Religião no Paraguai

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.




Circle frame.svg

Religião no Paraguai (2014)[1]

  Catolicismo (89%)
  Outras religiões (2%)
  Sem religião (1%)

A Constituição da República do Paraguai estabelece a liberdade de culto e outras leis e políticas que contribuem para o livre exercício de qualquer religião. A maioria da população paraguaia se considerada católica, os dados da Cidade do Vaticano afirmam que o Paraguai é o país da América Latina com o maior percentual de católicos, sendo também o único país latino-americano no qual o catolicismo excede o 85% da população total.[2]

O Paraguai é o país com a menor diminuição no número total de católicos entre os seus habitantes (quatro pontos percentuais perdidos entre 1996 e 2013). Por outro lado, o crescimento da população de evangélicos é menor do que a diminuição dos católicos. As maiores denominações protestantes no Paraguai são os menonitas, seguidos pelos batistas, batistas reformados, presbiterianos e pentecostais. Seu crescimento no país é maior nas áreas urbanas do que em aldeias ou cidades (seis em cada dez paraguaios evangélicos têm uma boa posição econômica). Outros cultos e religiões presentes em solo paraguaio são a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, os adventistas, as Testemunhas de Jeová, os muçulmanos, Baha'i, dentre outros.[2]

Contexto religioso[editar | editar código-fonte]

Catolicismo Romano[editar | editar código-fonte]

Catedral Metropolitana de Nossa Senhora da Assunção, na capital paraguaia.

Os católicos são aproximadamente 87,92% da população do Paraguai. Esta religião foi introduzida no país em 1526 pelos espanhóis, com a expedição de Juan Díaz de Solís durante a época colonial (esta era a única religião permitida como nas outras colônias latino-americanas). No censo de 2012, havia 5.749.888 católicos no Paraguai.[3]

Arquidioceses[editar | editar código-fonte]

  1. Arquidiocese de Assunção.
  2. Diocese de Benjamín Aceval (desde 1981).
  3. Diocese de Caacupé (desde 1967).
  4. Diocese de Carapeguá.
  5. Diocese de Ciudad del Este (desde 2001).
  6. Diocese de Concepción (desde 1929).
  7. Diocese de Coronel Oviedo (desde 1976).
  8. Diocese de Encarnación.
  9. Diocese de San Juan Bautista de las Misiones.
  10. Diocese de San Lorenzo.
  11. Diocese de San Pedro.
  12. Diocese de Villarrica del Espíritu Santo (desde 1929).
  13. Vicariato do Chaco Paraguaio (sede em Assunção).
  14. Vicariato de Pilcomayo.

Protestantismo[editar | editar código-fonte]

A segunda maior filiação religiosa do país é o protestantismo. Como na América do Norte, mostra uma grande variedade de denominações. Os luteranos e menonitas são os grupos mais tradicionais, em razão da recente imigração de ascendência europeia.[4]

Budismo[editar | editar código-fonte]

Quando o Brasil decidiu suspender a imigração japonesa na década de 1930, muitos colonos japoneses saíram do Brasil para a Bolívia. Esses imigrantes trouxeram o budismo com eles. Até a década de 1960 a maioria eram budistas, mas desde então muitos se converteram ao cristianismo. Hoje existem aproximadamente 2.000 budistas praticantes em solo paraguaio.

Judaísmo[editar | editar código-fonte]

A primeira sinagoga do país foi fundada em 1917 pelos judeus sefarditas que emigraram da Palestina, Turquia e Grécia.[5] Os judeus Ashkenazi (da Ucrânia e Polônia) fundaram a União Hebraica nos anos de 1920. Na década de 1930, entre 15.000 e 20.000 refugiados da Alemanha, Áustria e Checoslováquia chegaram no Paraguai escapando do holocausto. Muitos deles depois se mudaram para a Argentina, Uruguai e Brasil. Aqueles que permaneceram foram posteriormente acompanhados por imigrantes que eram em sua maioria sobreviventes dos campos de concentração.[5]

Hoje, a comunidade judaica paraguaia tem cerca de mil membros que vivem principalmente na capital do país, Assunção, onde existe três sinagogas: Ashkenazi, Sephardi e Chabad (além de um museu judeu).[6]

Islã[editar | editar código-fonte]

O censo de 1992 registrou 872 habitantes eram muçulmanos no Paraguai, dos quais 486 viviam no departamento do Alto Paraná. Existem também comunidades em Assunção e Itapua. Como em outras partes da América Latina, muitos deles são descendentes de imigrantes sírios e libaneses, alguns oriundos do Bangladesh e do Paquistão.[7]

Fé Bahá'í[editar | editar código-fonte]

A Fé Bahá'í no Paraguai começou depois que Abdu'l-Bahá, então chefe da religião, mencionou o país em 1916.[8] Maria Casati foi a primeira paraguaia a aderir à religião em 1939, quando morava na capital argentina Buenos Aires. O primeiro pioneiro a se estabelecer no Paraguai foi Elizabeth Cheney, em 1940.[9] A primeira Assembléia Espiritual Local Bahá'í de Assunção foi realizada em 1944.[10] Estimativas recentes de bahá'ís citam 5500[11] ou 13000[12] adeptos no país (embora o censo paraguaio não os mencione oficialmente).[13]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "Religion in Latin America, Widespread Change in a Historically Catholic Region". Pew Research Center
  2. a b «Las religiones en tiempos del Papa Francisco» (PDF) (em espanhol). Corporación Latinobarómetro. 16 de abril de 2014. Consultado em 24 de outubro de 2018 
  3. Cheney, David M. «Paraguay, Statistics by Diocese, by Name [Catholic-Hierarchy]». www.catholic-hierarchy.org (em inglês). Catholic Hierarchy. Consultado em 3 de dezembro de 2018 
  4. «Mormons in Paraguay». www.mormonnewsroom.org (em inglês). Consultado em 24 de outubro de 2018 
  5. a b Leichter, Haruth Website Design, Harry. «Jews of Paraguay». haruth.com (em inglês). Consultado em 24 de outubro de 2018 
  6. «Paraguay: "Ningún chico judío se queda sin educación judía porque no pueda pagar"». AJN - Agencia Judia de Noticias (salvo em archive.is) (em espanhol). 12 de julho de 2016. Consultado em 3 de dezembro de 2018 
  7. Ballivian, Nicole. «Los Musulmanes - The Spanish Ummah of the Muslim world». www.islamawareness.net. Islam Awareness. Consultado em 24 de outubro de 2018 
  8. «Bahá'í Reference Library - Tablets of the Divine Plan, Pages 31-35». reference.bahai.org (em inglês). Bahá'í Reference Library. Consultado em 24 de outubro de 2018 
  9. «The Beginnings of the Bahá'í Faith in Latin America». bahai-library.com (em inglês). Bahá'í Reference Library. Consultado em 24 de outubro de 2018 
  10. «Bahá'í Reference Library - God Passes By, Pages 376-401». reference.bahai.org (em inglês). Bahá'í Reference Library. Consultado em 24 de outubro de 2018 
  11. «Paraguay | Operation World». www.operationworld.org (em inglês). Consultado em 24 de outubro de 2018 
  12. «The Association of Religion Data Archives | National Profiles | Compare Nations». the ARDA (salvo em archive.is) (em inglês). 3 de fevereiro de 2013. Consultado em 24 de outubro de 2018 
  13. «PARAGUAY: Población de 10 años y más por grupos de edad, según área urbana-rural, sexo y religión» (PDF) (em espanhol). DGEEC. 2002. Consultado em 24 de outubro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Religião no Paraguai