Ricardo Izar Jr.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Ricardo Izar Júnior)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde outubro de 2011). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ricardo Izar Jr.
Nascimento 1 de agosto de 1968 (50 anos)
São Paulo
Cidadania Brasil
Progenitores Pai:Ricardo Izar
Alma mater Fundação Armando Álvares Penteado
Ocupação político, economista
Página oficial
https://ricardoizar.com.br/

Ricardo Izar Júnior (São Paulo, 1º de agosto de 1968) é um empresário e político brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Natural de São Paulo, Ricardo Izar Junior, nasceu no dia 01 de agosto de 1968. É filho de Marisa e de Ricardo Izar, advogado e político brasileiro responsável pelo maior número de emendas à Constituição durante o período em que foi formulada. Graduado em Economia pela Fundação Armando Álvares Penteado, entrou para a vida pública após o falecimento do pai, em 2008.

Foi eleito Deputado Federal pelo Estado de São Paulo em 2010 com mais de 87 mil votos e em 2014 foi reeleito com quase 114 mil votos. Sua atuação é marcada pela ética na política e pela busca do desenvolvimento sustentável para o Brasil. Participa atualmente do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, seguindo o caminho do pai, Ricardo Izar. Também é membro da Comissão de Viação e Transportes, presidente do Grupo Parlamentar Brasil-Líbano e da Frente Parlamentar de Habitação e Desenvolvimento Urbano, Vice-Presidente da Comissão de defesa do Consumidor, Presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Animais.

Na Câmara dos Deputados, atua principalmente em defesa de temas que visam a defesa do consumidor. É um vigilante do meio ambiente e dos animais. Ricardo Izar trabalha pelo interesse coletivo por meio da elaboração de projetos de lei pela regulamentação das profissões, de habitação digna para todos, do bem-estar social e de mais igualdade para todos os cidadãos.

Um dos principais projetos de Ricardo Izar é a Lei Lucas. O PL 9468/18 torna obrigatório que escolas, creches, berçários, públicos e particulares, capacitem seus funcionários e professores em noções básicas de primeiros socorros. Além disso, a obrigatoriedade também vale para os estabelecimentos de recreação infantil.

Viabilizar o projeto é uma luta do deputado para conscientizar a importância deste tema. Os estabelecimentos de recreação infantil precisam estar preparados para garantir a segurança das crianças que estão sob sua responsabilidade, para isso, será necessário fiscalizar e regulamentar os locais onde os pais deixam seus filhos.

No Brasil, os animais não humanos são considerados coisas. O Código Civil Brasileiro qualifica o animal como uma coisa, algo sem qualquer valor moral. Outro projeto de autoria de Ricardo Izar que também merece destaque e tramita no Congresso Nacional, é o projeto de lei 6799/13, que visa alterar a natureza jurídica dos animais e defende que animal tem que ter direitos, animal tem que ser tratado com dignidade e respeito.

O deputado federal Ricardo Izar também apresentou projetos pela maior rigidez do Código Penal e pela melhoria das condições de trabalho. Luta por recursos e investimentos em todas as áreas para melhorar a vida da população. Por meio de audiências públicas, busca denunciar injustiças ao consumidor e aos usuários de serviços público.

Foi autor do projeto de lei que regulamentou a profissão de Designer de Interiores e Salão Parceiro, bem como o projeto de lei que tornou obrigatório o Teste da Linguinha em recém-nascidos.

Atua como presidente de Frentes Parlamentares como a de Defesa dos Direitos dos Animais, Habitação e Desenvolvimento Urbano, Regulamentação Profissional, Grupo Parlamentar Brasil – Líbano e Corretores de Seguro.

Foi vice-presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a “Máfia das Órteses e Próteses no Brasil” e criador e presidente da CPI para investigar maus-tratos aos animais em 2015, comissão essa responsável pelo indiciamento de dezenas de pessoas.

Ricardo Izar é presidente das seguintes frentes parlamentares:

– Defesa dos Direitos dos Animais;

– Habitação e Desenvolvimento Urbano;

– Regulamentação Profissional;

– Grupo Parlamentar Brasil – Líbano;

– Corretores de Seguro.

Detém títulos de cidadão de dezenas de municípios, entre eles:

– Agudos

– Amparo

– Andradina

– Angatuba

– Bastos

– Bocaina

– Barra Bonita

– Cachoeira Paulista

– Campos do Jordão

– Dois Córregos

– Euclides da Cunha Paulista

– Herculândia

– Igaraçu do Tietê

– Itapuí

– Itariri

– Juquiá

– Lençóis Paulista

– Lorena

– Macatuba

– Mineiros do Tietê

– Mira Estrela

– Monte Alto

– Pilar do Sul

– Piratininga

– Poá

– Potim

– Rafard

– Serra Negra

– Tabapuã

– Tietê

– Trabiju

Foi eleito deputado federal em 2014, para a 55.ª legislatura (2015-2019), pelo PP. Votou a favor do Processo de impeachment de Dilma Rousseff.[1] Já durante o Governo Michel Temer, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos.[1] Em abril de 2017 foi favorável à Reforma Trabalhista.[1] [2] Em agosto de 2017 votou contra o processo em que se pedia abertura de investigação do então presidente Michel Temer, ajudando a arquivar a denúncia do Ministério Público Federal.[1][3]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. a b c d G1 (2 de agosto de 2017). «Veja como deputados votaram no impeachment de Dilma, na PEC 241, na reforma trabalhista e na denúncia contra Temer». Consultado em 11 de outubro de 2017. 
  2. Redação (27 de abril de 2017). «Reforma trabalhista: como votaram os deputados». Consultado em 18 de setembro de 2017. 
  3. Carta Capital (3 de agosto de 2017). «Como votou cada deputado sobre a denúncia contra Temer». Consultado em 18 de setembro de 2017.