Retirolândia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Retirolândia
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Aniversário 27 de Julho de 1962
Gentílico retirolandense
Lema Progresso e Liberdade
Prefeito(a) Alivanaldo Martins dos Santos (Vonte Merim) (PSC)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Retirolândia
Localização de Retirolândia na Bahia
Retirolândia está localizado em: Brasil
Retirolândia
Localização de Retirolândia no Brasil
11° 29' 42" S 39° 25' 33" O11° 29' 42" S 39° 25' 33" O
Unidade federativa Bahia Bahia
Mesorregião Nordeste Baiano IBGE/2008[1]
Microrregião Serrinha IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Conceição do Coité, Riachão do Jacuípe, Valente, São Domingos e Nova Fátima
Distância até a capital 227 km
Características geográficas
Área 203,786 km² [2]
População 13 092 hab. IBGE/2013[3]
Densidade 64,24 hab./km²
Clima Semiárido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,636 médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 45 994,720 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 695,54 IBGE/2008[5]

Retirolândia é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população estimada em 2017 era de 15.020 habitantes. A principal atividade econômica do município é o cultivo e manejo do sisal para a produção de fibras, cordas e derivados.

História[editar | editar código-fonte]

Retirolândia nasceu de uma pequena fazenda integrante do município de Conceição do Coité, cujo proprietário era José de Chiquinho, fazenda esta que recebeu o nome de Retiro Velho. Nesta propriedade existia uma cajazeira, em redor da qual se abatia gado todos os domingos, isto atraiu pessoas de localidades vizinhas a fixar-se nas terras.[carece de fontes?]

Em 1951, já bastante desenvolvido, seus moradores resolveram mudar a denominação para Retirolândia. Criou-se a Vila em 1953 e a sede distrital recebeu o foro de cidade com a Lei de n.º 1.752 em 27 de julho de 1962.[carece de fontes?]

A maior festa da Região Sisaleira é realizada na cidade de Retirolândia, a festa tradicional de todos os anos é o São Pedro, que é comemorada no mês de Junho. A festa atrai gente de todo o país. A festa que tradicionalmente era realizada com trios elétricos que percorriam o circuito na principal rua da cidade, hoje é realizada em um espaço onde aos sábados é realizada a feira livre da cidade.[carece de fontes?]

Administração[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  3. «Censo Populacional 2013». Censo Populacional 2013. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2013. Consultado em 30 de setembro de 2013. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 7 de agosto de 2013. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.