Rickon Stark

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rickon Stark
Game of Thrones 2011 logo.svg
Rickon-stark.crop.jpg
Sexo masculino
Ocupação Príncipe de Winterfell
Família Casa Stark
Ned Stark (pai)
Catelyn Stark (mãe)
Robb Stark (irmão)
Sansa Stark (irmã)
Arya Stark (irmã)
Bran Stark (irmão)
Jon Snow (meio-irmão)
Status morto
Criado por George R. R. Martin
Temporada(s) 16
Primeira aparição A Game of Thrones (livro)
"Winter Is Coming" (tv)1ª temporada (2011)
Interpretado por Art Parkinson

Rickon Stark é uma personagem fictícia da série de livros de fantasia As Crônicas de Gelo e Fogo, do autor norte-americano George R. R. Martin, e na adaptação televisiva da literatura Game of Thrones. Introduzido no primeiro livro da saga, A Game of Thrones (1996), ele também aparece no livro seguinte, A Clash of Kings (1998). Rickon é o filho mais novo de Eddard "Ned" Stark, o honorável lorde de Winterfell, uma ancestral fortaleza no Norte do continente fictício de Westeros. Na série de televisão da HBO, ele é vivido pelo jovem ator irlandês Art Parkinson.

Perfil[editar | editar código-fonte]

Filho mais novo de Ned e Catelyn Stark, Rickon tem quatro irmãos, Robb, Sansa, Arya, Bran e um meio-irmão, Jon Snow, filho bastardo de seu pai. Assim como seus irmãos e irmãs, ele é constantemente acompanhado por seu lobo-gigante "Shaddydog", com quem tem uma forte ligação. Ele é descrito nos livros como possuindo uma grande semelhança facial com sua mãe,[1]sendo naturalmente agressivo, com força de vontade e violento, traços que se refletiram na personalidade de seu lobo.[2] Uma personagem secundário nos livros, suas ações são descritas através dos olhos de outras personagens, principalmente seu irmão Bran.[3]

Nos livros[editar | editar código-fonte]

A Game of Thrones[editar | editar código-fonte]

Ned Stark deixa Winterfell com as duas filhas em direção ao sul, acompanhando seu velho amigo, o rei Robert Baratheon, a quem servirá como Mão do Rei na capital dos Sete Reinos, Porto Real, enquanto sua mulher Catelyn permance na fortaleza cuidando dos outros filhos, principalmente Bran, que está em estado de coma após uma queda de uma torre do castelo, provocada por Jaime Lannister. Angustiado com a partida do pai e o estado de Bran, o pequeno Rickon pode apenas ficar em volta de seu irmão mais velho Robb, chorando.[4] Triste quando Robb anuncia que também deixará Winterfell, Rickon se esconde nas criptas da fortaleza. Pouco depois da morte de Ned Stark em Porto Real, ele e Bran tem uma visão do espírito do pai na cripta.[1]

A Clash of Kings[editar | editar código-fonte]

Após a morte de Ned, Rickon fica praticamente sem supervisão familiar adulta, já que Catelyn e Robb partem para a guerra contra os Lannister e Sansa e Arya estão cativas em Porto Real. Sozinho em Winterfell com seu irmão paralítico Bran, ele desenvolve um temperamento agressivo e indisciplinado. Seu medo e raiva do mundo em volta se reflete em seu lobo que se torna em grande parte selvagem e ataca várias pessoas antes de ser preso nos canis. Por várias vezes o lobo de Bran, "Summer", precisa submeter "Shaddydog" pela força. Rickon e Bran se tornam reféns de Theon Greyjoy quando ele toma Winterfell na ausência de Robb; ele consegue escapar e se esconde nas criptas sob o castelo com Bran, Hodor, as irmãs Meera e Jojen Reed e a Selvagem Osha.[5] Após Winterfell ser saqueada e queimada por Ramsay Bolton, eles emergem das criptas e encontram a fortaleza em ruínas; Meistre Luwin, gravemente ferido, diz que Rickon e Bran precisam ser separados e escondidos. Osha foge com Rickon sob seus cuidados e os outros fogem acompanhando Bran. [6]

A Dance with Dragons[editar | editar código-fonte]

Rickon não aparece no último livro publicado da saga mas é várias vezes citado. Todos acreditam que ele esteja morto, até que lorde Wyman Manderly, um vassalo jurado dos Stark, ouve de um sobrevivente do saque de Winterfell que o menino está provavelmente vivo e fugiu com uma mulher para a ilha de Skagos. Em troca de ter demonstrado sua lealdade a Stannis Baratheon ao invés dos Lannister durante o cerco de Pedra do Dragão, Manderly incumbe Davos Seaworth de ir a Skagos tentar encontrar Rickon, para apresentá-lo vivo aos lordes do Norte e motivá-los a atacar Ramsay Bolton, Roose Bolton e Walder Frey, que traíram a Casa Stark.[7]

Na televisão[editar | editar código-fonte]

Uma personagem secundária também na adaptação televisiva, nas primeiras temporadas a aparição de Rickon é breve e seguindo a mesma história dos livros. Durante a captura de Winterfell, depois que ele e Bran conseguem fugir, Theon Greyjoy mata dois filhos de camponeses da região e queima seus corpos, apresentando-os às tropas como sendo os dois filhos menores de Ned Stark, que passam a ser acreditados como mortos. Rickon foge com Bran, Hodor, a Selvagem Osha e os dois lobos dos irmãos em direção ao Norte, onde está o meio-irmão mais velho Jon Snow.[8] Antes de chegarem à Muralha, Rickon, Osha e "Shaddydog" se separam do outro grupo e rumam para Last Hearth, o castelo dos Umber, vassalos dos Stark.[9]

A coat of arms showing a gray wolf on a white field.
Brasão de armas da Casa Stark

6ª temporada (2016)[editar | editar código-fonte]

Rickon e Osha vivem em Last Hearth protegidos e escondidos por Lorde Greatjon Umber; quando ele morre, eles são traídos pelo filho, Smalljon Umber, que os entrega a Ramsay Bolton, o novo Guardião do Norte, para assegurar uma aliança com os Bolton contra os Selvagens que Jon Snow permitiu passarem para o sul da Muralha e procurarem terras para viver. Para provar a identidade de Rickon, Smalljon mata o lobo "Shaddydog" e envia sua cabeça para Ramsay. Quando estes lhe são entregues, Ramsay mata Osha e prende Rickon nos calabouços de Winterfell, agora sob seu comando; ele envia então uma carta a Jon em Castle Black ameaçando matar o menino e invadir a fortaleza se ele não lhe devolver Sansa Stark, irmã de Jon e sua esposa forçada, que fugiu para o Norte ajudada por Brienne de Tarth. Em resposta, Jon reúne um exército de lordes leais aos Stark e marcha para o sul para a guerra contra Ramsay por Winterfell e por Rickon.[10]

Quando os exércitos estão formados para a chamada Batalha dos Bastardos na planície à frente de Winterfell, Ramsay traz Rickon e, num de seus jogos sádicos, manda ele correr para o lado das tropas de Jon; enquanto o menino corre, Ramsay dispara flechas que propositalmente erram o alvo, caindo a poucos metros de Rickon. A última flecha é disparada de maneira certeira e mata o garoto, acertando-o no coração na frente do irmão e das tropas dos dois exércitos. Depois da batalha, vencida pelas tropas do Norte com a ajuda dos cavaleiros do Vale de Petyr Baelish, o corpo de Rickon é enterrado por Jon na cripta da fortaleza ao lado dos restos do pai, Ned Stark.[11]

Ator[editar | editar código-fonte]

Rickon Stark é interpretado na série de tv pelo ator irlandês Art Parkinson, com nove anos de idade na época da estreia em 2011. Numa entrevista, Art disse que seus pais não lhe permitiam ver a série por causa da violência mostrada, apenas as breves cenas em que aparecia. Em abril de 2015, ele declarou ao jornal The New Zealand Herald que realmente foi impedido de acompanhar seu próprio trabalho depois de assistir com os pais a uma cena em que um menino de três anos é degolado com uma faca no início da temporada.[12] Ele pode passar a acompanhar a série normalmente somente nas últimas temporadas.[13]

Numa entrevista em 2016, ele falou sobre o retorno de sua personagem à série, da qual esteve afastado das telas depois de fugir, e de sua morte:"Assim que eu soube que ia voltar na 6ª temporada, antes mesmo de me darem o roteiro eles me puseram num círculo e disseram:'Escute, para que você não tome um choque quando ler o roteiro, fique sabendo que você vai morrer nesta temporada'. E continuou:"Quando eu voltei, eu fiquei bastante excitado de retornar à série e as cenas parecia ser ótimas; fiquei muito feliz de abraçar novamente a personagem."[13]

Em seu retorno, Parkinson também disse que sua colega de elenco, Natalia Tena, a Selvagem companheira de viagem Osha, o ajudou com seu papel. Ele comentou sobre como Rickon se desenvolveu após a morte de Ned Stark:"Eu acho que após a morte de seu pai, ele se tornou bastante independente e raivoso. Acho que ele é um pouco mais maduro agora. Ele tem estado fora por um bom tempo e agora é mais independente e mais forte".[14]

Relembrando o retorno de Rickon e sua morte:

Referências

  1. a b Game of Thrones, Capítulo 19: Jon II.
  2. A Clash of Kings, Capítulo 28: Bran IV.
  3. A Clash of Kings, Capítulo 16: Bran II.
  4. Game of Thrones, Capítulo 14: Catelyn II.
  5. A Clash of Kings, Capítulo 46: Bran V.
  6. A Clash of Kings, Capítulo 69: Bran VI.
  7. Martin, George R. R. (2011). A Dance with Dragons. [S.l.: s.n.] ISBN 978-0-553-90565-6 
  8. Swift, Andy (21 de maio de 2012). «'Game Of Thrones' Recap: The Stark Boys' Fates Are Revealed». Hollywoodlife. Consultado em 6 de outubro de 2016.. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2016 
  9. Collins, Sean (3 de junho de 2013). «'Game of Thrones' Recap: Red, Red, Red». Rolling Stone. Consultado em 6 de outubro de 2016. 
  10. Shepherd, Jack (11 de maio de 2016). «Game of Thrones season 6 episode 3: Rickon Stark actor confirms fate of Shaggydog». The Independent. Consultado em 6 de outubro de 2016.. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2016 
  11. Hibberd, James (19 de junho de 2016). «Game of Thrones recap: 'Battle of the Bastards'». Entertainment Weekly. Consultado em 14 de setembro de 2016.. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2016 
  12. «Game of Thrones' too gory for Art Parkinson». The New Zealand Herald. AAP. 7 de abril de 2014. Consultado em 9 de abril de 2014. 
  13. a b c Schwartz, Terri (21 de junho de 2016). «Game of Thrones: Art Parkinson Reflects on Rickon Stark». IGN. Consultado em 18 de setembro de 2016.. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2016 
  14. Mendelsohn, Tom (10 de maio de 2016). «Game of Thrones: Actor Art Parkinson discusses Rickon Stark's surprising return to our screens». NME. Consultado em 6 de outubro de 2016.. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2016