Revendo Amor - com Pouco Uso quase na Caixa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Revendo Amor -
com pouco uso quase na caixa
 Brasil
2014 •  cor •  
Direção Alan Raffo
Alexandre Nero
Elenco Alexandre Nero
Lançamento 17 de novembro de 2014
Idioma Português
[[1] Site oficial]

"Revendo Amor - com pouco uso quase na caixa" é o primeiro documentário de Alexandre Nero, lançado diretamente em DVD. Um DVD musical e um filme, um pouco de tudo isso. Por vezes sozinho, se acompanhando ao violão, viola caipira, ou apenas por um acordeom, ou pela banda, formada por sete músicos, Nero, que divide a direção musical com o produtor musical e maestro Gilson Fukushima, mergulhou nas referências de sonoridade das bandas de fanfarra, no universo circense, coretos de interior, bandas marciais e em realejos, já originados na busca do álbum Vendo Amor. O repertório mescla composições próprias e/ou com parceiros e amigos, como as regravações de "O mundo" de André Abujamra, "Acho" de Carlos Careqa, "O amor é filme" de João Falcão, e as já consagradas "A banda" de Chico Buarque e "Não aprendi dizer adeus" de Joel Marques. O lançamento oficial aconteceu no dia 17 de novembro de 2014, no Auditório Ibirapuera, e o documentário-musical tem a direção Alan Raffo e concepção artística de Alexandre Nero, ambos responsáveis pelo roteiro.[1]

É um projeto financiado pela lei municipal de Curitiba, com recursos financeiros reduzidos, como prevê o edital, e foi isso que estimulou a criatividade e promoveu um incentivo de renovação estética para o, até então, DVD de música. Com uma equipe enxuta, dedicação e confiança no projeto, foram registrados o máximo de momentos possíveis, inclusive uma reunião de pré-produção, onde Nero explica ao diretor Alan Raffo, os motivos que o levaram a falar sobre o tema "amor". Foi aí que encontraram o fio condutor do que definitivamente deixaria de ser um tradicional DVD de música para se tornar um documentário-musical.[2]

Predominantemente musical, o filme/DVD foi ensaiado e captado numa inusitada locação em Curitiba, cidade natal de Alexandre Nero. Uma tradicional casa do século XIX, hoje propriedade da família Brandão, curitibana, na qual pai, mãe e sete filhos foram e são músicos do mais alto gabarito, amplamente reconhecidos da cidade (Hélio Brandão, um dos sete filhos, é baixista da banda que acompanha Nero, na sala principal da casa). Os diversos cômodos e a labiríntica arquitetura interna do lugar ajudam a criar cenas com poemas, textos e música, com direito a registro de conversas, discussões, cansaços, encontros, as festas e até eventuais erros das gravações, o que torna o filme ágil, divertido, emocionante e bastante reflexivo sobre esse amor esquecido no congelador. É hora de retirá-lo do freezer, aquecê-lo em banho-maria e distribuí-lo, com a porta da casa escancarada pra rua.

Divulgação[editar | editar código-fonte]

Alexandre Nero postou em sua conta oficial no YouTube nove teasers, dois trailers e dois vídeos promocionais para divulgação, todos antes do lançamento do DVD. Lançou, também, duas novas músicas com videoclipes de estúdio de algumas imagens do DVD.

Músicas de divulgação
Título Lançamento Videoclipe
Tan Tan 29 de Novembro de 2013
Sim
Paixonite 23 de Setembro de 2014
Sim

Créditos[editar | editar código-fonte]

Ficha Técnica[editar | editar código-fonte]

  • Um filme de: Alan Raffo e Alexandre Nero
  • Direção: Alan Raffo
  • Produção: Alexandre Nero
  • Roteiro: Alexandre Nero e Alan Raffo
  • Produção musical e arranjos: Gilson Fukushima
  • Direção musical: Gilson Fukushima e Alexandre Nero
  • Participação especial: SEBASTIÃO INTERLANDI JUNIOR flauta e flautim
  • Participações afetivas: André Abujamra e Luiz Felipe Leprevost
  • Direção de fotografia: Anderson Fregolente
  • Figurino: Karen Brusttolin
  • Direção de arte: Alan Raffo, Karen Brusttolin e Marlon de Toledo
  • Iluminação: Andy Aider

Músicos[editar | editar código-fonte]

  • ALEXANDRE NERO - voz, violão, cavaquinho, viola caipira
  • ARY GIORDANI - acordeom
  • FABIO CARDOSO - piano
  • HELIO BRANDÃO - baixo
  • DOUGLAS CHIULLO - trompete
  • RODRIGO VICARIA BRAZÃO - trombone
  • VAL OFÍLIO e VINA LACERDA - percussão

Referências