Resultados da segunda fase da Copa Sul-Americana de 2018

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gnome globe current event.svg
Este artigo ou seção se refere ou tem relação com um evento desportivo atualmente em curso.
A informação apresentada pode mudar com frequência. Não adicione especulações, nem texto sem referência a fontes confiáveis. (Editado pela última vez em 14 de agosto de 2018.)
Sports current event.svg

A segunda fase da Copa Sul-Americana de 2018 será disputada entre 17 de julho a 16 de agosto.[1] Participam as 22 equipes classificadas da fase anterior mais as dez equipes transferidas da Copa Libertadores, com os vencedores de cada chave classificando-se para as oitavas de final.

As equipes se enfrentam em jogos eliminatórios de ida e volta, classificando-se a que somar o maior número de pontos. Em caso de igualdade em pontos, a regra do gol marcado como visitante será utilizada para o desempate. Persistindo o empate, a vaga será definida em disputa por pênaltis.[2]

Sorteio[editar | editar código-fonte]

Os cruzamentos entre as equipes para essa fase foi realizado através de sorteio no Centro de Convenções da CONMEBOL em Luque, no Paraguai, em 4 de junho.[3]

No Pote 1 estavam as dez equipes eliminadas da Copa Libertadores (as oito que finalizaram em terceiro lugar na fase de grupos e as duas melhores eliminadas da terceira fase) mais os seis melhores da fase anterior da Copa Sul-Americana. No Pote 2 estavam as restantes 16 equipes classificadas da primeira fase.[4]

Pote 1 Pote 2
Argentina Banfield
Bolívia Bolívar
Brasil Botafogo
Uruguai Cerro
Argentina Colón
Uruguai Defensor Sporting
Chile Deportes Temuco
Equador El Nacional
Bolívia Jorge Wilstermann
Colômbia Junior Barranquilla
Colômbia Millonarios
Uruguai Nacional
Uruguai Peñarol
Colômbia Santa Fe
Peru Sport Huancayo
Brasil Vasco da Gama
Brasil Atlético Paranaense
Brasil Bahia
Uruguai Boston River
Venezuela Caracas
Argentina Defensa y Justicia
Colômbia Deportivo Cali
Equador Deportivo Cuenca
Brasil Fluminense
Paraguai General Díaz
Argentina Lanús
Equador LDU Quito
Paraguai Nacional
Uruguai Rampla Juniors
Argentina San Lorenzo
Brasil São Paulo
Paraguai Sol de América

Resultados[editar | editar código-fonte]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
O1 General Díaz Paraguai Colômbia Millonarios 1–1
O2 Nacional Paraguai Brasil Botafogo 2–1
O3 Sol de América Paraguai Uruguai Nacional 0–0
O4 São Paulo Brasil Argentina Colón 0–1
O5 Boston River Uruguai 1–2 Argentina Banfield 1–0 0–2
O6 Fluminense Brasil Uruguai Defensor Sporting 2–0
O7 Atlético Paranaense Brasil 6–1 Uruguai Peñarol 2–0 4–1
O8 Deportivo Cali Colômbia 6–1 Bolívia Bolívar 4–0 2–1
O9 LDU Quito Equador 3–2 Brasil Vasco da Gama 3–1 0–1
O10 Caracas Venezuela 6–3 Peru Sport Huancayo 2–0 4–3
O11 Deportivo Cuenca Equador 4–4 (6–5 p) Bolívia Jorge Wilstermann 2–2 2–2
O12 Defensa y Justicia Argentina 2–1 Equador El Nacional 2–0 0–1
O13 Lanús Argentina 1–1 (2–3 p) Colômbia Junior Barranquilla 1–0 0–1
O14 San Lorenzo Argentina Chile Deportes Temuco 3–0[a]
O15 Bahia Brasil 3–1 Uruguai Cerro 2–0 1–1
O16 Rampla Juniors Uruguai 0–2 Colômbia Santa Fe 0–0 0–2

Todas as partidas estão no horário local.

Chave O1[editar | editar código-fonte]

26 de julho General Díaz Paraguai 1 – 1 Colômbia Millonarios Estádio Defensores del Chaco, Assunção
20:45 (UTC−4)
Giménez Gol marcado aos 80 minutos de jogo 80' Relatório Del Valle Gol marcado aos 52 minutos de jogo 52' (pen) Árbitro: BolíviaBOL Gery Vargas

15 de agosto Millonarios Colômbia Paraguai General Díaz Estádio El Campín, Bogotá
19:45 (UTC−5)
Árbitro: ChileCHI Julio Bascuñán

Chave O2[editar | editar código-fonte]

1 de agosto Nacional Paraguai 2 – 1 Brasil Botafogo Estádio Defensores del Chaco, Assunção
18:30 (UTC−4)
Santacruz Gol marcado aos 9 minutos de jogo 9'
Vieyra Gol marcado aos 51 minutos de jogo 51'
Relatório Luiz Fernando Gol marcado aos 30 minutos de jogo 30' Árbitro: ChileCHI Roberto Tobar

16 de agosto Botafogo Brasil Paraguai Nacional Estádio Nilton Santos, Rio de Janeiro
19:30 (UTC−3)
Árbitro: ArgentinaARG Patricio Loustau

Chave O3[editar | editar código-fonte]

18 de julho Sol de América Paraguai 0 – 0 Uruguai Nacional Estádio Defensores del Chaco, Assunção
20:45 (UTC−4)
Relatório Árbitro: BrasilBRA Anderson Daronco

14 de agosto Nacional Uruguai Paraguai Sol de América Estádio Gran Parque Central, Montevidéu
21:45 (UTC−3)
Árbitro: EquadorECU Roddy Zambrano

Chave O4[editar | editar código-fonte]

2 de agosto São Paulo Brasil 0 – 1 Argentina Colón Estádio do Morumbi, São Paulo
19:30 (UTC−3)
Relatório Fritzler Gol marcado aos 79 minutos de jogo 79' Público: 35 666[5]
Árbitro: UruguaiURU Leodán González

16 de agosto Colón Argentina Brasil São Paulo Estádio Cementerio de Elefantes, Santa Fe
21:45 (UTC−3)
Árbitro: ParaguaiPAR Mario Díaz de Vivar

Chave O5[editar | editar código-fonte]

25 de julho Boston River Uruguai 1 – 0 Argentina Banfield Estádio Centenario, Montevidéu
21:45 (UTC−3)
Ergas Gol marcado aos 61 minutos de jogo 61' Relatório Árbitro: ColômbiaCOL Andrés Rojas

1 de agosto Banfield Argentina 2 – 0 Uruguai Boston River Estádio Florencio Sola, Banfield
21:45 (UTC−3)
Bertolo Gol marcado aos 50 minutos de jogo 50', Gol marcado aos 66 minutos de jogo 66' (pen) Relatório Árbitro: PeruPER Víctor Carrillo

Banfield venceu por 2–1 no placar agregado.

Chave O6[editar | editar código-fonte]

2 de agosto Fluminense Brasil 2 – 0 Uruguai Defensor Sporting Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
21:45 (UTC−3)
Digão Gol marcado aos 86 minutos de jogo 86'
Sornoza Gol marcado aos 90+2 minutos de jogo 90+2'
Relatório Público: 14 895[6]
Árbitro: ArgentinaARG Germán Delfino

16 de agosto Defensor Sporting Uruguai Brasil Fluminense Estádio Luis Franzini, Montevidéu
21:45 (UTC−3)
Árbitro: ChileCHI Roberto Tobar

Chave O7[editar | editar código-fonte]

26 de julho Atlético Paranaense Brasil 2 – 0 Uruguai Peñarol Arena da Baixada, Curitiba
19:30 (UTC−3)
Marcelo Cirino Gol marcado aos 59 minutos de jogo 59'
Pablo Gol marcado aos 79 minutos de jogo 79'
Relatório Árbitro: ArgentinaARG Fernando Rapallini

7 de agosto Peñarol Uruguai 1 – 4 Brasil Atlético Paranaense Estádio Campeón del Siglo, Montevidéu
19:30 (UTC−3)
Cr. Rodríguez Gol marcado aos 61 minutos de jogo 61' Relatório Léo Pereira Gol marcado aos 6 minutos de jogo 6'
Marcinho Gol marcado aos 51 minutos de jogo 51'
Nikão Gol marcado aos 67 minutos de jogo 67'
Bruno Guimarães Gol marcado aos 90+1 minutos de jogo 90+1'
Árbitro: ArgentinaARG Mauro Vigliano

Atlético Paranaense venceu por 6–1 no placar agregado.

Chave O8[editar | editar código-fonte]

18 de julho Deportivo Cali Colômbia 4 – 0 Bolívia Bolívar Estádio Deportivo Cali, Palmira
19:45 (UTC−5)
Mosquera Gol marcado aos 30 minutos de jogo 30'
Benedetti Gol marcado aos 49 minutos de jogo 49'
Sand Gol marcado aos 62 minutos de jogo 62'
Cabrera Gol marcado aos 90+1 minutos de jogo 90+1'
Relatório Árbitro: ArgentinaARG Fernando Espinoza

2 de agosto Bolívar Bolívia 1 – 2 Colômbia Deportivo Cali Estádio Hernando Siles, La Paz
20:45 (UTC−4)
Callejón Gol marcado aos 80 minutos de jogo 80' Relatório Murillo Gol marcado aos 72 minutos de jogo 72'
Benedetti Gol marcado aos 87 minutos de jogo 87' (pen)
Árbitro: ParaguaiPAR Ulises Mereles

Deportivo Cali venceu por 6–1 no placar agregado.

Chave O9[editar | editar código-fonte]

25 de julho LDU Quito Equador 3 – 1 Brasil Vasco da Gama Estádio Casa Blanca, Quito
17:30 (UTC−5)
Anangonó Gol marcado aos 7 minutos de jogo 7', Gol marcado aos 87 minutos de jogo 87'
J. Julio Gol marcado aos 20 minutos de jogo 20'
Relatório Thiago Galhardo Gol marcado aos 53 minutos de jogo 53' (pen) Árbitro: VenezuelaVEN Juan Soto

9 de agosto Vasco da Gama Brasil 1 – 0 Equador LDU Quito Estádio São Januário, Rio de Janeiro
19:30 (UTC−3)
Thiago Galhardo Gol marcado aos 85 minutos de jogo 85' Relatório Público: 18 943[7]
Árbitro: ParaguaiPAR Mario Díaz de Vivar

LDU Quito venceu por 3–2 no placar agregado.

Chave O10[editar | editar código-fonte]

17 de julho Caracas Venezuela 2 – 0 Peru Sport Huancayo Estádio Metropolitano, Cabudare
18:30 (UTC−4)
Díaz Gol marcado aos 6 minutos de jogo 6'
Martins Gol marcado aos 81 minutos de jogo 81' (pen)
Relatório Árbitro: BolíviaBOL Ivo Méndez

24 de julho Sport Huancayo Peru 3 – 4 Venezuela Caracas Estádio Huancayo, Huancayo
17:30 (UTC−5)
Salinas Gol marcado aos 13 minutos de jogo 13'
Valverde Gol marcado aos 41 minutos de jogo 41'
Sauñe Gol marcado aos 86 minutos de jogo 86'
Relatório Díaz Gol marcado aos 27 minutos de jogo 27', Gol marcado aos 46 minutos de jogo 46', Gol marcado aos 68 minutos de jogo 68'
Aristeguieta Gol marcado aos 90 minutos de jogo 90'
Árbitro: ColômbiaCOL Nicolás Gallo

Caracas venceu por 6–3 no placar agregado.

Chave O11[editar | editar código-fonte]

19 de julho Deportivo Cuenca Equador 2 – 2 Bolívia Jorge Wilstermann Estádio Alejandro Serrano Aguilar, Cuenca
17:30 (UTC−5)
De la Cruz Gol marcado aos 20 minutos de jogo 20'
Rojas Gol marcado aos 41 minutos de jogo 41'
Relatório Lucas Gaúcho Gol marcado aos 71 minutos de jogo 71' (pen)
Álvarez Gol marcado aos 77 minutos de jogo 77'
Árbitro: UruguaiURU Esteban Ostojich

31 de julho Jorge Wilstermann Bolívia 2 – 2 Equador Deportivo Cuenca Estádio Félix Capriles, Cochabamba
18:30 (UTC−4)
Álvarez Gol marcado aos 17 minutos de jogo 17'
Saucedo Gol marcado aos 54 minutos de jogo 54'
Relatório Preciado Gol marcado aos 2 minutos de jogo 2' (pen)
Pita Gol marcado aos 79 minutos de jogo 79'
Árbitro: VenezuelaVEN Alexis Herrera
    Penalidades  
Saucedo Erro (fora)
Melgar Convertido
Serginho Convertido
Lucas Gaúcho Convertido
Álvarez Erro (defesa)
Ortiz Convertido
Giménez Convertido
Meleán Erro (defesa)
5 – 6 Erro (defesa) Bonfigli
Erro (defesa) Mosquera
Convertido Pita
Convertido Martínez
Convertido Preciado
Convertido Araujo
Convertido Bedoya
Convertido Carabalí
 

4–4 no placar agregado, Deportivo Cuenca venceu por 6–5 na disputa de pênaltis.

Chave O12[editar | editar código-fonte]

18 de julho Defensa y Justicia Argentina 2 – 0 Equador El Nacional Estádio Norberto Tomaghello, Florencio Varela
19:30 (UTC−3)
Fernández Gol marcado aos 72 minutos de jogo 72'
Almeida Gol marcado aos 76 minutos de jogo 76'
Relatório Árbitro: ChileCHI Piero Maza

31 de julho El Nacional Equador 1 – 0 Argentina Defensa y Justicia Estádio Olímpico Atahualpa, Quito
17:30 (UTC−5)
Angulo Gol marcado aos 19 minutos de jogo 19' Relatório Árbitro: ParaguaiPAR Éber Aquino

Defensa y Justicia venceu por 2–1 no placar agregado.

Chave O13[editar | editar código-fonte]

17 de julho Lanús Argentina 1 – 0 Colômbia Junior Barranquilla Estádio Ciudad de Lanús, Lanús
21:45 (UTC−3)
García Guerreño Gol marcado aos 23 minutos de jogo 23' Relatório Árbitro: ParaguaiPAR Arnaldo Samaniego

24 de julho Junior Barranquilla Colômbia 1 – 0 Argentina Lanús Estádio Metropolitano, Barranquilla
19:45 (UTC−5)
Díaz Gol marcado aos 80 minutos de jogo 80' Relatório Árbitro: BrasilBRA Wilton Sampaio
    Penalidades  
T. Gutiérrez Erro (fora)
Barrera Convertido
Díaz Erro (defesa)
Pérez Convertido
Viera Convertido
3 – 2 Erro (defesa) Pasquini
Erro (fora) Andrada
Convertido Maciel
Convertido J. Martínez
Erro (fora) Belmonte
 

1–1 no placar agregado, Junior Barranquilla venceu por 3–2 na disputa de pênaltis.

Chave O14[editar | editar código-fonte]

26 de julho San Lorenzo Argentina 3 – 0[a] Chile Deportes Temuco Estádio Nuevo Gasómetro, Buenos Aires
21:45 (UTC−3)
Blandi Gol marcado aos 62 minutos de jogo 62' Relatório Riquero Gol marcado aos 69 minutos de jogo 69', Gol marcado aos 83 minutos de jogo 83' Árbitro: BrasilBRA Rodolpho Toski

15 de agosto Deportes Temuco Chile Argentina San Lorenzo Estádio Municipal Germán Becker, Temuco
18:30 (UTC−4)
Árbitro: EquadorECU Carlos Orbe

Chave O15[editar | editar código-fonte]

25 de julho Bahia Brasil 2 – 0 Uruguai Cerro Estádio de Pituaçu, Salvador
21:45 (UTC−3)
Gilberto Gol marcado aos 53 minutos de jogo 53'
Régis Gol marcado aos 73 minutos de jogo 73' (pen)
Relatório Público: 11 932[8]
Árbitro: PeruPER Michael Espinoza

8 de agosto Cerro Uruguai 1 – 1 Brasil Bahia Estádio Luis Trócolli, Montevidéu
21:45 (UTC−3)
Paiva Gol marcado aos 61 minutos de jogo 61' Relatório Zé Rafael Gol marcado aos 17 minutos de jogo 17' Árbitro: VenezuelaVEN José Argote

Bahia venceu por 3–1 no placar agregado.

Chave O16[editar | editar código-fonte]

19 de julho Rampla Juniors Uruguai 0 – 0 Colômbia Santa Fe Estádio Luis Franzini, Montevidéu
21:45 (UTC−3)
Relatório Árbitro: EquadorECU Omar Ponce

31 de julho Santa Fe Colômbia 2 – 0 Uruguai Rampla Juniors Estádio El Campín, Bogotá
19:45 (UTC−5)
Henao Gol marcado aos 54 minutos de jogo 54', Gol marcado aos 82 minutos de jogo 82' Relatório Árbitro: PeruPER Diego Haro

Santa Fe venceu por 2–0 no placar agregado.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  • A. ^ Foi atribuída a vitória por 3–0 ao San Lorenzo devido a escalação irregular do jogador Jonathan Requena pelo Deportes Temuco. Originalmente a partida terminou em 2–1 para o Deportes Temuco.[9]

Referências

  1. «Calendario 2018» (PDF) (em espanhol). CONMEBOL. Consultado em 4 de junho de 2018. 
  2. «Reglamento CONMEBOL Sudamericana 2018» (PDF) (em espanhol). CONMEBOL. Consultado em 4 de junho de 2018. 
  3. «Sul-Americana tem 32 times definidos; sorteio acontece no dia 4 de junho». Fox Sports. 24 de maio de 2018. Consultado em 26 de maio de 2018. 
  4. «Sul-Americana pode ter "pedreiras" entre brasileiros já na Segunda Fase; veja as possibilidades». Fox Sports. 25 de maio de 2018. Consultado em 26 de maio de 2018. 
  5. «São Paulo é surpreendido pelo Colón no Morumbi e se complica na Copa Sul-Americana». GloboEsporte.com. 2 de agosto de 2018. Consultado em 2 de agosto de 2018. 
  6. «Flu supera retranca e cera do Defensor e faz 2 a 0 com direito a gol olímpico de Sornoza». GloboEsporte.com. 2 de agosto de 2018. Consultado em 3 de agosto de 2018. 
  7. «GloboEsporte.com: Vasco 1x0 LDU». GloboEsporte.com. 9 de agosto de 2018. Consultado em 9 de agosto de 2018. 
  8. «Gilberto abre caminho e Bahia bate Cerro-URU pela Sul-Americana». GloboEsporte.com. 25 de julho de 2018. Consultado em 26 de julho de 2018. 
  9. «Tribunal resuelve hacer lugar al reclamo del Club Atlético San Lorenzo» (em espanhol). CONMEBOL. 7 de agosto de 2018. Consultado em 7 de agosto de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]