Reflexão lunar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Conjunto de oito antenas Yagi da estação EA6VQ empregada em transmissões por reflexão lunar na faixa de 144 MHz.

Reflexão lunar é uma modalidade de comunicação que utiliza a Lua para refletir ondas eletromagnéticas transmitidas por uma estação de rádio.[1]

História[editar | editar código-fonte]

A primeira transmissão por essa modalidade foi realizada por James Trexler no Laboratório de Pesquisa Naval dos Estados Unidos, no dia 24 de junho de 1954. A motivação por trás desse tipo de estratégia de comunicação era estabelecer um modo confiável de comunicação mesmo quando fosse inviável o contato por meio da reflexão ionosférica.[2]

O primeiro contato por reflexão lunar entre estações de radioamadores foi realizado em 1960 na faixa de 144 MHz entre as estações W6DNG, nos Estados Unidos, e OH1NL, na Finlândia.[1]

Aspectos técnicos[editar | editar código-fonte]

A transmissão por reflexão lunar somente é possível entre duas estações quando ambas vêem a Lua acima do horizonte. À medida em que a Lua se move no céu, é necessário que as antenas das estações se movimentem continuamente de modo a apontarem sempre para ela. Na região do espectro compreendida entre 100 MHz e 1 GHz, a Lua absorve cerca de 93% da energia recebida, o que exige que sejam utilizadas antenas de ganho elevado.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Halász, I.T (1993). Handbook do Radioamador. São Paulo: Edusp. p. 359-362. ISBN 85-314-0082-1 
  2. van Keuren, D.K. «Moon in Their Eyes: Moon Communication Relay at the Naval Research Laboratory, 1951-1962». NASA. Consultado em 5 de janeiro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]