Renato Augusto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Renato Augusto
Renato Augusto
Renato Augusto pelo Corinthians em 2022.
Informações pessoais
Nome completo Renato Soares de Oliveira Augusto
Data de nasc. 8 de fevereiro de 1988 (34 anos)
Local de nasc. Rio de Janeiro (RJ), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,86 m
destro
Informações profissionais
Clube atual Corinthians
Número 8
Posição meio-campista
Clubes de juventude
2001–2005 Flamengo
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2005–2008
2008–2012
2013–2015
2016–2021
2021–
Flamengo
Bayer Leverkusen
Corinthians
Beijing Guoan
Corinthians
0095 000(11)
0126 000(12)
0127 000(15)
0150 000(40)
0071 0000(9)
Seleção nacional3
2005
2007
2016
2011–2018
Brasil Sub-17
Brasil Sub-20
Brasil Sub-23
Brasil
0004 0000(1)
0003 0000(0)
0007 0000(0)
0033 0000(6)


2 Partidas e gols totais pelos
clubes, atualizadas até 13 de novembro de 2022.
3 Partidas e gols pela seleção nacional estão atualizadas
até 5 de setembro de 2022.

Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro Rio 2016 Futebol

Renato Soares de Oliveira Augusto (Rio de Janeiro, 8 de fevereiro de 1988), mais conhecido como Renato Augusto, é um futebolista brasileiro que atua como meio-campista. Atualmente joga pelo Corinthians.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Flamengo[editar | editar código-fonte]

Renato Augusto estreou com a camisa do Flamengo em 2005, num jogo contra o Corinthians. Contudo, foi somente um ano mais tarde, durante as finais da Copa do Brasil de 2006, que seu nome passou a ser muito conhecido. Mas já havia sido notícia em fevereiro de 2004, apontado como aposta futura dos juvenis do rubro-negro pela Revista Placar. Na época, ainda era conhecido apenas como Renato.[1] Subiu aos profissionais com o sobrenome adicionado por já haver um Renato (Renato Abreu) no elenco, por sinal um dos ídolos da torcida na época.[2]

Na ocasião, após vencer as duas partidas contra o rival Vasco, o Flamengo conquistava seu segundo título da Copa do Brasil e, por sua vez, Renato Augusto, com duas belas atuações, acabou sendo efetivado no time pelo técnico Ney Franco durante o restante da temporada.

Em 2007, mesmo após a chegada de vários reforços na Gávea, Renato Augusto manteve-se entre os titulares.

Durante o Campeonato Carioca de 2007, foi brilhante e decisivo para a conquista do título, tendo marcado gols importantes, tanto na final da Taça Guanabara, contra o Madureira, como na finalíssima, contra o Botafogo.

Todavia, depois do bom início de temporada, Renato teve uma queda de rendimento, durante o restante de 2007, quando também passou a conviver com contusões seguidas.

Em 2008, Renato Augusto voltou a ser a grande esperança do Flamengo, porém, logo em sua primeira partida, na estreia do Campeonato Carioca de 2008, sofreu uma grave lesão no rosto, após uma disputa de cabeça. Afastado do time, Renato somente voltou aos gramados, na reta final do Campeonato, quando sagrou-se bicampeão da competição, uma vez mais, em cima do Botafogo.[3]

Renato Augusto encerrou sua passagem no Flamengo onde fez 89 jogos, nove gols e venceu um título da Copa do Brasil nas duas temporadas em que defendeu o Rubro-Negro, entre 2006 a 2008. O sucesso no clube fez com que a Renato fosse vendido ao futebol alemão.[4]

Bayer Leverkusen[editar | editar código-fonte]

Renato pelo Bayer Leverkusen em 2015.

Em julho de 2008 foi vendido ao Bayer Leverkusen, da Alemanha. O Bayer pagou um total de 10 milhões de euros (cerca de R$ 25 milhões). Como o Flamengo já havia negociado 40% do jogador anteriormente, recebeu desta vez 6 milhões de euros.[5][6] De imediato Renato Augusto gerou uma boa impressão na Alemanha, tornando-se rapidamente um dos favoritos dos fãs pela sua velocidade, consciência, trabalho em equipe habilidade técnica. Embora normalmente jogue pelo lado direito do campo, no Leverkusen foi muitas vezes escalado pelo centro, atrás apenas do atacante, para compensar a ausência de companheiros lesionados. Assumiu naturalmente a função de ditar o ritmo de jogo da equipe, tornando-se um jogador importante para garantir que o time mantivesse a posse de bola.

O Manchester City demonstrou interesse pelo jogador no início de 2010, mas os valores ventilados para sua transferência, algo em torno de 14 milhões de euros, foram considerados baixos pelos alemães e as eventuais negociações não prosseguiram. Clubes de outros países também manifestaram interesse em contratá-lo.[7]

Embora a temporada de 2010–11 não não tenha sido livre de lesões, assim como nas anteriores, Renato Augusto seguiu demonstrando boa forma e capacidade técnica apurada, marcando gols importantes e sendo decisivo com suas assistências para companheiros de equipe.

Entretanto, ao final de 2012 depois de uma série de lesões que impediram Renato Augusto de manter uma boa sequência de jogos durante a temporada, o jogador demonstrou interesse em voltar ao Brasil para retomar sua melhor forma física e também se aproximar da Seleção Brasileira. Embora o Flamengo tenha manifestado o desejo de contar novamente com seu futebol,[8] Renato Augusto acabou acertando com o Corinthians no dia 20 de dezembro.[9]

Corinthians[editar | editar código-fonte]

2013[editar | editar código-fonte]

Renato Augusto assinou um contrato de quatro anos de duração com o Corinthians, que comprou 50% dos seus direitos econômicos junto ao Bayer Leverkusen, pela quantia de 4 milhões de euros (equivalente, à época, a R$9,5 milhões).[10][11][12][13]

Renato Augusto estreou pelo Timão no dia 27 de janeiro de 2013, contra o Mirassol tendo sido considerado um dos melhores jogadores em campo e sendo responsável pela assistência a Romarinho, que marcou de cabeça o único gol da partida.[14] Foi naturalmente conquistando a confiança do técnico Tite,[15] e se destacando por boas atuações ao longo do primeiro semestre.[16] Fez seu primeiro gol pelo Corinthians em 16 de março, em partida válida pelo Campeonato Paulista contra o União Barbarense.[17] Em poucos meses atuando com a camisa do Corinthians, Renato Augusto foi campeão paulista[18] e ganhou a Recopa Sul-Americana, tendo inclusive marcado um gol no primeiro jogo da decisão do torneio continental contra o São Paulo.[19][20]

Entretanto, a sequência de lesões que havia prejudicado o jogador em sua passagem pela Alemanha também o perseguiu durante sua primeira temporada no Corinthians. Em março, sofreu uma contusão na coxa que o afastou durante praticamente três meses das atividades normais.[21][22] Em julho, quando tentava se firmar como titular do time que disputava o Campeonato Brasileiro, fraturou um osso do rosto em um choque com o atacante Souza em jogo contra o Bahia,[23] tendo que passar por cirurgia.[24] Quando sofreu essa segunda contusão grave no ano, Renato Augusto chegou a pensar em se aposentar do futebol, por acreditar que não seria mais capaz de jogar em alto nível.[25] Finalmente, em agosto passou por uma artroscopia no joelho, ficando novamente afastado várias semanas, o que levou parte da imprensa a questionar se o investimento no jogador teria sido um bom negócio para o clube.[22] No total ao longo do ano, Renato Augusto participou de apenas 31 jogos, e começou como titular em somente 20.[26]

2014[editar | editar código-fonte]

Em função da sequência de lesões sofridas no ano anterior, antes do início da temporada de 2014 a equipe multidisciplinar do departamento médico do Corinthians averiguou detalhadamente em laboratório a estrutura corporal do jogador e constatou que havia uma discrepância de força entre os lados direito e esquerdo de seu corpo, fazendo com que ele não suportasse a carga de trabalho que recebia. Foi feito então um trabalho específico visando fortalecer a musculatura dos quadris e um treinamento dos músculos para reagir mais rapidamente aos estímulos dos movimentos. O trabalho exigiu também a reprogramação mental do jogador, para que superasse os traumas e passasse a confiar mais em seu próprio corpo.[27] O trabalho deu certo, e o jogador bateu o recorde de número de jogos em uma mesma temporada em sua carreira, atuando em 44 partidas durante o ano de 2014.[26]

2015[editar | editar código-fonte]

O Corinthians começou o ano de 2015 disputando o Campeonato Paulista e a Copa Libertadores da América. Com a volta do técnico Tite ao comando da equipe, iniciou a temporada de forma arrasadora,[28] jogando um futebol vistoso e envolvente e realizando excelentes campanhas nas duas competições, o que levou boa parte da imprensa especializada a considerar o time o melhor do país naquele momento.[29][30] Entretanto, em menos de um mês o time foi desclassificado dos dois torneios[31][32] e os problemas financeiros enfrentados pelo clube vieram à tona, fazendo com que a equipe perdesse jogadores importantes para o restante da temporada.[33] Naquele momento, Renato Augusto chegou a pensar em sair do clube,[34] e seu nome foi envolvido em rumores sobre uma possível volta ao Flamengo.[35]

Dada a situação adversa, o time iniciou sua participação no Campeonato Brasileiro bastante desacreditado mas, aos poucos, foi se firmando na competição. Renato Augusto foi se destacando com excelentes atuações e grande regularidade,[36][37] e foi decisivo para que o time alcançasse a liderança do campeonato na 18ª rodada.[38]

Seu bom trabalho ao longo da temporada resultou em sua convocação para a Seleção Brasileira para todos os jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 disputados no ano.[39] Renato Augusto marcou seu primeiro gol com a camisa amarela, na vitória por 3–0 diante da Seleção Peruana.[40]

No final da temporada, o Corinthians conquistou seu sexto título do Brasileirão, e Renato Augusto foi eleito o melhor jogador do campeonato, recebendo a Bola de Ouro,[41] o Troféu Armando Nogueira[42] e o Prêmio Craque do Brasileirão,[43] coroando o melhor ano de sua carreira até então.[44]

Renato encerrou sua primeira passagem pelo Corinthians ao ser negociado com o futebol chinês e em três temporadas pelo clube, atuou em 127 partidas, marcando 15 gols e dando 27 assistências. Além dos dois títulos conquistados em 2013, além de ter sido peça fundamental na campanha vitoriosa do Campeonato Brasileiro de 2015.[45]

Beijing Guoan[editar | editar código-fonte]

Naturalmente, tanto destaque despertou a atenção de clubes do exterior, e Renato Augusto quase foi negociado com o Schalke 04.[46] Finalmente, em janeiro de 2016, o jogador acabou aceitando uma proposta financeira irrecusável para jogar pelo Beijing Guoan, da China.[47][48]

Em cinco temporadas defendendo o Beijing Guoan, o jogador fez 152 jogos somando todas as competições nacionais e continentais. Mesmo conquistando apenas um título, a Copa da China em 2018, Renato acumulou números de respeito e adquiriu status de craque no futebol Chinês.

Retorno ao Corinthians[editar | editar código-fonte]

2021[editar | editar código-fonte]

Renato em partida pelo Corinthians em 2021.

No dia 22 de julho de 2021, foi anunciada a sua volta ao Corinthians com um contrato válido até 31 dezembro de 2023.[49] Sua apresentação oficial aconteceu no dia 11 de agosto de 2021, recebendo novamente a camisa 8.[50]

Fez a sua reestreia pelo Corinthians e também marcou seu primeiro gol após o retorno no dia 15 de agosto de 2021, em uma vitória por 3-1 contra o Ceará, na Neo Química Arena, pelo Campeonato Brasileiro 2021.[51]

Em 2 de outubro, marcou o gol do empate em 2-2 com o Red Bull Bragantino, pela 23ª Rodada do Brasileirão 2021, no Nabi Abi Chedid.[52][53]

Em 13 de novembro, na vitória por 3-2 sobre o Cuiabá, Renato Augusto participou do primeiro gol do confronto, marcou o segundo e deu uma assistência para o terceiro tento, marcado pelo Roger Guedes.[54]

Em 5 de dezembro, fez o gol do empate em 1 a 1 contra o Grêmio.[55] O gol foi eleito o mais bonito do Campeonato Brasileiro 2021.[56]

2022[editar | editar código-fonte]

Renato Augusto pelo Corinthians em 2022.

Marcou seu primeiro gol na temporada de 2022 em 10 de fevereiro, na vitória por 2 a 1 contra o Mirassol pelo Campeonato Paulista.[57] No dia 8 de maio, fez o gol da vitória por 1 a 0 contra o Bragantino, em partida válida pelo Campeonato Brasiileiro.[58]

No dia 19 de junho, após o jogo contra o Goiás pelo Brasileirão, sofreu uma lesão na panturilha, que o afastou por dois meses dos gramados.[59] Voltou a jogar pelo clube no dia 6 de agosto, no empate contra o Avaí pelo Brasileirão, dando uma assistência para o gol de Balbuena.[60]

Teve grande destaque no jogo decisivo pelas quartas de final da Copa do Brasil contra o Atlético Goianiense, dando três assistências para os gols de Gil e Yuri Alberto.[61] Foi o principal jogador responsável pela classificação do Corinthians para a final da Copa do Brasil, marcando dois gols pelo confronto da semifinal contra o Fluminense, um no jogo de ida pelo Maracanã e o outro no jogo da volta, na Néo Química Arena.[62][63][64][65]

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Renato Augusto já havia disputado partidas pela Seleção Sub-17 e Sub-20, no Mundial da categoria.

Estreou pela Seleção Brasileira principal em 2 de fevereiro de 2011 em partida amistosa contra a França. Ele não foi convocado por Mano Menezes para a Copa América de 2011, mas voltou à equipe para um amistoso contra a Alemanha em agosto de 2011, que o Brasil perdeu por 3–2.

Após longo tempo fora da Seleção com Mano Menezes e Luiz Felipe Scolari, retornou a Seleção com o técnico Dunga para as Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. No dia 17 de novembro de 2015, Renato Augusto marcou seu primeiro gol pela Seleção na vitória por 3–0 contra o Peru pelas Eliminatórias. Integrou o elenco na disputa da Copa América Centenário em 2016.[66]

Olimpíadas de 2016[editar | editar código-fonte]

Renato com o ouro olímpico em 2016.

Foi convocado para as Olimpíadas do Rio 2016 como um dos jogadores acima dos 23 anos. Renato, conseguiu um feito inédito junto aos seus companheiros da Seleção Olímpica, ao conquistar o ouro nas Olimpíadas Rio 2016.

Copa do Mundo de 2018[editar | editar código-fonte]

Renato Augusto pela Seleção na Copa do Mundo FIFA de 2018.

Se tornou peça-chave com o técnico Tite nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. Em 14 de maio de 2018 convocado por Tite para a disputa da Copa do Mundo de 2018.[67] Foi reserva durante a competição mas sempre entrando ao decorrer das partidas. Em 6 de julho de 2018, Renato Augusto marcou o único gol do Brasil na derrota por 2–1 nas quartas-de-final contra a Bélgica. Além do gol, Renato Augusto ainda ficou marcado pelo chute pra fora na entrada da área que seria o empate da Seleção.[68]

Após a Copa do Mundo de 2018, Renato Augusto foi convocado para os amistosos contra Arábia Saudita e Argentina em outubro[69] e Uruguai e Camarões em novembro de 2018.[70]

Características[editar | editar código-fonte]

Quando profissionalizou-se, no Flamengo, Renato Augusto atuava como um camisa 10 clássico, e por vezes chegou a ser utilizado até como atacante. Segundo o próprio: "Eu era um 10 clássico quando subi para o profissional no Flamengo, mas percebi que aquela figura estava desaparecendo do futebol".[71]

No Bayer Leverkusen, Renato começou a jogar mais aberto. E, por vezes, jogava centralizado como volante.[71] Já no Corinthians de Tite, ele atuou como um segundo volante, quando passou a ser o principal passador e driblador da equipe.[72]

"O Renato é versátil em termos técnicos e táticos Se está mais avançado, tem um poder de retenção e finalização muito grandes. Mais recuado, tem um poder de organização perto do volante. No Bayer (Leverkusen) ele jogou por vezes de segundo volante porque tem essa qualidade do passe. São diversas características importantes e versatilidade."
Tite, definindo as caracterírticas do jogador.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Abaixo estão listados todos os jogos, gols e assistências do futebolista por clubes.[73]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
Flamengo 2005 2 0 0 2 1 0 4 1 0
2006 24 0 7 2 0 0 4 2 0 30 2 7
2007 23 2 3 8 1 0 13 3 0 44 6 3
2008 6 0 2 3 1 0 8 1 1 17 2 3
Total 55 2 12 2 0 0 11 2 0 27 7 1 95 11 13
Bayer Leverkusen 2008–09 33 2 8 6 2 1 39 4 9
2009–10 17 0 4 1 0 0 18 0 4
2010–11 27 7 6 1 1 3 7 0 2 35 8 11
2011–12 18 0 3 1 0 0 4 0 0 23 0 3
2012–13 6 0 0 0 0 0 5 0 0 11 0 0
Total 101 9 21 9 3 4 16 0 2 0 0 0 126 12 27
Corinthians 2013 15 1 2 4 0 1 12 2 2 31 3 5
2014 30 1 8 7 2 3 7 2 0 44 5 11
2015 30 5 4 2 0 0 10 0 2 10 2 4 52 7 11
2021 21 4 1 21 4 1
2022 25 1 3 5 2 3 7 0 0 13 2 2 50 5 8
Total 121 12 18 15 4 6 23 1 3 42 8 8 198 24 36
Beijing Guoan 2016 23 4 0 4 2 1 27 6 1
2017 28 4 0 2 0 0 30 4 0
2018 26 10 13 5 0 0 31 10 13
2019 30 15 10 1 0 0 6 1 2 1 0 0 38 16 12
2020 15 2 4 1 0 0 8 2 4 0 0 0 24 4 8
Total 122 35 27 13 2 1 14 3 6 1 0 0 150 40 34
Total na carreira 398 63 78 39 10 11 62 5 11 68 15 9 569 84 110

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Abaixo estão listados todos os jogos, gols e assistências do futebolista pela Seleção Brasileira, desde as categorias de base.[74]

Seleção Principal

Ano Copa do Mundo Copa América Qualificação Mundial Amistosos Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
2011 2 0 0 2 0 0
2015 2 1 0 2 1 0
2016 3 2 0 8 2 2 1 0 0 12 4 2
2017 6 0 0 4 0 0 10 0 0
2018 3 1 0 4 0 0 7 1 0
Total na carreira 3 1 0 3 2 0 16 3 2 11 0 0 33 6 2

Seleção Sub–23

Ano Jogos Olímpicos
Jogos Gols Assist.
2016 6 0 0
Total na carreira 6 0 0

Seleção Sub–20

Ano Campeonato Mundial
Jogos Gols Assist.
2007 2 0 0
Total na carreira 2 0 0

Seleção Sub–17

Ano Campeonato Mundial
Jogos Gols Assist.
2005 4 1 0
Total na carreira 4 1 0

Títulos[editar | editar código-fonte]

Flamengo
Corinthians
Beijing Guoan
Seleção Brasileira

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Artilharias[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "Um forno chamado Flamengo", Patrick Moraes, Placar número 1267, fevereiro de 2004, Editora Abril, pág. 42
  2. «Família e perfil torcedor 'blindam' revelação do Flamengo». UOL. 8 de março de 2007. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  3. Fred Huber (9 de julho de 2008). «Venda de Renato Augusto renderá cerca de R$ 15 milhões aos cofres do Fla». GloboEsporte.com. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  4. «Everton Ribeiro e Renato Augusto cruzam trajetórias em Flamengo x Corinthians». SBT. Consultado em 24 de agosto de 2022 
  5. Venda de Renato Augusto renderá cerca de R$ 15 milhões aos cofres do Fla o jogadores foi cogitado pelo Corinthians, mas não houve um acerto oficial, GloboEsporte.com, 09/07/2008
  6. Fla não receberá todo dinheiro da negociação de Renato Augusto, Lancenet.com.br, 09/07/2008
  7. Palermo confirmação interesse em Renato Augusto, Globoesporte.com, 08/10/2011
  8. «Segundo novo diretor do Flamengo, Renato Augusto já está fechado com um clube brasileiro que não é o Rubro-Negro». Sambafoot. 12 de dezembro de 2012. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  9. «Bayer Leverkusen confirma venda de Renato Augusto ao Corinthians». Estadão. 20 de dezembro de 2012. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  10. «Central do Mercado: Renato Augusto é do Timão, e o São Paulo mira Lúcio». GloboEsporte.com. 15 de dezembro de 2012. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  11. Clícia Oliveira (15 de dezembro de 2012). «Renato Augusto se despede e chega na sexta para assinar com o Timão». GloboEsporte.com. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  12. «Rumo ao Corinthians, Renato Augusto chora no "adeus" ao Leverkusen». Terra. 15 de dezembro de 2012. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  13. Carlos Santiago (21 de dezembro de 2012). «Renato Augusto chega, elogia o Timão e fala em dever cumprir na Alemanha». LANCE!. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  14. Atuações Mirassol x Timão: Renato Augusto e Danilo têm maiores notas, GloboEsporte.com.br, 27/01/2013
  15. «Renato Augusto conquista Tite no Timão: 'Não precisa botar fogo nele'». Consultado em 4 de Março de 2013 
  16. «Renato Augusto e Alessandro se destacam na vitória do Timão». Consultado em 14 de Março de 2013 
  17. Renato Augusto explica opção pelo Corinthians e mira Seleção
  18. «Timão impede tetra do Santos e volta a ser Todo Poderoso do Paulistão». Globo Esporte. 19 de maio de 2013 
  19. «Corinthians vence São Paulo e se aproxima do título da Recopa». Folha de S.Paulo. 3 de julho de 2013 
  20. Leandro Canônico (17 de julho de 2013). «Todo Poderoso, Timão leva Recopa e afunda o ex-soberano São Paulo». GloboEsporte.com. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  21. «Renato Augusto sente dor na coxa direita e preocupa no Timão». Jovem Pan. 24 de março de 2013. Consultado em 10 de janeiro de 2016. Arquivado do original em 14 de março de 2017 
  22. a b «Renato Augusto tem volta adiada e não faz valer investimento do Corinthians». IG Esporte. 12 de outubro de 2013 
  23. «Renato Augusto sai de campo com nova suspeita de fratura no rosto». Globo Esporte. 7 de julho de 2013 
  24. «Renato Augusto passa por cirurgia para corrigir fratura no rosto». Gazeta do Povo. 8 de julho de 2013 
  25. «'Renato Augusto quase aposentou depois de fraturar rosto', revela amigo do 'Bola de Ouro'». ESPN. 8 de dezembro de 2015 
  26. a b «Em alta! Renato Augusto iguala recorde de jogos da carreira». Terra. 18 de setembro de 2015. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  27. «Fisioterapia ajuda Renato Augusto a superar medo, lesões e ter grande fase». GloboEsporte.com. 13 de dezembro de 2015. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  28. Henrique Munhos (18 de março de 2015). «Corinthians 2015 tem começo superior ao time campeão da Libertadores e Mundial». ESPN.com.br. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  29. «Corinthians é considerado o melhor time do país.». Jovem Pan. 12 de março de 2015 
  30. «Após goleada, Noriega afirma que o Corinthians é o melhor time do Brasil». SporTV. 2 de abril de 2015 
  31. «Itaquerazo! Corinthians desmorona em casa e é eliminado». Terra Esportes. 13 de maio de 2015 
  32. «Prass pega dois pênaltis, Verdão vence o Timão e vai à final do Paulista». Globo Esporte. 19 de abril de 2015 
  33. «Desmanche no elenco não rende grana ao Timão». Diário de São Paulo. 25 de junho de 2015. Consultado em 10 de janeiro de 2016. Arquivado do original em 14 de março de 2017 
  34. «Renato Augusto revela surpresa por liderança». ESPN.com.br. 1 de setembro de 2015. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  35. «Desmanche continua: Corinthians pode trocar Renato Augusto por Samir». Terceiro Tempo. 29 de maio de 2015 
  36. «Zagueiro do Corinthians entra na seleção Bola de Prata; melhor da rodada abre vantagem no gol». ESPN. 27 de julho de 2015 
  37. «Renato Augusto entra para a seleção da Bola de Prata». Revista Placar. 10 de julho de 2015 [ligação inativa] 
  38. «Em jogo de 7 gols, Corinthians vence e assume a liderança do Brasileiro». Folha de S.Paulo. 13 de agosto de 2015 
  39. «Dunga convoca Seleção com Renato Augusto para iniciar Eliminatórias». Terra Esportes. 17 de setembro de 2015 
  40. «Renato Augusto se emociona após 1º gol: "Estou dando a volta por cima"». Globo Esporte. 18 de novembro de 2015 
  41. «'Rei das canetas', Renato Augusto devolve Bola de Ouro ao Corinthians após dez anos». ESPN. 7 de dezembro de 2015 
  42. «Renato Augusto sustenta vantagem e leva o Troféu Armando Nogueira 2015». SporTV. 8 de dezembro de 2015 
  43. «Emocionado, Renato Augusto pede aplauso a Jadson no prêmio de craque». SporTV. 8 de dezembro de 2015. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  44. «Premiado como craque do Brasileiro, Renato se vê longe do auge». Gazeta Esportiva. 8 de dezembro de 2015 
  45. «Renato Augusto é apresentado no Corinthians:' Quem é lembrado é quem ganha'». acritica. Consultado em 24 de agosto de 2022 
  46. «Pedida salarial alta afasta ida de Renato Augusto ao Schalke». Terra Esportes. 2 de janeiro de 2016 
  47. Dassler Marques (6 de janeiro de 2016). «Renato Augusto pede desculpas no adeus: "não tinha como dizer não"». UOL. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  48. «Clube chinês apresenta Ralf e Renato Augusto e anuncia Zaccheroni». Estadão. 19 de janeiro de 2016. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  49. «Corinthians anuncia a volta de Renato Augusto». p. Globo Esporte. Consultado em 22 de julho de 2021 
  50. «Renato Augusto é apresentado no Corinthians, prevê 2021 difícil, mas avisa: "Vim buscar coisas grandes"». ge. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  51. «Em seis minutos, Renato Augusto estreia no Corinthians, faz golaço e diz: "A gente se sente garoto"». ge. Consultado em 15 de agosto de 2021 
  52. «Corinthians busca empate no fim contra o Red Bull Bragantino com golaço de Renato Augusto, mas não entra no G-4». ESPN.com. 3 de outubro de 2021. Consultado em 20 de setembro de 2022 
  53. «Renato Augusto valoriza reação do Corinthians e diz: "Temos grupo para brigar lá na frente"». ge. Consultado em 3 de outubro de 2021 
  54. «Renato Augusto vibra com noite de gala pelo Corinthians e fala de volta ao meio: "Eu me sinto melhor"». ge. Consultado em 15 de novembro de 2021 
  55. Redação (5 de dezembro de 2021). «Renato Augusto marca golaço, e Corinthians busca empate com Grêmio». Sportbuzz. Consultado em 20 de setembro de 2022 
  56. «Gol mais bonito do Brasileirão: em disputa apertada, Renato Augusto, do Corinthians, vence enquete». ge. Consultado em 20 de setembro de 2022 
  57. Lance (11 de fevereiro de 2022). «Renato Augusto e Paulinho marcam, e Corinthians vence Mirassol». iG. Consultado em 20 de setembro de 2022 
  58. «Renato Augusto marca, Corinthians vence o Red Bull Bragantino fora de casa e ocupa liderança do Campeonato Brasileiro». ESPN.com. 6 de maio de 2022. Consultado em 20 de setembro de 2022 
  59. «Fisioterapeuta do Corinthians explica lesão de Renato Augusto e prega cautela em volta». ge. Consultado em 20 de agosto de 2022 
  60. «Renato Augusto volta e dá esperança ao Corinthians antes de sequência decisiva - Gazeta Esportiva». www.gazetaesportiva.com. Consultado em 20 de agosto de 2022 
  61. «Renato Augusto se firma após lesão e vira maior garçom do Corinthians; veja números». ge. Consultado em 20 de agosto de 2022 
  62. «Renato Augusto e Ganso desafiam o tempo e protagonizam Corinthians x Flu». www.uol.com.br. Consultado em 20 de setembro de 2022 
  63. «Renato Augusto faz golaço de fora da área depois de belo passe de Róger Guedes». www.uol.com.br. Consultado em 20 de setembro de 2022 
  64. «Ídolo, regente e decisivo: Renato Augusto vive sua maior noite desde retorno ao Corinthians». ge. Consultado em 20 de setembro de 2022 
  65. «Maestro do Corinthians, Renato Augusto participa de 71% dos gols após lesão». www.uol.com.br. Consultado em 20 de setembro de 2022 
  66. «Dunga convoca Seleção para a Copa América com 7 jogadores olímpicos». Globoesporte. 5 de maio de 2016 
  67. «Lista fechada: Tite anuncia os 23 convocados para a Copa do Mundo». ge. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  68. «Dois anos depois, brasileiros ainda não superaram o chute de Renato Augusto». www.uol.com.br. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  69. «Convocados para amistosos contra Arábia Saudita e Argentina». Confederação Brasileira de Futebol. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  70. «Tite convoca Seleção para jogos contra Uruguai e Camarões». Terra. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  71. a b Leonardo Bertozzi (5 de setembro de 2016). «De '10 clássico' a 'todocampista'. Veja os gráficos da mudança de Renato Augusto». ESPN.com.br. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  72. Dassler Marques (30 de agosto de 2015). «Por que Renato Augusto virou protagonista invisível no líder Corinthians». UOL. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  73. «Renato Augusto Corinthians vídeos, histórico de transferências e estatísticas - SofaScore». www.sofascore.com. Consultado em 6 de setembro de 2022 
  74. «Renato Augusto - Seleção». www.transfermarkt.com.br. Consultado em 20 de agosto de 2022