Rede Matogrossense de Comunicação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rede Matogrossense de Comunicação
Televisão Morena Ltda.
Tipo Rede de televisão comercial
País  Brasil
Fundação 25 de dezembro de 1965 (53 anos)
por Eduardo Elias Zahran
Pertence a Grupo Zahran
Proprietário Ueze Zahran
Antigo proprietário Eduardo Elias Zahran (1965-1969)
Presidente Zilmar Melatte
Cidade de origem Mato Grosso do Sul Campo Grande, MS
Sede Campo Grande, MS
Estúdios Campo Grande, MS
Cuiabá, MT
Slogan Com você
Formato de vídeo
Canais irmãos Centro América FM
Morena FM
Afiliações Rede Globo
Cobertura Estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso
Emissoras próprias
Nome(s) anterior(es) Rede Matogrossense de Televisão (1965-2017)
Página oficial TV Morena
TV Centro América
Disponibilidade aberta e gratuita
Analógico
Digital

Rede Matogrossense de Comunicação (RMC) é uma rede de emissoras de televisão regionais afiliadas à Rede Globo. Transmite sua programação através de suas emissoras para os estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Sua sede principal localiza-se em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul e divide-se em duas emissoras: TV Centro América, no Mato Grosso e TV Morena, no Mato Grosso do Sul.[1]

História[editar | editar código-fonte]

A Rede Matogrossense nasceu em 25 de dezembro de 1965, com a criação da TV Morena em Campo Grande, cidade do então interior do estado do Mato Grosso, por iniciativa do empresário Eduardo Elias Zahran, proprietário da Copagaz. A ideia inicial de Zahran era criar uma rede de retransmissoras para que o sinal das emissoras de São Paulo chegasse ao estado, mas optou-se por criar uma geradora devido às dificuldades de transmissão entre municípios.

Em 1967, foi inaugurada a TV Centro América na capital Cuiabá, dando início a formação da rede.[2] Em 1969, Eduardo Elias Zahran morre vítima de uma parada cardíaca, e seu irmão Ueze Zahran passa a administrar as empresas da família, incluindo a Rede Matogrossense de Televisão. A rede continua a se expandir em 1970, com a criação da TV Cidade Branca em Corumbá e em 1976, a programação que era uma mescla de programas locais com atrações da TV Excelsior (até 1969), REI e Rede Tupi é substituída pela Rede Globo, com quem a RMT passou a ser afiliada e continua até os dias atuais. Com o desmembramento da porção sul do estado para a criação do Mato Grosso do Sul em 1977, a rede de emissoras torna-se bi-estadual, com a TV Morena passando a gerenciar a programação no estado recém-criado e a TV Centro América no Mato Grosso.

Em 1989, a rede inaugurou mais duas emissoras, nas cidades de Ponta Porã (TV Sul América) e Rondonópolis (TV Centro América Rondonópolis). Em 1994, foi inaugurada a TV Centro América de Sinop, e em 1997, foi adquirida a TV Terra de Tangará da Serra, transformada em TV Centro América Tangará da Serra, completando a formação da rede.

A rede implantou as transmissões do Sinal Digital em 16 de dezembro de 2008 na TV Centro América em Cuiabá, que foi a oitava capital brasileira a contar com a nova tecnologia.[3] Em 4 de maio de 2009, foi a vez da TV Morena, em Campo Grande.

Em 2013, iniciaram as implantações do Sinal Digital nas emissoras interioranas, inicialmente nas cidades de Ponta Porã e Dourados em Mato Grosso do Sul,[4] e Tangará da Serra e Rondonópolis, em Mato Grosso.[5]

Em 22 de setembro de 2017, a Rede Matogrossense de Televisão passou a se chamar Rede Matogrossense de Comunicação, integrando rádio, televisão e internet.[6]

Emissoras[editar | editar código-fonte]

Divisão da área de cobertura da RMT por emissora em Mato Grosso do Sul e Mato Grosso
Prefixo Emissora Canal analógico Canal digital Cidade de origem
ZYA 942 TV Morena 6 (30 UHF) Campo Grande
ZYA 940 TV Morena Corumbá 5 VHF 31 UHF Corumbá
ZYA 947 TV Morena Ponta Porã 4 VHF 30 UHF Ponta Porã
ZYA 941 TV Centro América 4 (36 UHF) Cuiabá
ZYA 952 TV Centro América Sul 12 (36 UHF) Rondonópolis
ZYA 953 TV Centro América Norte 5 VHF 31 UHF Sinop
TV Centro América Tangará da Serra 13 VHF 36 UHF Tangará da Serra

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Gladis S. L. Toniazzo. «Pressupostos de uma rede regional» (PDF). Universidade Metodista de São Paulo. 15 páginas. Consultado em 2 de fevereiro de 2014. Arquivado do original (PDF) em 2 de dezembro de 2013 
  2. «TV Centro América: uma história que começou há 45 anos; conheça». Rede Globo. 11 de fevereiro de 2014. Consultado em 27 de setembro de 2017 
  3. «Cuiabá é a oitava capital a receber o sinal da TV Digital». Consultado em 2 de fevereiro de 2014. Arquivado do original em 2 de fevereiro de 2014 
  4. Lange, Marli (17 de outubro de 2013). «TV Morena inaugura HDTV para Dourados e Ponta Porã». O Progresso. Consultado em 2 de fevereiro de 2014. Arquivado do original em 28 de setembro de 2017 
  5. «TV Centro América lança Sinal Digital em Tangará da Serra». TV Post. 15 páginas. Consultado em 1 de fevereiro de 2014. Arquivado do original em 2 de dezembro de 2013 
  6. «Confira como foi o lançamento da nova logomarca da TV Centro América em MT». TV Centro América. 23 de setembro de 2017. Consultado em 17 de novembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]