Resposta Simples

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Resposta Simples
Resposta Simples em 2012
Informação geral
Origem Angra do Heroísmo, Arquipélago dos Açores
País Portugal Portugal
Gênero(s) Punk rock
Hardcore punk
Período em atividade 2003 - 2013
Gravadora(s) Juicy Records (UK/PT)
Infected Records (PT)
Selfish Satan Records (USA)
Integrantes Paulo Lemos
João Tiago
Fábio Couto
Ex-integrantes João Pedro
PP
Zeca
André Gouveia
Página oficial respostasimples.bandcamp.com

Os Resposta Simples foram um agrupamento musical português que deram forma a uma conhecida banda originária no Arquipélago dos Açores. Esta nova banda foi fundada na ilha Terceira em Fevereiro de 2003 por Paulo Lemos, João Tiago, e João Pedro. Este projeto musical terminou em Setembro de 2013.

História[editar | editar código-fonte]

Esta banda teve a sua primeira ascensão ao palco na ilha, onde nasceu durante o evento Angra Rock 2003, tendo ensaiado para o acontecimento durante longo tempo.

Caracterizam-se por tocarem um hardcore punk com um punk rock rápido tido como da velha escola e por ser cantado em Língua portuguesa.

Depois da "estreia", que a imprensa local elogiou, seguiram-se vários concertos no arquipélago dos Açores. Rapidamente encontraram-se a gravar a sua primeira maqueta - 5 faixas - no estúdio "Burning Desire", em Bombarral. E porque a tradição ainda é o que era, a demo foi gravada em cassete e depois distribuída a nível nacional pelas Rastilho, Punk’n’Gil, Ataque Sonoro, Dirty Star Records e Anti Corpos. A edição de autor valeu-lhes uma crítica muito positiva no jornal Blitz, despertando o interesse de várias rádios. Disponível no site da banda para download, a maqueta ultrapassou os 1000 cópias.

Como forma de contrariar a insularidade a que estavam votados, os Resposta Simples criaram a sua própria editora, a Impulso, e organizaram um evento alternativo na ilha Terceira. O Festival Acção Directa, em 2004, foi o primeiro festival de música punk dos Açores e contou com a presença dos Mata-Ratos. O sucesso do festival levou à repetição do evento em anos seguintes.

Foram reconhecidos pelo site Música Total como banda "Novo Talento", o que lhes permitiu rodar o seu single "Praga em Pessoa" na Antena 1.

Gravaram o primeiro EP em 2004: Teatro da Vida. Em Julho de 2005, deram o primeiro concerto em Portugal continental e lançaram-se na gravação do terceiro registo, Revolução Pessoal, registo de onde provêm as músicas "Dor e Agonia" e "Memória Desvanecida", "Revolução Pessoal" e "Ofício de Viver".

Em Maio de 2005 participam no concurso de bandas de Vila Real, organizado pela Associação Académica de Vila Real, sendo apurados para actuar na Queima das Fitas de Vila Real, partilhando o palco com os Blasted Mechanism.

Entretanto, vão actuando um pouco por todo o território português e já participam em várias colectâneas nacionais e internacionais.

Em Maio de 2008 foi editado pela Impulso Atlântico o álbum de estreia dos Resposta Simples, Sonho Peregrino. Foi realizada também uma tournée de promoção ao disco, onde a banda actuou por todo o País.

Editaram em Dezembro de 2010 o primeiro vinil Punk açoriano intitulado Gaia, pela Juicy Records.

Em Dezembro de 2012, foi editado o primeiro split da banda, em formato cassete, com os setubalenses Carlos Crüzt. O registo fonográfico foi apresentado num concerto na Ilha Terceira, com os convidados Punkrias e Mufasa.

O grupo terminou em Setembro de 2013, tendo publicado a seguinte declaração: "Após 10 anos de banda, os Resposta Simples dão como cessada a sua caminhada. Foram 10 anos a remar contra a maré, a construir pontes, a viver aventuras, a criar amizades e a viver e concretizar um sonho. O espírito foi vivido de corpo e alma e esperemos que tenhamos tido uma boa influência na cena e nas pessoas. Um eterno obrigado a todos que sempre nos apoiaram e que acreditaram em nós, vocês sabem quem são. Obrigado a todos que passaram pela banda... Somos uma família. Love you all! ... See you in the pit!"

Citação
«Os Resposta Simples são um dos mais conhecidos nomes do panorama actual açoriano.»
Revista Loud! de Abril de 2008

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Formação[editar | editar código-fonte]

Ex-membros[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Cassetes[editar | editar código-fonte]

Ano Título Editora
2003 Resposta Simples Edição de autor
2012 Resposta Simples // Carlos Crüzt Anoise Recs (split)

EPs[editar | editar código-fonte]

Ano Título Editora
2003 Teatro da Vida Edição de autor
2003 Revolução Pessoal Impulso Produções
2010 Resposta Simples // Fokkum (NL) Edição de autor (split CD)

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Ano Título Editora
2008 Sonho Peregrino Impulso Atlântico

Vinil 7"[editar | editar código-fonte]

Ano Título Editora
2010 Gaia Juicy Records

Compilações[editar | editar código-fonte]

Ano Título
2006 Ataque Frontal
2006 Metalícidio
2006 Metal Legions II
2007 KuPunx
2007 80 de Rock
2007 80 de Rock
2007 Benefit CRAPAA
2008 Tenho um panda na cama, na cama!
2008 Antologia
2008 Esta compilação mata fascistas!
2008 A Revolta#1
2009 A Revolta#1
2009 Vozes de burro não chegam ao céu
2012 City Lights#2
2012 Tributo Peste&Sida (25 anos de veneno)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]