Reeva Steenkamp

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Reeva Steenkamp
Nome completo Reeva Steenkamp
Nome artístico Reeva Steenkamp
Data de nascimento 19 de agosto de 1983
Local de nascimento Cidade do Cabo, África do Sul
Data de falecimento 14 de fevereiro de 2013 (29 anos)
Local de falecimento Pretória, África do Sul
Nacionalidade sul-africana
Etnia caucasiana
Altura 1,71[1]
Cor do cabelo loiro[1]
Cor dos olhos azuis/verdes[1]
Tatuagem Não
Agência Ice Model Management[1]

Reeva Steenkamp (Cidade do Cabo,[2] 19 de agosto de 198314 de fevereiro de 2013) foi uma modelo sul-africana.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Reeva nasceu e cresceu no subúrbio da Cidade do Cabo. Ela mudou-se junto com os pais, Barry e June, para Porto Elizabeth ainda na infância.[3] Ela estudou na St Dominic's Priory School[3] e, mais tarde, cursou direito na Universidade Metropolitana Nelson Mandela (NMMU), onde graduou-se em 2005.[3]

Morte[editar | editar código-fonte]

A modelo foi encontrada morta na manhã do dia 14 de fevereiro de 2013. Ela namorava há cerca de um meio ano com o atleta paralímpico Oscar Pistorius, que foi o único acusado do crime. Pistorius afirmou ter confundido a namorada com um ladrão.[4] Este foi detido, por suspeita de matar a sua namorada, Reeva Steenkamp com quatro tiros.

Em 12 de setembro de 2014, Oscar Pistorius foi considerado culpado de homicídio negligente/culposo pela morte da namorada. O atleta sul-africano incorre numa pena de prisão que pode chegar aos 15 anos.

Em 21 de outubro de 2014, Pistorius foi condenado a 5 anos de prisão pelo assassinato. A sentença foi dada pela juíza Thokozile Masipa, em um tribunal da cidade de Pretória, África do Sul.

O Supremo anulou a sentença da primeira instância ao considerar que houve intenção de matar, sabendo ou não quem estava do outro lado da porta da casa de banho, e declarou o atleta culpado de homicídio voluntário.

Pistorius foi condenado a seis anos de prisão, em 6 de julho de 2016. No dia 24 de novembro de 2017 a justiça sul-africana acatou recurso da promotoria, aumentando a pena para 13 anos e 5 meses.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Após a universidade Reeva trabalhou como técnica jurídica e modelo. Ela se aplicou aos estudos e esperava estar qualificada para advogar aos 30 anos.

Como modelo, Reeva foi o primeiro rosto dos cosméticos Avon no seu país, o que a tornou muito familiar para os seus compatriotas. Foi também capa da revista masculina FHM[3], e foi eleita pela mesma revista 40ª mulher mais sexy do mundo.[4] Ela interpretou pequenos papéis na televisão sul-africana[2] e se preparava para ser apresentadora de TV.[4]

Referências