República Autónoma Socialista Soviética do Naquichevão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bandeira da República Autónoma Socialista Soviética.

A RASS do Naquichevão abreviação de República Autónoma Socialista Soviética do Naquichevão, (em azeri:  Нахчыван Мухтар Совет Сосјалист Республикасы Naxçıvan Muxtar Sovet Sosyalist Respublikası) foi uma república autónoma integrada na RSS do Azerbaijão, sendo esta última uma república integrante da União Soviética.[1] Foi criada a 16 de Março de 1921[2] e tornou-se parte da RSS Azerbaijão própriamente a 9 de Fevereiro de 1924.[3]

História[editar | editar código-fonte]

Localização da RASS do Naquichevão.

Sovietização[editar | editar código-fonte]

Em Julho de 1920, o 11º Exército Vermelho invadiu e ocupou a região a 28 de Julho, declarou a República Autónoma Socialista Soviética do Naquichevão com "ligações estreitas" com a RSS do Azerbaijão. Em Novembro, à beira de conquista a Arménia, os bolcheviques, para obter apoio popular, prometeram que iriam alocar o Naquichevão com a Arménia, juntamente com o Carabaque e o Siunique.[4]

A 16 de Março de 1921 a RASS do Naquichevão foi estabelecida. A 9 de Fevereiro de 1924, a União Soviética oficialmente colocou a RASS do Azerbaijão baixo a jurisdicção da RSS do Azerbaijão. A sua constituição foi adoptada a 18 de Abril de 1926.[5]

Nakquichevão na União Soviética[editar | editar código-fonte]

Postal da União Soviética com uma estampa da RASS do Naquichevão, 1974.

Durante a era Soviética, o Naquichevão experimentou um aumento demográfico significativo. A sua população arménia decresceu gradualmente[6] porque muitos deles emigraram à RSS da Arménia. Em 1926, 15% da população da região era arménia, mas por 1979, este número tinha caído a 1,4%.[7] A população azeri, entretanto, cresceu substancialmente com maior taxa de fertilidade e imigração desde a Arménia (indo de 85% em 1926 a 96% por 1979).[7]

Heydar Aliyev, o futuro presidente do Azerbaijão, voltou à sua terra natal do Naquichevão em 1990, depois de ser expulsado do seu cargo no Politburô por Mikhail Gorbachov em 1987.[8][9] Pouco depois de voltar ao Naquichevão, Aliyev foi eleito ao Soviete Supremo por uma maioria esmagadora. Aliyev depois da tentativa de golpe de estado de Agosto de 1991, no final de 1991, Aliyev consolidou o seu poder na região do Naquichevão e consolidou uma independência quase total de Bacu.[10]

A 17 de Novembro de 1990 tornou-se na República Autónoma do Naquichevão dentro da República do Azerbaijão.[11]

Comemoração[editar | editar código-fonte]

Em 2008, o Banco Nacional do Azerbaijão cunho um par de moedas comemorativas de ouro e prata para comemorar o 85 aniversário da criação da República Autónoma Socialista Soviética.[12]

Referências

  1. inc, Encyclopaedia Britannica (1 de janeiro de 1998). The New Encyclopaedia Britannica (em inglês). [S.l.]: Encyclopaedia Britannica. ISBN 9780852296332. Consultado em 28 de novembro de 2016 
  2. Geukjian, Ohannes (13 de maio de 2016). Ethnicity, Nationalism and Conflict in the South Caucasus: Nagorno-Karabakh and the Legacy of Soviet Nationalities Policy (em inglês). [S.l.]: Routledge. ISBN 9781317140740. Consultado em 28 de novembro de 2016 
  3. Chorbajian, Levon; Donabédian, Patrick; Mutafian, Claude (1 de janeiro de 1994). The Caucasian Knot: The History & Geopolitics of Nagorno-Karabagh (em inglês). [S.l.]: Zed Books. ISBN 9781856492881. Consultado em 28 de novembro de 2016 
  4. Waal, Thomas de (8 de julho de 2013). Black Garden: Armenia and Azerbaijan Through Peace and War, 10th Year Anniversary Edition, Revised and Updated (em inglês). [S.l.]: NYU Press. ISBN 9780814760321. Consultado em 28 de novembro de 2016 
  5. (em russo) Great Soviet Encyclopedia. Nakhichevan Autonomous Soviet Socialist Republic[ligação inativa]. Consultado em 2016-11-28.
  6. Eastern Europe, Russia and Central Asia 2008 (em inglês). [S.l.]: Taylor & Francis. Consultado em 28 de novembro de 2016 
  7. a b Armenia: A Country Study: The New Nationalism, The Library of Congress. Consultado em 2016-11-28.
  8. Mohammed Ayoob, The Many Faces of Political Islam: Religion and Politics in the Muslim World, The University of Michigan Press, 2011, p. 164.
  9. Ayoob, Mohammed; Ismayilov, Murad (20 de fevereiro de 2015). Identity and Politics in Central Asia and the Caucasus (em inglês). [S.l.]: Routledge. ISBN 9781317556404. Consultado em 28 de novembro de 2016 
  10. Azerbaijan: A Country Study: Aliyev and the Presidential Election of October 1993, The Library of Congress
  11. Coene, Frederik (16 de outubro de 2009). The Caucasus - An Introduction (em inglês). [S.l.]: Routledge. ISBN 9781135203023. Consultado em 28 de novembro de 2016 
  12. Central Bank of Azerbaijan. Commemorative coins. Coins produced within 1992–2010 Arquivado em 19 de janeiro de 2010, no Wayback Machine.: Commemorative coins dedicated to 85th anniversary of Nakhchivan Autonomy Republic. Consultado em 2016-11-28
Ícone de esboço Este artigo sobre o Azerbaijão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.