Remedios Amaya

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Remedios Amaya, nome artístico de María Dolores Amaya Vega (Sevilha, 1 de maio de 1962), é uma cantora de flamenco espanhola. Camarón dizia que era uma das suas cantoras preferidas.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Editou o seu primeiro trabalho em 1978, intitulado Remedios Amaya. Em 1983 representou a Espanha no Festival Eurovisão da Canção 1983 com o tema "¿Quién maneja mi barca?" realizado em Munique. Não teve sorte, não tendo alcançado um único ponto (tal como sucedeu com a canção turca), o que não a privou de ter uma frutífera carreira musical. Na noite do festival, decidiu cantar descalça. Remedios em 2004 declarou à TVE estar orgulhosa pela sua participação naquele festival, apesar da péssima classificação.

Desde então tem-se dedicado a cantar flamenco, boleros, rumba, entre outros. Editou vários trabalhos discográficos como Luna Nueva, Seda mi piel, Turai Turai em 1997, Me voy contigo, Soy Gitana o Sonsonete em 2002. Em 2004 publicou a compilação Grandes Éxitos.

Em 2016, foi indicada ao Grammy Latino de Melhor Álbum de Flamenco por seu álbum Rompiendo el Silencio.[1]

Referências

  1. «Lista completa de nominados a Latin GRAMMY 2016». Univision. Univision Communications. 21 de setembro de 2016. Consultado em 1 de novembro de 2016. 
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.