Reino do Négede e Hejaz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Reino do Hejaz e Nejd)
Ir para: navegação, pesquisa
مملكة الحجاز ونجد
Reino do Négede e Hejaz

União Política entre Négede e Hejaz

Flag of Nejd (1921).svg
 
Flag of Hejaz 1917.svg
1926 – 1932 Flag of Saudi Arabia.svg
Flag Brasão
Bandeira do Négede Bandeira do Hejaz
Continente Ásia
Capital Riade
Língua oficial Árabe, persa e turco otomano
Religião Islamismo sunita
Governo Monarquia absolutista
Rei
 • 1926-1932 Abdelazize Al Saud
Período histórico Período entreguerras
 • 19 de dezembro de 1926 Négede conquista Hejaz
 • 8 de janeiro de 1926 Ibn Saud coroado Rei do Hejaz
 • 23 de dezembro de 1932 Estabelecimento do Reino da Arábia Saudita

O Reino do Négede e Hejaz (em árabe: مملكة الحجاز ونجد) foi criado após o Reino de Hejaz ser conquistado pelo Sultanato do Négede[1] [2] [3] [4]  em meados de 1920. Em 8 de janeiro de 1926, o então sultão do Négede, Abdelaziz Al Saud (futuro primeiro Rei da Arábia Saudita), foi coroado Rei do Hejaz na Grande Mesquita de Meca. Em 27 de janeiro de 1927, o Rei Saud também recebeu o título de Rei do Négede, ao contrário do que ocorrera com o sultão anterior. Pelo Tratado de Gidá de 20 de maio de 1927, o reino de Abdelaziz ibn Saud foi reconhecido diplomaticamente pelo Reino Unido, sob o nome de "Reino do Négede e Hejaz". Em 23 de setembro de 1932, com todas as principais regiões - Al-Hasa, Qatif, além do Négede e do Hejaz - foram unificadas, e o reino adquiriu o seu novo nome, o de Reino da Arábia Saudita.[5] [6]

Rei do Négede e Hejaz[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Alves, Adalberto. Dicionário de Arabismos da Língua Portuguesa. [S.l.]: INCM, 2014-02-14. ISBN 9789722721790
  2. Grande enciclopédia portuguesa e brasileira: Ilustrada com cêrca de 15.000 gravuras e 400 hors-textes a côres .... [S.l.]: Editorial Enciclopédia, limitada.
  3. Cruz, Antônio da. Prosodia de nomes próprios pessoais e geográficos. [S.l.]: Editora Vozes, 1952-01-01.
  4. Fernándes, Ivo Xavier. Topónimos e gentílicos. [S.l.]: Editôra Educação Nacional, 1941-01-01.
  5. [1]
  6. [2]