Religiões iranianas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Mapa do Grande Irã

As religiões iranianas são aquelas que se originaram na área do Grande Irã isto é, entre falantes de diferentes línguas iranianas como por exemplo o zoroastrismo e o maniqueísmo.

Descrição[editar | editar código-fonte]

As crenças, atividades e eventos culturais dos antigos iranianos no antigo Irã são questões complexas. Os antigos iranianos fizeram referências a uma combinação de várias tribos arianas e não arianas. Os arianos, ou antigos iranianos, adoravam elementos naturais como o sol, a luz do sol e o trovão, mas acabaram voltando sua atenção principalmente para um único deus, embora reconhecendo outros.[1] O antigo profeta iraniano, Zoroastro, reformou as crenças religiosas iranianas em uma forma de henoteísmo. Os Gatas, hinos do Avestá de Zoroastro, trouxeram ideias monoteístas para a Pérsia, enquanto através dos Iastes e Iasna, são feitas menções ao politeísmo e credos anteriores. Os Vedas e o Avestá têm servido aos pesquisadores como recursos importantes na descoberta das primeiras crenças e ideias arianas.[1][2]

Notas[editar | editar código-fonte]

  • Este artigo foi inicialmente traduzido, total ou parcialmente, do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Iranian religions».

Referências

  1. a b «Ancient Iranian religion». Encyclopædia Britannica (em inglês). Consultado em 22 de janeiro de 2021 
  2. Ūshīdarī, Jahāngīr.; ‏اوشيدرى، جهانگير. (1992). Dānishnāmah-ʼi Mazdayasnā : vāzhahʹnāmah-ʼi tawz̤īḥī-i Āyīn-i Zartusht Chāp-i 1 ed. Tihrān: Nashr-i Markaz. ISBN 964-305-307-5. OCLC 36530062 
Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.