Richard Garriott

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Richard Garriott
Nascimento 4 de julho de 1961 (60 anos)
Cambridge, Grã Bretanha
Nacionalidade Reino Unido bretão; Estados Unidos norte-americano
Carreira espacial
Turista da Space Adventures
Tempo no espaço 11d 20h 35m[1]
Seleção 2007[1]
Missões
Insígnia da missão Soyuz-TMA-13-Mission-Patch.png Soyuz TMA-12 Patch.png
Aposentadoria 2008[1]
Assinatura
Assinatura de Richard Garriott

Richard Allen Garriott (Cambridge, 4 de julho de 1961) é um empresário da área de jogos eletrônicos,[2] que se tornou o sexto turista espacial ao ir ao espaço na missão Soyuz TMA-13, em outubro de 2008, através da Space Adventures, empresa criada para proporcionar a ida ao espaço de pessoas comuns, do qual ele é diretor.

Nascido na Grã-Bretanha, Garriott cresceu no Texas, onde assumiu a cidadania norte-americana. Seu pai, Owen Garriott, foi um astronauta da NASA, participante das missões Skylab e dos primeiros voos do ônibus espacial, nas décadas de 1970 e 1980.

Desde criança, demonstrou grande interesse por computação, desenvolvendo programas de jogos para computadores e os oferecendo de graça aos amigos. No começo de década de 1980. Garriott desenvolveu a série de jogos Ultima, de grande sucesso comercial. Com o sucesso da série, ele fundou com o irmão sua própria empresa de jogos eletrônicos, a Origin Systems, e veio a se tornar a figura mais influente no desenvolvimento de jogos da indústria.

Na começo do século XXI, Garriott passou a fazer parte da Space Adventures, empresa criada para promover o turismo espacial, em conjunto com os russos, que, com problemas econômicos para manter seu programa, aceitaram a oferta da empresa de enviar turistas ao espaço em suas naves Soyuz em troca de um alto valor determinado (cerca de U$20 milhões). Em setembro de 2007 a empresa anunciou que ele voaria até a ISS como turista, por um preço reportado de U$30 milhões.

Lançado em 12 de outubro com a missão Soyuz TMA-13, que levou os integrantes da Expedição 18 da ISS, ele ficou em órbita até 24 de outubro, quando retornou com os integrantes da Expedição 17, na Soyuz TMA-12, que se encontram em órbita desde abril de 2008. Por coincidência, Garriott voltou do espaço na mesma nave que Sergei Volkov, comandante da Expedição 17 e que, assim como ele, filho de um astronauta, também é filho de um ex-cosmonauta soviético.

Garriott, que também é radioamador, comunicou-se durante seu voo com estudantes na Terra usando transceptores do Serviço de Radioamador a bordo da ISS através do projeto ARISS e atualizou o projeto Windows on Earth, um software que proporcionará uma visão virtual interativa da Terra tal como vista da estação espacial.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c «Astronaut Biography: Richard Garriott». 18 de abril de 2018. Consultado em 8 de agosto de 2021 
  2. «Richard Garriott». Encyclopædia Britannica Online (em inglês). Consultado em 29 de novembro de 2019