março de 2012, o cantor Lonny Bereal, que vinha trabalhando com a artista desde 2011 no projecto The Love Train, disse em uma entrevista ao Kempire Radio que o novo álbum iria mostrar o retorno da cantora às suas raízes de R&B: "Ela está a vir muito forte com o R&B. Com certeza irá dar aos ouvintes de música pop o que estão à espera. Mas ela está mesmo a voltar para o R&B com este álbum. O seu trabalho está muito confiante agora. É definitivamente uma nova Kelly Rowland. Não me deixou nem sequer inserir o auto-tune na sua voz desta vez. Ficou do tipo, 'Não, eu quero que as pessoas realmente me percebam'."[2]

No mês seguinte, Rowland revelou à MTV News que o disco teria um tema e que ela esteve a documentar todo o processo de gravação para que os seus fãs pudessem ver.[3] Durante uma entrevista com a revista Vegas em Junho de 2012, a intérprete descreveu o projecto como uma dedicação às "minhas senhoras". "Eu quero dizer às mulheres o quão incrível nós somos, como a nossa intuição está tão forte. Às vezes nós não a ouvimos, mas ela é a coisa que pode de facto nos fazer mais felizes", explicou a cantora.[4]

"Com as coisas sobre as quais estou a falar, eu acho que é provavelmente o mais vulnerável que já estive em um projecto. E eu apenas queria tocar a mão de uma mulher, falar com ela, você percebe o que quero dizer? Tipo, está é a minha irmã e eu acho que essa é uma das coisas que realmente queria abordar neste álbum, é a celebração de uma mulher."
— Rowland em entrevista para a Billboard na qual falou sobre o conceito do seu quarto trabalho de estúdio.[5]

No último trimestre de 2012, Rowland revelou que havia trabalhado com vários produtores no estúdio, incluindo o cantor Kevin Cossom, que tratou dos arranjos e fez uma participação na faixa homónima do novo álbum.[6] Cossom ainda co-escreveu e ficou a cargo da produção vocal de outras três faixas do disco, que mais tarde foram reveladas como sendo "Down on Love", "I Remember" e "Red Wine".[7][8] No início de Abril de 2013, Rowland anunciou que estava a trabalhar com o produtor Boi-1da em uma canção do álbum, mas não revelou qual.[9] Isto foi apenas confirmado no mês seguinte, quando a sua editora discográfica publicou o alinhamento de faixas do álbum com os respectivos produtores para cada canção. "Red Wine" era a única música do álbum na qual Boi-1da trabalhara, tendo co-escrito e sido o responsável pela produção e arranjos.[10]

Em uma entrevista com a VH1, Rowland afirmou que esteve com Boi-1da no estúdio e que quando acabaram de gravar a música, "todos nós relaxámos [...] e quando relaxámos, demos um gole de vinho tinto e deixamos a música levar-nos a um sítio. Ela levou-nos a um sítio que era bonito, excêntrico, harmónico, e simplesmente começou a construir-se a si própria, e é isso que eu mais gosto sobre o vinho tinto." Passadas várias goladas de vinho tinto, ao observar Cossom a dar um gole e "começar a flutuar", Rowland surgiu com a ideia de homenagear a bebida com a canção, uma vez que foi uma enorme inspiração durante a gravação. Quando apresentou a ideia aos produtores, eles ficaram agradados e concordaram em dar o nome à canção.[11]

A 10 de Outubro de 2012, a intérprete anunciou na sua página online oficial que o seu quarto álbum de estúdio seria intitulado Year of the Woman e escreveu que ele é "uma das minhas melhores obras e mal posso esperar por partilhá-la convosco, malta!"[12] Contudo, durante uma entrevista no tapete vermelho da quinquagésima quinta cerimónia anual dos Grammy Awards, a cantora revelou que trabalhar com tantos produtores a inspirou a renomear o disco para Talk a Good Game.[13] O álbum foi originalmente planeado para ser lançado a 3 de Junho de 2013,[14] no entanto, na sua entrevista no programa de rádio The Madd Hatta Morning Show da estação 97.9 Box FM, Rowland revelou que o lançamento havia sido adiado para 17 de Junho no Reino Unido e um dia depois nos Estados Unidos.[15][16]

Estrutura musical e conteúdo[editar | editar código-fonte]

"Red Wine" foi gravada em Março de 2013 por Beau Vallis no estúdio The Hit Factory Criteria (imagem) na cidade de Miami, Flórida.

"Red Wine" é uma canção composta por Kelly Rowland, Matthew Sammuels, Matthew Burnett e Kevin Cossom, e produzida pelo segundo com o auxílio dos dois últimos. Foi gravada e produzida no estúdio The Hit Factory Criteria na cidade de Miami, Flórida por Beau Vallis e misturada por Noel Cadastre no Larrabee Sound Studios em Hollywood, Califórnia. Tom Coyne ficou a cargo da masterização no Sterling Sound em Nova Iorque, Nova Iorque.[17] Musicalmente, "Red Wine" é uma canção de ritmo moderado definida no compasso de tempo comum que incorpora o género musical rhythm and blues (R&B) à medida que é influenciada pela música pop e também pelo funk dos anos 1980 com duração de quatro minutos e dezanove segundos (4:19).[17] A sua instrumentação, que incorpora sintetizadores "devaneadores" e apresenta um refrão ascendente, tem sido descrita como "atmosférica, melancólica e branda".[18] O tema abre com uma bateria pesada, que é fortemente usada ao longo da canção e foi inclusa de modo a acompanhar a batida "volátil" da música, segundo Sammuels.[19] De seguida, Rowland questiona: "What you know about lovin' me 'till the sun comes up? / Then the sun goes down".[nota 1] Logo, ela pede ao seu amante que a ame bastante da maneira que só ele consegue: "Can you give me that kinda love that won't give up/Never let me down".[nota 2] De um modo geral, as letras de "Red Wine" retratam uma protagonista que afirma ter descoberto o amor verdadeiro, enquanto pede ao seu amante que o ame bastante, à medida que diz no refrão: "I discover true love exists / It's common sense / I've got confidence / In love, in love, in love".[nota 3][20] Os vocais de Rowland "flutuam" ao longo da canção, acompanhando o seu pano de fundo "etéreo".[21]

Andrew Hampp, da revista Billboard, descreveu "Red Wine" como uma canção "sensual" que se destaca facilmente no disco.[19] Kathy Iandoli, da revista Vibe, achou que a vibração de música dos anos 1980 assemelha-se a alguns trabalhos então recentes da cantora Solange Knowles.[22] Julianne Escobedo Shepherd, da revista Spin, disse que a canção faz uso adequado da respiração de Rowland.[23]

Crítica profissional[editar | editar código-fonte]

"Red Wine" recebeu comparações a trabalhos iniciais da cantora norte-americana Brandy Norwood.

Em geral, as críticas para o tema foram mistas. Em sua análise de Talk a Good Game, Jim Farber, do New York Daily News, disse que "Red Wine", "Stand in Front of Me" e "This is Love" são as canções de destaque de Talk a Good Game.[24] Gustavo Sampaio, da coluna Na Mira do portal Globo.com, concordou com Farber nesse aspecto, tendo apontado "Kisses Down Low", "Red Wine" e "Dirty Laundry" como outros destaques do álbum. Ele acrescentou ainda que esta nova sonoridade de R&B da cantora era forte o suficiente para a colocar ao lado de artistas femininas como Jill Scott, Melanie Fiona e Mary J. Blige.[25] Um editor do blogue The Honesty Hour atribuiu quatro estrelas a partir de uma escala de cinco à música (4 de 5 estrelas.), chamando os vocais de Rowland de "divinos" e afirmando que embora a obra assemelhe-se a trabalhos iniciais da cantora Brandy Norwood, "funciona lindamente com a voz de Rowland".[26] Chris Coplan, da revista electrónica Consequence of Sound, escreveu que "Red Wine" é uma imitação barata dos trabalhos do cantor canadiano The Weeknd e que tem uma sensação inorgânica e artificial, bem como "Put Your Name on It", outra canção de Talk a Good Game.[27]

Pip Elwood, da revista electrónica Entertainment Weekly, achou que "Red Wine", "Stand In Front Of Me" e "Down on Love" são canções fáceis de se esquecer e que podiam ter sido excluídas de Talk a Good Game, afirmando que o álbum precisava de mais canções como "Dirty Laundry" e "Street Life" e menos como esta.[28] Um editor do Kempire Daily, fez também uma análise negativa à obra, escrevendo: "'Red Wine' é especialmente mais decepcionante, uma vez que a textura de velha guarda aparenta inicialmente ser uma canção que iria progredir para ser o melhor tema lento do álbum e um dos destaques, mas em vez disso, não chega realmente a ir a lugar algum e cai por terra quando a sua produção começa a fermentar monotonia."[29] O crítico musical do Mr. L Davis ficou insatisfeito com o facto de a canção ter nenhuma relação com o seu título.[30] Veronica Wells, do blogue Madame Noir, discordou com o crítico nesse aspecto, afirmando que "o título é perfeito para ela [a canção]. Esta música garante que você vai se relaxar." Wells declarou ainda que consegue "imaginar o pessoal a dançar ao som disto" e afirmou que a canção é "descontraída" e tem uma vibração totalmente diferente de todas outras do álbum.[31]

Uma resenha publicada pela Embrace You Magazine foi mais positiva para com "Red Wine", chamando-a de "uma canção de verão perfeita" com uma sonoridade retrocessa que se parece com um trabalho de Michael Jackson devido à adição de sons de respiração no início. "Eu gostei dos tons de assobio que ela arrastou da canção anterior ['I Remember'], bem como do elemento de planar acima das nuvens. Amei ainda o baixo na música, naquela pausa antes do segundo verso. Eu acho que os arranjos da canção foram lindamente feitos, onde instrumentos e harmonias são levados em conta. Tudo é descontraído..." Ele terminou a avaliação afirmando que a música tem potencial para ser lançada como um single.[32]

Créditos e pessoal[editar | editar código-fonte]

Os créditos seguintes foram adaptados do encarte do álbum Talk a Good Game (2013):[17][33]

Locais de gravação
Pessoal
  • Matthew Burnett — composição, produção e arranjos, programação, instrumentação adicional
  • Noel Cadastre — mistura
  • Kevin Cossom — composição, produção vocal
  • Tom Coyne — masterização
  • Kelly Rowland — composição, vocais principais
  • Matthew Sammuels — composição, produção e arranjos, programação, instrumentação adicional
  • Travis Sewchan — assistente de mistura
  • Beau Vallis — gravação vocal, engenharia, engenharia vocal

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Notas
  1. Em língua portuguesa: "O que você sabe sobre me amar até o Sol nascer? / Quando o Sol se for embora".
  2. Em língua portuguesa: "Será que você pode me dar aquele tipo de amor que nunca desiste? / Que nunca me abandonará?
  3. Em língua portuguesa: "Eu descobri que o amor verdadeiro existe / É senso comum / Eu tenho crença / No amor, no amor, no amor".
Geral
  1. «Kelly Rowland Re-Teams with Rico Love for New Album». Rap-Up (em inglês). Townsquare Music. 26 de Agosto de 2011. Consultado em 2 de Novembro de 2012 
  2. Mikey (26 de Março de 2012). «Kelly Rowland is making an R&B album this time». PopJustice (em inglês). Consultado em 2 de Novembro de 2012 
  3. Thomas, Rebecca (11 de Abril de 2012). «Kelly Rowland Is Giddy To Go Down Under With Chris Brown» (em inglês). MTV News (MTV Networks / Viacom Media Networks). Consultado em 2 de Novembro de 2012. Cópia arquivada em 4 de Setembro de 2012 
  4. «Kelly Rowland Dedicates New Album to the Ladies». Rap-Up (em inglês). Townsquare Music. 1 de Junho de 2012. Consultado em 2 de Novembro de 2012 
  5. Caulfield, Keith (19 de Novembro de 2012). «Kelly Rowland Enlists Jam & Lewis for 'Year of the Woman'». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 23 de Novembro de 2012 
  6. Omisore, Adeniyi (29 de Junho de 2012). «Kelly Rowland Readies New Single, Enlist Top Producers & Songwriters For Fourth Album». Singers Room (em inglês). Consultado em 3 de Novembro de 2012 
  7. Ugwu, Reggie (11 de Outubro de 2012). «Kelly Rowland Announces Year of the Woman» (em inglês). Black Entertainment Television]. Consultado em 3 de Novembro de 2012 
  8. «Kelly Rowland Teases New Single» (em inglês). Choice FM (This is Global Limited). Consultado em 3 de Novembro de 2012. Cópia arquivada em 19 de Abril de 2013 
  9. «The Breakfast Club Grills Kelly Rowland on 'Kisses Down Low,' Being Single Again, and More». Vibe (em inglês). Spin Media. 5 de Abril de 2013. Consultado em 7 de Maio de 2013. Cópia arquivada em 15 de Junho de 2013 
  10. «Kelly Rowland reveals production credits for new album Talk a Good Game». Hamada Mania (em inglês). 24 de Maio de 2013. Consultado em 19 de Novembro de 2013 
  11. Rowland, Kelly (21 de Junho de 2013). «Kelly Rowland- VH1- 9. Red Wine» (vídeo). VI+1 (Viacom Media Networks) 
  12. «Kelly Rowland Announces New Album Year of the Woman». Rap-Up (em inglês). Townsquare Music. 10 de Outubro de 2012. Consultado em 2 de Novembro de 2012 
  13. «Talk A Good Game: Kelly Rowland anuncia título de novo álbum no Red Carpet do Grammy Awards». Portal Famosos. 11 de Fevereiro de 2013. Consultado em 24 de Novembro de 2013. Cópia arquivada em 24 de Novembro de 2013 
  14. «Kelly Rowland confirms new album Talk A Good Game for June». Digital Spy (em inglês). Hearst Magazines UK. 26 de Março de 2013. Consultado em 7 de Maio de 2013. Cópia arquivada em 20 de Abril de 2013 
  15. «EXCLUSIVE: Kelly Rowland Comfortable in Her Own Skin, Sexuality». The Box Houston (em inglês). 12 de Abril de 2013. Consultado em 7 de Maio de 2013 
  16. Rowland, Kelly (cantora) (9 de Maio de 2013). Video: Kelly Rowland – ‘Dirty Laundry’ [Teaser] (vídeo) (teaser). Rap-Up. Townsquare Music. Consultado em 22 de Maio de 2013 
  17. a b c (2013) Créditos do álbum Talk a Good Game por Kelly Rowland [encarte]. Universal Republic Records (602537415069).
  18. Kellman, Andy. «Talk A Good Game - Kelly Rowland» (em inglês). AllMusic (All Media Network, LLC). Consultado em 17 de Novembro de 2013 
  19. a b Hampp, Andrew (17 de Junho de 2013). «Kelly Rowland, Talk A Good Game: Track-By-Track Review». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 17 de Novembro de 2013 
  20. «Red Wine - Kelly Rowland» (em inglês). AllMusic (All Media Network, LLC.). Consultado em 17 de Novembro de 2013 
  21. Newman, Melinda (18 de Junho de 2013). «Kelly Rowland's Talk A Good Game: A track-by-track review». HitFix (em inglês). Woven Digital. Consultado em 17 de Novembro de 2013 
  22. Iandolli, Kathy (18 de Junho de 2013). «Review: Kelly Rowland Finds Herself At Last On Stellar Talk A Good Game Album». Vibe (em inglês). Spin Media. Consultado em 17 de Novembro de 2013. Cópia arquivada em 24 de Novembro de 2013 
  23. Shepherd, Julianne Escobedo (19 de Junho de 2013). «Kelly Rowland, Talk A Good Game (Republic)». Spin (em inglês). Spin Media. Consultado em 17 de Novembro de 2013. Cópia arquivada em 24 de Junho de 2013 
  24. Farber, Jim (18 de Junho de 2013). «Kelly Rowland's Talk A Good Game, music review». New York Daily News (em inglês). Daily News, L.P. Consultado em 17 de Novembro de 2013 
  25. Sampaio, Gustavo (2 de Julho de 2013). «Crítica: Kelly Rowland acerta o passo em disco novo». Imirante. Globo Comunicação e Participações S.A. Consultado em 2 de Dezembro de 2013. Cópia arquivada em 2 de Dezembro de 2013 
  26. Malachi (14 de Junho de 2013). «Kelly Rowland – Talk A Good Game Track-by-Track Album Review». The Honesty Hour (em inglês). Consultado em 17 de Junho de 2013 
  27. Coplan, Chris (24 de Junho de 2013). «Album Review: Kelly Rowland — Talk a Good Game». Consequence of Sound (em inglês). Consequence Holdings, LLC. Consultado em 17 de Novembro de 2013 
  28. Elwood, Pip (24 de Junho de 2013). «Kelly Rowland — Talk a Good Game album review». Entertainment Weekly (em inglês). Time, Inc. Consultado em 17 de Novembro de 2013. Cópia arquivada em 24 de Novembro de 2013 
  29. Sope (15 de Junho de 2013). «Album Review: Kelly Rowland – Talk A Good Game». Kempire Daily (em inglês). Consultado em 19 de Novembro de 2013 
  30. Myke (14 de Junho de 2013). «Album Review: Kelly Rowland's Talk A Good Game» (em inglês). Mr L Davis. Consultado em 19 de Novembro de 2013. Cópia arquivada em 24 de Novembro de 2013 
  31. Wells, Veronica (14 de Junho de 2013). «Pass Or Play? Kelly Rowland Slows It Down For "Red Wine"». Madame Noire (em inglês). Consultado em 2 de Dezembro de 2013 
  32. Kai (18 de Junho de 2013). «Album Review: Talk A Good Game by Kelly Rowland». Embrace You Magazine (em inglês). Consultado em 19 de Novembro de 2013 
  33. «Kelly Rowland — Talk A Good Game» (em inglês). Discogs (Zink Media, LLC.). Consultado em 19 de Novembro de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal.svg A Wikipédia possui o
Portal Kelly Rowland