Richard Gordon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Richard Gordon
Nome completo Richard Francis Gordon Jr.
Nascimento 5 de outubro de 1929
Seattle, Estados Unidos
Morte 6 de novembro de 2017 (88 anos)
San Marcos, Estados Unidos
Nacionalidade Estados Unidos norte-americano
Progenitores Mãe: Angela Gordon
Pai: Richard Gordon Sr.
Cônjuge Barbara Field
Linda Saunders
Alma mater Universidade de Washington
Ocupação
Serviço militar
Serviço Marinha dos Estados Unidos
Anos de serviço 1951–1972
Patente capitão
Condecorações Cruz de Voo Distinto (2)
Carreira espacial
Astronauta da NASA
Tempo no espaço 13d 03h 53min
Seleção Grupo 3 da NASA 1963
Tempo de AEV 2h 41min
Missões
Insígnia da missão Gemini 11 patch.png Apollo 12 insignia.png
Aposentadoria 1972
Prêmios Medalha de Serviço
Distinto da NASA

Richard Francis Gordon Jr (Seattle, 5 de outubro de 1929San Marcos, 6 de novembro de 2017) foi um astronauta norte-americano que participou das missões Gemini e Apollo, passando mais de 316 horas no espaço.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Richard nasceu em Seattle, estado de Washington, primeiro de cinco filhos de Richard Francis Gordon Sr., um maquinista, e sua esposa, Ângela, uma professora de ensino fundamental. Foi escoteiro e formou-se na North Kitsap High School em Poulsbo, Washington, em 1947; depois da conclusão dos estudos básicos entrou para Universidade de Washington, onde formou-se em Química em 1951. Em seguida alistou-se na Marinha dos Estados Unidos e recebeu suas asas de aviador naval em 1953. [1]

Após entrar para a NASA em 1963, em setembro de 1966 ele foi pela primeira vez ao espaço, , junto com o astronauta Charles Conrad, como piloto da nave Gemini XI, que fez uma acoplagem em órbita com um foguete Agena; nesta missão ele fez duas caminhadas espaciais.[2]

Em novembro de 1969, 'Dick' Gordon participou de sua segunda missão como piloto do módulo de Comando da missão Apollo 12, a segunda nave a pousar na Lua. Enquanto os astronautas Charles Conrad e Alan Bean pesquisavam o solo lunar, Gordon permanecia em órbita no módulo Yankee Clipper, fazendo o mapeamento fotográfico da superfície para a escolha de locais de pouso de futuras missões.[3]

Gordon foi comandante-reserva da missão Apollo 15 — eventual substituto do comandante de fato, David Scott — e apontado para ser o comandante da missão Apollo 18, que, entretanto, por falta de fundos e de interesse — pois a corrida para a Lua já havia sido ganha contra os soviéticos — foi cancelada pelo governo do Presidente Richard Nixon.

Depois de se aposentar da NASA, Gordon se tornou vice-presidente executivo do time de futebol americano New Orleans Saints e também ocupou uma série de cargos executivos em empresas do ramo do petróleo, gás, engenharia e tecnologia.[4]

Gordon faleceu no dia 6 de novembro de 2017, aos 88 anos de idade em sua casa em San Marcos, na Califórnia.[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Richard F. Gordon, Jr.». Encyclopaedia Britannica. Consultado em 22 maio 2019 
  2. «Gemini 11». Astronautix. Consultado em 22 maio 2019 
  3. «Apollo 12». NASA. Consultado em 22 maio 2019 
  4. «Morre astronauta richard Gordon». climatologiageografica.com. Consultado em 22 maio 2019 
  5. «Morre Dick Gordon, astronauta da segunda missão a pisar na Lua». G1. Consultado em 7 de novembro de 2017