Região Metropolitana de João Pessoa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a região metropolitana. Para a região geoadministrativa, veja Região Geoadministrativa de João Pessoa.
Região Metropolitana de João Pessoa
Localização
Localização da Região Metropolitana de João Pessoa
Unidade federativa  Paraíba
Lei LCE 59/2003, LCE 90/2009 e LCE 93/2009
Data da criação 30 de dezembro de 2003 (14 anos)
Número de municípios 12
Cidade-sede João Pessoa
Regiões metropolitanas limítrofes Itabaiana (O); Vale do Mamanguape (N)/(L)/(O); Recife-PE (S)
Características geográficas
Área 2 793,549 km²
População 1 266 463 hab. (23º) Estimativa IBGE/2018[1]
Densidade 453,35 hab./km²
PIB R$ 15 784 376 IBGE/2010[2]

A Região Metropolitana de João Pessoa é uma região metropolitana brasileira. Criada pela Lei Complementar Estadual 59/2003, era composta inicialmente pelos seguintes municípios: Bayeux, Cabedelo, Conde, Cruz do Espírito Santo, João Pessoa, Lucena, Mamanguape, Rio Tinto e Santa Rita. Foi ampliada pela Lei Complementar Estadual 90/2009 que incluiu os municípios de Alhandra, Pitimbu e Caaporã e, posteriormente, pela Lei Complementar Estadual 93/2009, que incluiu o município de Pedras de Fogo. Após a criação da Região Metropolitana do Vale do Mamanguape, em 2013, foi excluído o município de Mamanguape.

Em 2018, passou a delimitar-se com a Região Metropolitana do Recife, sendo o único caso de regiões metropolitanas de capitais limítrofes no Brasil. A área metropolitana Recife-João Pessoa tinha 5,327 milhões de habitantes em 2017.

Municípios[editar | editar código-fonte]

Imagem de satélite da Região Metropolitana de João Pessoa.
Município Legislação Área
(km²)[3]
População
(2018)[1]
IDH
(2010)[4]
PIB
(2013, mil R$)[5]
PIB per Capita
(2010) R$[2]
João Pessoa LCE 59/2003 210,551 800 323 0,763
alto
14.841.805,00 13.553,00
Santa Rita LCE 59/2003 726,565 135 807 0,627
médio
1.892.593,00 10.361,00
Bayeux LCE 59/2003 31,784 96 550 0,649
médio
939.769,00 7.003,00
Cabedelo LCE 59/2003 31,265 66 680 0,748
alto
2.078.719,00 42.484,00
Pedras de Fogo LCE 93/2009 401,120 28 389 0,590
baixo
387.026.00 10.110,74
Conde LCE 59/2003 172,949 24 323 0,618
médio
550.884,00 14.884,00
Rio Tinto LCE 59/2003 466,397 24 088 0,585
baixo
194.550,00 6.501,00
Caaporã LCE 90/2009 150,168 21 698 0,602
médio
414.685,00 16.390,00
Alhandra LCE 90/2009 182,656 19 391 0,582
baixo
599.890,00 13.278,60
Pitimbu LCE 90/2009 136,045 18 904 0,570
baixo
128.954,00 5.543,00
Cruz do
Espírito Santo
LCE 59/2003 195,596 17 366 0,552
baixo
106.616,00 5.226,00
Lucena LCE 59/2003 89,202 12 944 0,583
baixo
134.669,00 6.722,00
Total 2.794,298 1 266 463 22.270.160,00

Referências

  1. a b «Estimativas de População». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 1 de julho de 2018 
  2. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2010». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 2 jan. 2013 
  3. IBGE, Área Territorial Oficial, Resolução nº 5 de 10 de outubro de 2002. Acessado em 26 de fevereiro de 2008.
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 9 de novembro de 2016 
  5. http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/economia/pibmunicipios/2010_2013/default.shtm PIB Municipal_2013