Região Metropolitana de Sorocaba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Região Metropolitana de Sorocaba (RMS)
Localização
Localização da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS)
Unidade federativa  São Paulo
Lei Lei Complementar Estadual 1.241/2014 [1]
Data da criação 9 de maio de 2014
Número de municípios 27
Cidade-sede Sorocaba
Características geográficas
Área 11 611,34 km²[2]
População 2 066 986 hab. (15º) IBGE/2016
Densidade 178,01 hab./km²
PIB R$ 77.900.000.000[3] IBGE/2014
PIB per capita R$ 28.713,03 IBGE/2014

A Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) é uma unidade regional do território de São Paulo, cujo projeto de Lei Complementar foi sancionado pelo governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), no dia 9 de Maio de 2014.[1]

A RMS conta com 11 611,34 km². Com relação à população, a região metropolitana tem cerca de 2,06 milhões de habitantes e um PIB (Produto Interno Bruto) de R$ 77,9 bilhões.[3] Com isso a RMS passa a ser a 15ª mais populosa do país.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Havia sido apresentado em 8 de Outubro de 2005 o Projeto de Lei Complementar 33/2005 [4] de iniciativa do deputado estadual Hamilton Pereira (PT) com o propósito de criação da Região Metropolitana de Sorocaba e o Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Sorocaba. Até então, o referido projeto tramitava em regime de urgência quando o governador Geraldo Alckmin assinou em 23 de Dezembro de 2013 a mensagem de um projeto de lei com o mesmo propósito. O Projeto de Lei Complementar 01/2014 foi aprovado e sancionado pelo governador.[5]

Características[editar | editar código-fonte]

A Região Metropolitana de Sorocaba possui 27 municípios, sendo que onze municípios estão localizados no eixo das rodovias Castelo Branco e Raposo Tavares e economias baseadas em atividades industriais.

Dentre as regiões metropolitanas, a RMS é a que possui a maior produção agrícola.[carece de fontes?]

Faz divisa com municípios da Região Metropolitana de São Paulo, como Cotia, Vargem Grande Paulista, Itapevi e Juquitiba, com a Região Metropolitana de Campinas, com municípios como Indaiatuba e com municípios que compõem a Aglomeração Urbana de Jundiaí, como Cabreúva.

Em 2013, a soma do Produto Interno Bruto dos municípios que compõem a RMS foi de R$ 67,24 bilhões, o equivalente a 3,46 % do PIB gerado no Estado.

Ocupa o 15º lugar na economia nacional, com PIB 11% menor que o da Região Metropolitana da Baixada Santista.

As principais cidades (acima de 100 mil habitantes) são Sorocaba, Itu, Itapetininga, Votorantim, Tatuí e Salto, juntas possuem uma população de 1,3 milhão, ou cerca de 65% da região.

Municípios[editar | editar código-fonte]

Imagem Município Área
territorial
(km²)[6]
População
(2016)[7]
PIB (2014)[3] IDH-M
(PNUD,
2010)[8]
Bandeira Alambari.jpg Alambari 159,60 5.658 70.467.000 0,712
alto
Bandeira Alumínio.jpg Alumínio 83,66 18.194 1.526.672.000 0,766
alto
Bandeira Araçariguama.png Araçariguama 145,20 20.581 1.494.020.000 0,704
alto
Bandeira Araçoiaba da Serra.png Araçoiaba da Serra 255,32 31.915 315.643.000 0,776
alto
Bandeira Boituva.jpg Boituva 248,96 56.830 2.587.854 0,780
alto
Brasão de Capela do Alto.jpg Capela do Alto 169,89 19.747 248.260.000 0,699
médio
Band cerq.png Cerquilho 127,80 45.947 1.571.087.000 0,782
alto
Bandeira de Cesário Lange.png Cesário Lange 190,39 17.378 311.108.000 0,706
alto
Band ibiuna.jpg Ibiúna 1.058,08 77.005 1.438.503.000 0,710
alto
Bandeira de Iperó.jpg Iperó 170,28 34.149 438.542.000 0,719
alto
Bandeira Itapetininga.jpg Itapetininga 1.789,35 158.561 3.124.120.000 0,763
alto
Bandeira de Itu.jpg Itu 640,71 168.643 7.551.445.000 0,773
alto
Bandeira Jumirim.png Jumirim 56,68 3.190 70.427.000 0,741
alto
Bandeira mairinque.jpg Mairinque 210,14 46.294 1.540.245.000 0,743
alto
Bandeira de piedade.JPG Piedade 746,86 54.907 1.129.675.000 0,716
alto
Bandeira Pilar do Sul.jpg Pilar do Sul 681,12 28.516 449.225.000 0,690
médio
Flag of Porto Feliz SP.png Porto Feliz 556,69 52.221 1.429.706.000 0,758
alto
Bandeira salto.png Salto 133,05 115.193 5.695.364.000 0,780
alto
Bandeira salto de pirapora.png Salto de Pirapora 280,69 43.990 1.383.574.000 0,729
alto
Bandeira do municipio de são miguel arcanjo.jpg São Miguel Arcanjo 930,33 32.840 556.845.000 0,710
alto
Bandeirasroquesp.jpg São Roque 306,90 87.506 2.272.458.000 0,768
alto
Bandeira Sarapuí.png Sarapuí 352,52 9.936 124.870.000 0,707
alto
BandeiraSorocaba.svg Sorocaba 450,38 652.481 32.662.452.000 0,798
alto
Bandeira-tapiraí.png Tapiraí 755,10 8.010 144.494.000 0,681
médio
Bandeira de Tatuí.jpg Tatuí 523,74 117.823 3.417.706.000 0,752
alto
Flag of Tietê.svg Tietê 404,39 40.613 1.640.139.000 0,778
alto
Votorantim Bandeira.jpg Votorantim 183,51 118.858 4.708.770.000 0,767
alto
Total 11.611,34 2.066.986 77.900.000.000

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o
Portal de São Paulo

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Notas

  1. Os municípios de São José do Rio Preto e Bauru não constituem uma região metropolitana ou "aglomerado urbano" definido por lei. Por conta disso, apenas a população residente em seus respectivos territórios municipais foi inserida.

Referências

  1. a b Lei Complementar nº 1.241, de 8 de maio de 2014
  2. Seade (2016). «Perfil Regional - Região Metropolitana de Sorocaba». Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados. Consultado em 4 de fevereiro de 2015 
  3. a b c «Sorocaba sobe para o 19º maior PIB do Brasil». Consultado em 10 de Fevereiro de 2014 
  4. Projeto de lei Complementar nº 33/2005 (8/10/2005)
  5. Projeto de lei Complementar nº 1/2014 (4/2/2014)
  6. http://www.seade.gov.br/
  7. ftp://ftp.ibge.gov.br/Estimativas_de_Populacao/Estimativas_2014/estimativa_dou_2014.pdf
  8. http://www.pnud.org.br/arquivos/ranking-idhm-2010.pdf
  9. «Estimativa da População 2014» (HTML). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 1 de julho de 2014. Consultado em 12 de outubro de 2014 
  10. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome IBGE_Pop_2015
  11. «IBGE divulga as estimativas populacionais dos municípios em 2014». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 28 de agosto de 2014. Consultado em 29 de agosto de 2014. Cópia arquivada em 29 de agosto de 2014