Richard Kiley

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Richard Kiley
Nascimento 31 de março de 1922
Chicago
Morte 5 de março de 1999 (76 anos)
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Universidade Loyola de Chicago
Ocupação ator de teatro, ator de cinema, ator de televisão
Prêmios Theatre World Award, Tony Award de Melhor Ator em Musical, Tony Award de Melhor Ator em Musical
Causa da morte câncer

Richard Paul Kiley (Chicago, 31 de março de 1922 – Middletown, 5 de março de 1999) foi um ator estadunidense. Ele ganhou um prêmio Tony por seu papel como Don Quixote no musical da Broadway Man of La Mancha. Além do Tony Awards, ele ganhou três Emmys e dois Globos de Ouro por suas performances em The Thorn Birds, A Year in the Life e Picket Fences.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Kiley nasceu em Chicago, começou sua carreira como locutor e ator no rádio. Depois de servir na Marinha, trabalhou brevemente em Chicago e depois mudou-se para Nova York. Em 1947, ele participou da peça As Troianas no Equity Library Theatre. No ano seguinte, foi o substituto de Anthony Quinn como Stanley Kowalski na turnê de A Streetcar Named Desire e fez sua estréia na Broadway em 1953 em Misalliance.

Ele interpretou Don Quixote durante as 2.328 apresentações do musical Man of La Mancha, reprisando o papel em 1972 e novamente em 1977. Em 1974, de volta à Broadway ele participou de Absurd Person Singular de Alan Ayckbourn, e em 1981 ele interpretou Moliere em Molière in Spite of Himself, de Mikhail Bulgakov, na companhia Hartman Theatre, em Stamford, Connecticut.

Seus outros créditos incluem Sementes de Violência, Cidade do Vício, À Procura de Mr. Goodbar, The Little Prince, Amor sem fim e Patch Adams.

Referências

  1. MEL GUSSOW (6 de março de 1999). «Richard Kiley, the Man of La Mancha, Is Dead at 76». The New York Times. Consultado em 11 de julho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]