Relações exteriores da Coreia do Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Emblem of South Korea.svg
Parte da série sobre
Política da
Coreia do Sul
Portal da Coreia do Sul

As relações exteriores da Coreia do Sul são as relações sul-coreanas com outros governos.

A República da Coreia mantém relações diplomáticas com 190 países. O país também têm sido um membro da Organização das Nações Unidas desde 1991, quando se tornou um Estado-Membro, ao mesmo tempo que a Coreia do Norte. A Coreia do Sul também já sediou grandes eventos internacionais, como os Jogos Olímpicos de Verão de 1988, a Copa do Mundo FIFA de 2002 e o Campeonato Mundial de Atletismo de 2011, em Daegu. Além disso, o país será a sede dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018, que acontecerão na cidade de Pyeongchang.

A Coreia do Sul é um membro da Organização Mundial do Comércio, Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico, Comitê de Ajuda ao Desenvolvimento, Associação de Nações do Sudeste Asiático - Mais Três, Cúpula do Leste Asiático e do G20. É um membro fundador do Fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico.

Em 1 de janeiro de 2007, o Ministro de Relações Exteriores e Comércio da Coreia do Sul, Ban Ki-moon, assumiu o cargo de Secretário-Geral da ONU.

Relações bilaterais[editar | editar código-fonte]

As relações bilaterais da Coreia do Sul foram moldadas por meio de sua evolução nos relacionamentos com a Coreia do Norte, Rússia, China, Japão e Estados Unidos. A Guerra Fria teve a sua primeira ação militar na Península Coreana. Com exceção dos norte-coreanos, estes países têm tido enormes interesses no resultado da guerra entre as duas nações coreanas. Uma trégua está em vigor desde 1953 e, no entanto, a Coreia do Norte e a Coreia do Sul ainda estão em guerra. Em meio a essa tensão permanente, há ainda uma extensa negociação com o Japão devido às humilhações sofridas durante a ocupação japonesa da Coreia. A Coreia do Sul, atualmente, está entre as nações mais desenvolvidas do mundo, mantendo relações diplomáticas com quase todos os países.

Ásia[editar | editar código-fonte]

China[editar | editar código-fonte]

Coreia do Norte[editar | editar código-fonte]

Filipinas[editar | editar código-fonte]

Indonésia[editar | editar código-fonte]

Japão[editar | editar código-fonte]

Malásia[editar | editar código-fonte]

Mongólia[editar | editar código-fonte]

Singapura[editar | editar código-fonte]

Tailândia[editar | editar código-fonte]

Taiwan[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre relações internacionais, diplomacia ou sobre um diplomata é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.