Reinaldo Alguz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Reinaldo Alguz
Deputado Reinaldo Alguz.jpg

Deputado Reinaldo Alguz
Deputado Estadual  São Paulo
Período 1.º - 01 de janeiro de 2007
até 31 de dezembro de 2010
2.º - 01 de janeiro de 2011
até 31 de dezembro de 2014
3.º - 01 de janeiro de 2015
até presente
Dados pessoais
Nome completo Reinaldo de Souza Alguz
Nascimento 06 de janeiro de 1963 (56 anos)
Tupã,  São Paulo
Partido Partido Verde (Brasil)
Religião Católico

Reinaldo de Souza Alguz, (Tupã, 6 de janeiro de 1963), é um Deputado Estadual por São Paulo.[1]

Em 1996, fundou a Sociedade Irmãos da Misericórdia (SIM), presente em todo o Brasil. Ingressou na vida pública em 2006, ao eleger-se deputado estadual pelo Partido Verde, com 47.192 votos, tendo sido reeleito em 2010, com 78.964 votos, e em 2014, com 122.900 votos. Seu mandato parlamentar se desenvolve em três eixos: incentivo à economia sustentável, com proteção aos recursos naturais; desenvolvimento do Oeste do Estado; defesa da saúde e da vida humana, como expressão dos princípios cristãos. 

Na Assembleia Legislativa, é membro efetivo da Comissão de Atividades Econômicas e da Comissão de Ciência, Tecnologia e Informação. Integra também várias Frentes Parlamentares, entre as quais a de Apoio à Extensão Rural, a de Defesa da Vida e da Família e a das Santas Casas. Foi líder da Bancada do Partido Verde no parlamento paulista entre 2009 e 2010.  Entre 2011 e 2013 integrou a Mesa da Assembleia Legislativa, no cargo de 3º Secretário. Compôs a Comissão do Legislativo que acompanhou a visita do Papa Bento XVI em sua visita ao Brasil (2007) e, em 2013, esteve entre os que representaram o Parlamento paulista na Jornada Mundial da Juventude. 

No âmbito legislativo, três leis de grande repercussão econômica e ambiental tiveram origem em projetos de sua autoria: a Lei nº 14.691, que prevê o uso de asfalto oriundo da reciclagem de pneus velhos na conservação das rodovias paulistas, a Lei nº 15.303, que institui o Programa Estadual de Incentivo ao uso de óleo lubrificante reciclado, e a Lei nº 15.562, que determina às maternidades a prestação de assistência especial às mães cujos bebês tenham deficiência ou doença crônica que exija tratamento continuado.

Referências

  1. «Reinaldo Alguz - Deputado Estadual». reinaldoalguz.com.br. Consultado em 16 de maio de 2017