Região Metropolitana do Sudoeste Maranhense

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Região Metropolitana do Sudoeste Maranhense
Localização
Localização da Região Metropolitana do Sudoeste Maranhense
Unidade federativa  Maranhão
Lei LCE 89/2005
Data da criação 17 de novembro de 2005
Número de municípios 22
Cidade-sede Imperatriz
Características geográficas
Área 45 734,36 km²[1]
População 737 127 hab. IBGE/2020[2]
Densidade 16,12 hab./km²
PIB R$ 14.508,699 milhões IBGE/2018[3]
PIB per capita R$ 19.682,76 IBGE/2018[3]

A Região Metropolitana do Sudoeste Maranhense (RMSM) está localizada no estado brasileiro do Maranhão. Foi criada pela Lei Complementar Estadual n° 89 de 2005 e reformulada pela lei complementar estadual n° 204 de 2017.[4]

É formada pelos municípios de Imperatriz, João Lisboa, Senador La Rocque, Buritirana, Davinópolis, Governador Edison Lobão, Montes Altos, Ribamar Fiquene,São Pedro da Água Branca, Vila Nova dos Martírios, Porto Franco, São Francisco do Brejão, Amarante do Maranhão, Sítio Novo, Carolina, Itinga do Maranhão, Açailândia, Campestre do Maranhão, Cidelândia, Lajeado Novo, São João do Paraíso e Estreito. A população estimada em 2020 era de 770.966 mil habitantes[5]

Municípios[editar | editar código-fonte]

Município População

(2020)[6]

PIB em milhões de R$

(2018)[7]

Área (km²)

(2015)

Distância até

Imperatriz (km)

Imperatriz 259.337 7.126.745 1.488,336 0
João Lisboa 23.740 216.823 1.135,211 12,2
Governador Edison Lobão 18.520 257.076 615,858 30,0
Buritirana 15.467 99.444 818,124 67,3
Senador La Rocque 14.050 145.403 738,548 26,3
Davinópolis 12.916 485.713 335,770 15,3
Montes Altos 9.111 66.108 1.488,336 64,6
Ribamar Fiquene 7.825 82.678 750,553 51,1
São Pedro da Água Branca 12.735 97.408 720,492 115,70
Vila Nova dos Martírios 13.598 110.572 1.188,771 90,70
Porto Franco 24.092 526.542 1.417,483 91,10
São Francisco do Brejão 11.941 102.538 745,593 45,18
Amarante do Maranhão 41.729 314.235 7.438,217 81,95
Sítio Novo 18.160 152.591 3.114,827 116,21
Carolina 24.165 322.915 6.441,559 201,39
Itinga do Maranhão 26.068 321.167 3.590,033 120,0
Açailândia 113.121 2.602.790 5.806,307 63.61
Campestre do Maranhão 14.453 165.388 615,384 72,95
Cidelândia 14.777 130.419 1.464,421 50,39
Lajeado Novo 7.602 75.330 1.047,725 89,23
São João do Paraíso 11.193 123.747 2.053,830 113,77
Estreito 42.527 983.067 2.718,978 125,0
Total 737.127 14.508.699 45.734,36 -

Geografia[editar | editar código-fonte]

Os tipos de vegetação da região sudoeste do Maranhão são a floresta amazônica e o cerrado. Uma unidade de conservação existente na região é a Reserva Extrativista da Mata Grande. O clima é tropical subúmido, com chuvas concentradas entre novembro e abril.[8]

A região é banhada pelo rio Tocantins, além dos riachos Cacau, o riacho Bacuri, Santa Teresa, Capivara, Barra Grande, Cinzeiro, Angical, Grotão do Basílio e Saranzal.

O rio Tocantins possui grande importância para a região, sendo fonte de pescado, abastecimento, lazer nas suas praias fluviais (Praias do Cacau, do Meio, da Belinha e do Imbiral), e geração de energia elétrica, como a Usina Hidrelétrica de Estreito (MA) e a Usina Hidrelétrica de Serra Quebrada (em projeto).[8]

Fábrica da Suzano Celulose em Imperatriz

Economia[editar | editar código-fonte]

Na região metropolitana está o parque industrial de Imperatriz, o segundo mais importante do estado.[9]

A distribuição setorial da economia de Imperatriz corresponde a 0,5% na agropecuária, 26,9% na indústria e 72,6% em serviços. O setor de serviços também é o segundo maior do estado[9]

O PIB do município de Imperatriz é o segundo maior do estado, correspondendo a 7,26 % do PIB estadual, em 2018.[10]

Foi construído um ramal da ferrovia Norte-Sul para Imperatriz, que se destina a transportar a celulose até o Porto do Itaqui, em São Luís, por meio do entrocamento com a Ferrovia Carajás.[9]

Transportes[editar | editar código-fonte]

A infraestrutura da região é composta pela BR-010 (rodovia Belém-Brasília), Ferrovia Norte-Sul e rio Tocantins.[11]

A MA-386, também conhecida como Rodovia Padre Josimo ou Estrada do Arroz, liga os municípios de Imperatriz e Cidelândia.

A AGEMSUL (Agência Executiva Metropolitana do Sudoeste do Maranhão) é uma autarquia estadual que tem por finalidade integrar a organização, o planejamento e a execução das funções públicas de interesse comum da região.[11]

Ciência e Tecnologia[editar | editar código-fonte]

Imperatriz-MA

Entre os polos de produção e difusão de conhecimento científico, estão a Universidade Federal do Maranhão - UFMA, Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão-UEMASUL, Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão- IEMA e o Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Maranhão - IFMA, dentre outras instituições de ensino.

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Região Metropolitana de São Luís

Economia do Maranhão

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.
  1. «Área territorial oficial — Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02)». 10 out. 2002. Consultado em 5 dez. 2010 
  2. https://www.ibge.gov.br/estatisticas/sociais/populacao/9103-estimativas-de-populacao.html?=&t=downloads  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  3. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios». IBGE. Consultado em 8 de abril de 2021 
  4. «Diário Oficial do Estado do Maranhão, ano XCIX, nº 221, 17 de novembro de 2005». Consultado em 29 de junho de 2009 [ligação inativa]
  5. «Atualização dos recortes territoriais amplia Região Metropolitana do Sudoeste Maranhense». agenciadenoticias.ibge.gov.br. Consultado em 29 de maio de 2021 
  6. «Estimativas da População | IBGE». www.ibge.gov.br. Consultado em 8 de abril de 2021 
  7. «Produto Interno Bruto dos Municípios | IBGE». www.ibge.gov.br. Consultado em 8 de abril de 2021 
  8. a b «RESEX da Mata Grande | Unidades de Conservação». uc.socioambiental.org. Consultado em 24 de novembro de 2018 
  9. a b c «imesc-pib municipal» (PDF) 
  10. «PIB dos Municípios do Maranhão 2018» (PDF). IMESC 
  11. a b «Apresentação |». agemsul.ma.gov.br. Consultado em 24 de novembro de 2018