Resolução 278 do Conselho de Segurança das Nações Unidas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Small Flag of the United Nations ZP.svg
Resolução 278
do Conselho de Segurança da ONU
Data: 11 de maio de 1970
Reunião: 1.536
Código: S/RES/278 ([1] Documento)

Votos:
Prós Contras Abstenções Ausentes
15 0 0
Assunto: A questão do Bahrein
Resultado: Aprovada

Composição do Conselho de Segurança em 1970:
Membros permanentes:

 República da China
 França
 Reino Unido
 Estados Unidos
 União Soviética

Membros não-permanentes:
 Burundi
 Colômbia
 Espanha
 Finlândia
 Nicarágua
 Nepal
 Polônia
 Serra Leoa
 Síria
 Zâmbia

A Resolução 278 do Conselho de Segurança das Nações Unidas aprovada em 11 de maio de 1970, depois de declarações de representantes do Irã e do Reino Unido, o Conselho endossou o relatório do Representante Pessoal do Secretário-Geral e saudou sua conclusão, particularmente a conclusão de que "a esmagadora maioria do povo de Bahrein deseja obter reconhecimento de sua identidade em um estado totalmente independente e soberano, livre para decidir por si mesmo suas relações com outros Estados".

Após a Segunda Guerra Mundial, o Bahrein se tornou o centro da administração britânica do baixo Golfo Pérsico. Em 1968, quando o governo britânico anunciou sua decisão de encerrar as relações do tratado com os xeques do Golfo Pérsico, Bahrein se juntou ao Catar e aos sete Estados da Trégua (que agora formam os Emirados Árabes Unidos) sob proteção britânica, em um esforço para formar uma união de Emirados Árabes. Em meados de 1971, no entanto, os nove xeques ainda não haviam concordado com os termos da união. Consequentemente, Bahrein buscou a independência como uma entidade separada declarando independência em 15 de agosto de 1971, e se tornando formalmente independente como o Estado do Bahrein em 16 de dezembro de 1971.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Texto da Resolução 278 do Conselho de Segurança das Nações Unidas». 11 de maio de 1970. Consultado em 24 de fevereiro de 2019 
  2. Bahrain Timeline BBC News