Ribeirão Feijão Cru

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ribeirão Feijão Cru
uma ilustração licenciada gratuita seria bem-vinda
Localização
País
Dimensões
Comprimento
18 km
Hidrografia
Tipo
Bacia hidrográfica
Área da bacia
97 km²
Nascente
Altitude da nascente
480 m
Afluente
principal
Ribeirão do Banco
Foz
Altitude da foz
140 m

O Ribeirão Feijão Cru é um rio brasileiro do estado de Minas Gerais. É um afluente da margem direita do Rio Pomba e, portanto, um subafluente do Rio Paraíba do Sul.

Apresenta 18 km de extensão e drena uma área de 97 km².[1] Sua nascente localiza-se no município de Leopoldina, a uma altitude de aproximadamente 480 metros. O ribeirão atravessa a área central da cidade de Leopoldina[2]. Na zona rural do município, cerca de 6 km após receber o Ribeirão do Banco, seu principal afluente, o Ribeirão Feijão Cru tem sua foz no rio Pomba[3].

O curso d'água aparece com o nome Feijão Cru em documentos oficiais desde 1817, como referência para demarcação das sesmarias concedidas às famílias dos primeiros povoadores de Leopoldina[4]. Segundo a tradição local, o nome se deve a um incidente ocorrido no início do século XIX, quando os tropeiros que trafegavam pela bacia do rio Pomba acamparam em uma clareira ao lado de um córrego e acenderam o fogo para espantar os animais e cozinhar a refeição. O cozinheiro dormiu ao lado da fogueira e permitiu que o fogo se apagasse, o que deixou completamente cru o feijão que estava sendo preparado[5].

Referências

  1. «Programa Nacional de Avaliação da Qualidade das Águas». Agência Nacional de Águas (ANA). Consultado em 26 de fevereiro de 2014 
  2. «Carta do Brasil SF-23-X-D-V-2 Leopoldina» (JPG). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 23 de dezembro de 2010 
  3. «Carta do Brasil SF-23-X-D-II-4 Cataguases» (JPG). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 23 de dezembro de 2010 
  4. Cantoni. «Sesmarias concedidas no território do Feijão Cru». Estudos sobre a História de Leopoldina, MG. Consultado em 26 de fevereiro de 2014 
  5. Escola de Arquitetura da UFMG / Prefeitura de Leopoldina. «Plano Diretor Participativo de Leopoldina» (PDF). Consultado em 26 de fevereiro de 2014 
Ícone de esboço Este artigo sobre hidrografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.