Renato Ribeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Renato Ribeiro
Informações pessoais
Nome completo Renato Eduardo de Oliveira Ribeiro
Data de nasc. 28 de abril de 1985 (29 anos)
Local de nasc. Belo Horizonte (MG),  Brasil
Altura 1,86 m[1]
Destro
Apelido Mendigo
Informações profissionais
Clube atual Brasil São Caetano
Número -
Posição Meia
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
20032006
2006
2007
20072008
2009
2010
2011
20112012
2013
2013
Brasil Atlético Mineiro
Brasil Corinthians
Brasil Vasco da Gama
Israel Maccabi Haifa
Brasil Botafogo (emp.)
Brasil Vitória (emp.)
Brasil Sport
Brasil Guarani
Brasil Paulista
Brasil São Caetano
0050 0000(8)
0026 0000(3)
0005 0000(0)
0022 0000(7)
0025 0000(5)
0024 0000(3)
0006 0000(0)
0017 0000(2)
0010 0000(0)
0010 0000(1)
Seleção nacional
2005 Brasil Brasil Sub-20


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 16 de agosto de 2013.

Renato Eduardo de Oliveira Ribeiro,[1] mais conhecido como Renato Ribeiro ou simplesmente Renato (Belo Horizonte, 28 de abril de 1985), é um futebolista brasileiro que atua como meia. Atualmente, está no São Caetano.

Carreira[editar | editar código-fonte]

O meia Renato surgiu para o futebol no Atlético Mineiro, sendo apontado como uma das grandes promessas do futebol brasileiro. Com várias passagens pelas categorias de base da Seleção Brasileira, foi contratado em 2006 pelo Corinthians, juntamente com outro jovem do clube mineiro, Ramón.

Renato fez sua estreia pelos paulistas em 20 de fevereiro de 2006, no jogo pelo alvinegro por 5 a 1, fora de casa, frente ao Mogi Mirim. No entanto, a passagem de Renato pelo clube foi apagada, já que ele ficou no banco de reservas em muitos jogos e não conseguiu se impor na equipe principal.

Por isso, e já que seu passe era vinculado à empresa MSI, Renato acabou emprestado ao Vasco da Gama, no início de 2007. Porém, amargou mais alguns meses sem desfrutar de um lugar na equipe titular.

Depois dessas passagens pelo futebol brasileiro, o atleta foi buscar um melhor futuro no futebol israelense, assinando pelo Maccabi Haifa, da cidade de Haifa, onde já atuavam seus compatriotas Paulinho e Gustavo Boccoli. Próximo ao fim de 2008, Renato entrou em litígio com seu clube, deixando o país.

Em 2009, o meia foi convidado a treinar com o elenco do Botafogo, do Rio de Janeiro. Para evitar eventuais problemas junto a punições oriundas da FIFA, Renato assinou contrato com a Cabofriense para ser emprestado ao Fogão.

Em 2010, assinou com o Vitória para a temporada.[2] Logo na sua estreia, marcou o segundo gol da goleada por 4 a 0 sobre o Corinthians-AL em jogo válido pela Copa do Brasil, no dia 10 de março.[3] O Vitória viria a ser finalista desta edição da Copa, onde acabou derrotado pelo Santos. Já Renato, que acabou relegado ao banco de reservas e foi pouco aproveitado ao longo do ano, acabou dispensado no fim do mesmo.

Após ser dispensado pelo Vitória, foi anunciado pelo Sport poucas semanas depois, em 8 de janeiro de 2011. Não agradando os torcedores e tampouco a comissão técnica, foi dispensado antes mesmo do final do Campeonato Pernambucano, sob a justificativa de "deficiência técnica".

Pouco tempo depois, foi contratado pelo Guarani para a disputa do Série B de 2011, e fez parte também do grupo rebaixado no campeonato do ano seguinte. Ao fim do ano de 2012 e com o rebaixamento do Bugre, Renato acabou dispensado junto a outros doze jogadores.[4]

Em janeiro de 2013, foi contratado pelo Paulista de Jundiaí visando a disputa do Campeonato Paulista,[5] e ao fim do estadual acertou com o São Caetano para a Série B.[6]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Vitória

Campanhas em Destaque[editar | editar código-fonte]

Seleção Brasileira

Referências


Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.