Reguengo do Fetal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Portugal Portugal Reguengo do Fetal 
  Freguesia  
Brasão de armas de Reguengo do Fetal
Brasão de armas
Localização no concelho de Batalha
Localização no concelho de Batalha
Reguengo do Fetal está localizado em: Portugal Continental
Reguengo do Fetal
Localização de Reguengo do Fetal em Portugal
Coordenadas 39° 38' 29" N 8° 45' 58" O
País Portugal Portugal
Concelho BTL.png Batalha
Administração
 - Tipo Junta de freguesia
 - Presidente Horácio Manuel Gonçalves de Sousa (PPD/PSD)
Área
 - Total 28,17 km²
População (2011)
 - Total 2 169
    • Densidade 77 hab./km²
Código postal 2440 REGUENGO DO FETAL
Orago Nossa Senhora do Fetal
Nossa Senhora dos Remédios
Sítio www.freguesia-reguengodofetal.pt

Reguengo do Fetal é uma freguesia portuguesa do concelho da Batalha, com 28,17 km² de área e 2 169 habitantes (2011). A sua densidade populacional é de 77 hab/km².

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Reguengo do Fetal [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
2 028 2 502 2 858 3 180 3 706 1 932 1 945 2 284 2 467 2 757 2 299 2 117 2 210 2 358 2 169

Pela Lei nº 603, de 15/06/1916, foram desanexados lugares desta freguesia para constituir a freguesia de São Mamede

Património[editar | editar código-fonte]

Tradições[editar | editar código-fonte]

A Igreja de Nossa Senhora dos Remédios em Reguengo do Fetal.

Todos os anos no primeiro domingo de Outubro realiza-se a festa do Santuário de Nossa Senhora do Fétal. A imagem de Nossa Senhora do Fetal, alusiva a uma aparição mariana local, passa uma semana na Igreja de Nossa Senhora dos Remédios (igreja matriz). A deslocação da imagem de Nossa Senhora do Fétal da capela para a igreja matriz dá-se na última Sexta-feira do mês de Setembro, e depois retorna da igreja matriz para a sua capela no primeiro sábado do mês de Outubro, salvo exceção do primeiro domingo se realizar no dia 1 de Outubro e da primeira sexta feira ser dia 30 de Setembro. É acompanhada por uma procissão das velas, e com o percurso de cerca de 800 metros é iluminado por milhares de lamparinas feitas com cascas de caracol, com azeite e um pavio. Com as cascas dos caracóis, os populares escrevem palavras e desenham figuras no solo, alusivas à procissão de Nossa Senhora do Fetal.

Esta tradição anual atrai milhares de visitantes à povoação.

História[editar | editar código-fonte]

Pela sua situação geográfica Reguengo do Fetal é sem dúvida uma freguesia privilegiada pelas suas vistas de uma beleza surpreendente. A povoação é composta por um conjunto de moradias, dispostas em forma de concha. O vale onde a povoação se encontra é dominado por uma estrada calcante, que chega aos cumes da Serra de Aire. A Freguesia do Reguengo do Fetal (Reguengo da Magueixa até 1910) foi criada no ano de 1512 pelo Prior-Mor de Santa Cruz de Coimbra, com jurisdição sobre Leiria. Este Bispo, D. Pedro Vaz Gavião, desmembrou a freguesia da Igreja de São Martinho da então Vila de Leiria e deu-lhe por Orago a Santíssima Trindade.

Só mais tarde, julga-se que aquando da construção da actual Igreja Matriz do Reguengo, foi este Orago mudado para Nossa Senhora dos Remédios, como ainda hoje se conserva. Na década de 1610-1620, em ano incerto, foi-lhe desanexada a freguesia de São José, do Alqueidão da Serra (hoje do Concelho de Porto de Mós).

No ano de 1916, novo desanexamento populacional desta vez para criar a freguesia civil de São Mamede que foi constituída em Paróquia em 1920.

Reguengo significa "Terra do Rei". Até 1820, o rei, os conventos, as obras religiosas e as famílias nobres tinham certos direitos sobre as povoações, no que diz respeito a impostos e ao aproveitamento de infra-estruturas, naquele ano (1820), com a Revolução Liberal, tudo mudou. Quanto ao nome Fetal, é muito mais recente, datando apenas do séc. XX. Anteriormente esta terra chamou-se Reguengo da Magueixa e mais tarde apenas Reguengo. Fetal foi a forma de distinguir esta freguesia de centenas de outras com o mesmo nome, e também para homenagear Nossa Senhora do Fetal, que desde o século XVIII tem em Reguengo uma ermida (atualmente Santuário) da sua invocação.

O povoamento desta freguesia é muito antigo, conforme atestam os vários achados arqueológicos: lápides, fragmentos de cerâmica, moedas, tudo da época romana. A este facto não será decerto alheia a proximidade da antiga cidade de Collippo.

Em 1527, Reguengo do Fetal tinha apenas 80 habitantes e aquando das "Memórias Paroquiais" contava com 477 pessoas, pois em 1620 lhe tinha sido desanexada a freguesia de Alqueidão da Serra. Nas últimas duas décadas, Reguengo do Fetal sofreu uma evolução demográfica pautada por um crescimento populacional, que se acentuou nos anos 90. No censo de 1981, a população residente era de 2117 indivíduos, subindo ligeiramente no censo de 1991 para 2210. Segundo informação recolhida junto da Autarquia, em 1998 a população rondava os 3000 moradores, dos quais 1910 eram recenciados.

Referências

  1. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.