Relicário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:
Relicários em exposição na Catedral de Sevilha

Relicário é um objeto para guardar relíquias de um santo.[1] Modernamente vem sendo utilizado como algo que se destine a guardar também hóstias ou imagens de santos.

O relicário (do latim relicarium, lugar dos restos / das relíquias) é um objeto que por vezes se assemelha muito a um ostensório, mas também pode assemelhar-se a uma caixa grande, dependendo do que se quer guardar. É o objeto litúrgico que usam para se colocar relíquias da Santa Cruz ou dos santos para a veneração dos seus fiéis. Por relíquia entende-se um fragmento da Santa Cruz ou dos corpos dos santos e beatos que, conforme definido pelo Segundo Concílio de Niceia em 787, são objeto de veneração.

O relicário, quando exposto à veneração dos fiéis, nunca deve ser colocado sobre o altar, pois este destina-se exclusivamente ao corpo e sangue do Senhor. Este deve sempre ser colocado sobre uma mesa digna.

"O Relicário pode ser conduzido em procissão e ser utilizado para dar a bênção ao povo antes da procissão final. Contudo, cuide-se que os fiéis não deem demasiada importância às relíquias em detrimento da Eucaristia."

Referências

  1. «relicário». Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora. Infopédia 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Relicários
Ícone de esboço Este artigo sobre arte ou história da arte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre cristianismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.