Rildo de Andrade Felicissimo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rildo
Informações pessoais
Nome completo Rildo de Andrade Felicíssimo
Data de nasc. 20 de março de 1989 (30 anos)
Local de nasc. São Paulo (SP), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,80 m
Destro
Apelido RibeRildo,Di Marildo
Informações profissionais
Clube atual Chapecoense
Número 7
Posição Atacante e ponta
Clubes de juventude
São Bernardo-SP
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2009
2010
2011–2012
2012–2017
2014
2015–2016
2017
2018–2019
2019–
Fernandópolis
Ferroviária
Vitória
Ponte Preta
Santos (emp.)
Corinthians (emp.)
Coritiba (emp.)
Vasco da Gama
Chapecoense
0025 0000(9)
0029 000(11)
0046 0000(6)
0079 0000(9)
0041 0000(4)
0022 0000(2)
0039 0000(6)
0022 0000(3)
0010 0000(3)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 2 de junho de 2019.

Rildo de Andrade Felicíssimo, mais conhecido como Rildo, (São Paulo, 20 de março de 1989), é um futebolista brasileiro que atua na posição de atacante e ponta. Atualmente, joga pela Chapecoense.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Revelado pelo São Bernardo-SP, defendeu também o Fernandópolis e a Ferroviária, ambos do interior paulista.

Vitória[editar | editar código-fonte]

2011[editar | editar código-fonte]

Após se destacar no interior de São Paulo, o atacante foi contratado pelo Vitória em 2011.[1] Logo em sua estreia em janeiro, diante do Juazeiro no Adautão, Rildo marcou o gol que deu números finais a vitória do Leão da Boa Terra por 3–1, válida pelo Campeonato Baiano.[2] No Vitória, Rildo rapidamente se tornou um dos "xodós" da torcida, pelo seu estilo de jogo, que inclui muitos dribles. No mês seguinte, marcou seu primeiro gol em Ba-Vis, dando números finais ao triunfo por 3–0 sobre o arqui-rival no Barradão, em um jogo novamente válido pelo Estadual; contribuiu também com uma assistência para o gol de Elkeson, sendo o grande nome da vitória rubro-negra no clássico.[3] Marcou ainda mais três gols no estadual baiano, mas viu seu time ser surpreendido pelo Bahia de Feira na final do torneio, sendo vice-campeão, após derrota por 2–1 em pleno Barradão.[4]

Pela Série-B, marcou novamente diante de um rival nordestino, dessa vez o Sport, dando números finais a vitória do clube baiano por 2–0 no Barradão. Em 30 de julho, diante do Boa Esporte no Barradão, em um jogo novamente válido pela Série-B, o jogador chamou a atenção negativamente, após tentar agredir o árbitro Cláudio Francisco Lima e Silva, depois de receber um cartão amarelo; em seguida, foi expulso e recebeu uma suspensão de 90 dias do Superior Tribunal de Justiça Desportiva.[5] Retornou somente na última rodada da competição, em um triunfo por 2–1 sobre o ASA no Fumeirão, quando o Vitória não tinha mais chances de acesso e estava apenas cumprindo tabela.[6]

2012[editar | editar código-fonte]

Em 2012, começou a temporada como titular mas perdeu a posição após oscilar tecnicamente, tendo sequer entrado em algumas partidas. Insatisfeito com a reserva no Vitória, no dia 6 de junho acertou com a Ponte Preta. Estima-se que foi desembolsado cerca de R$ 300 mil reais. [7]

Ponte Preta[editar | editar código-fonte]

2012[editar | editar código-fonte]

Fez sua estreia pela Macaca, entrando aos 26 minutos da etapa final, na vitória por 2–1 sobre o Botafogo no Engenhão, válida pelo Brasileirão.[8] A partir de então, Rildo alternou entre a equipe titular e o banco de reservas, porém sempre entrando no decorrer dos jogos quando não começava jogando.[9] Marcou seu primeiro gol pela equipe de Campinas – e primeiro gol válido por uma Série A de Campeonato Brasileiro – na vitória por 2–1 sobre o Náutico no Moisés Lucarelli.[10]

2013[editar | editar código-fonte]

Marcou seu primeiro gol em 2013, na vitória por 3–0 sobre o Itabaiana-SE no Tremendão, válida pela Copa do Brasil.[11] Marcou novamente, na vitória por 3–1 sobre o Bragantino no Nabi Abi Chedid, válida pelo Paulistão.[12]

No Brasileirão, marcou novamente em uma vitória sobre o Náutico válida pelo certame nacional, desta vez por 3–1 na Arena Pernambuco.[13] No mesmo mês, marcou o gol da vitória por 1–0 sobre o Santos no Moisés Lucarelli, também válida pelo Brasileirão.[14] Disputou sua primeira partida internacional na carreira, diante do Deportivo Pasto-COL, quando sua equipe saiu com a vitória por 2–0 no Moisés Lucarelli, válida pela Copa Sul-Americana[15], competição essa em que a sua equipe foi finalista, após eliminar potencias do continente como Vélez Sársfield[16] e São Paulo[17], perdendo porém para uma equipe mais modesta na final: o Lanús; após empate em casa e derrota na Argentina.[18] No Campeonato Brasileiro, a equipe de Campinas foi rebaixada para a Série-B[19], ainda assim Rildo se destacou e despertou o interesse do Santos.[20]

Santos[editar | editar código-fonte]

Em janeiro de 2014, o atacante foi emprestado ao Santos, com um contrato de duração de um ano.[21] Na sua estreia pelo Santos, Rildo fez a jogada para o quinto gol da goleada por 5–1 sobre o Botafogo-SP na Vila Belmiro, válida pelo Paulistão.[22] Marcou seu primeiro gol pelo Santos, na goleada por 5–2 sobre o Mogi Mirim no Estádio Vail Chaves, válida pelo Paulistão[23]; porém, na final do torneio – que foi para a disputa por pênaltis – diante do Ituano, Rildo desperdiçou sua cobrança mandando a bola na trave, e viu sua equipe ser vice-campeã após seu companheiro Neto também desperdiçar um penal.[24] Depois constatou-se que o jogador bateu o pênalti no sacrifício, pois já estava sentido dores de uma entorse no tornozelo direito. Na reapresentação, foi diagnosticado ainda com um estiramento no músculo adutor da coxa esquerda, que o deixou de fora dos gramados por três meses.[25]

Recém recuperado de lesão, Rildo disputou um jogo treino contra o Hortolândia, quando ele e o jogador Denílson, partiram para a briga após uma entrada dura do atleta do interior paulista. Os dois foram expulsos de campo, e o jogo terminou com o placar de 4–0 para o time santista.[26] No seu terceiro jogo após o retorno de lesão, Rildo marcou o gol que abriu o placar da vitória por 3–0 sobre a Chapecoense na Vila Belmiro, válida pelo Brasileirão.[27] Três jogos depois, Rildo deu números finais a vitória por 2–0 sobre o Londrina, também na Vila Belmiro, só que desta vez válida pela Copa do Brasil.[28] Ainda pela Copa do Brasil, o atacante marcou um gol no empate em 3–3 com o Cruzeiro na Vila Belmiro, porém sua equipe foi eliminada da competição, pois havia perdido o jogo de ida por 2–1 no Mineirão.[29]

No Alvinegro Praiano, Rildo não conseguiu uma sequencia como titular, pois disputava posição com jogadores como Robinho e Gabigol, porém foi uma espécie de 12º jogador, entrando sempre no decorrer das partidas.[30]

Retorno a Ponte Preta[editar | editar código-fonte]

Em seu retorno a Macaca, Rildo obteve grande destaque, marcando quatro gols em dez jogos; o primeiro deles no empate em 1–1 com o Botafogo-SP no Santão, válido pelo Paulistão[31]; o segundo deles na vitória por 3–1 sobre o seu ex-clube Santos, no Moisés Lucarelli, novamente válido pela competição estadual[32]; o terceiro deles no jogo seguinte, diante do Vilhena-RO, quando a Ponte saiu com a vitória por 3–0 no Moisés Lucarelli, válida pela Copa do Brasil[33]; e o quarto deles no empate em 3–3 com o Grêmio na Arena do Grêmio, válido pelo Brasileirão.[34] Após o destaque, Rildo novamente despertou o interesse de grandes clubes, entre eles o Corinthians.[35]

Corinthians[editar | editar código-fonte]

2015[editar | editar código-fonte]

Em junho de 2015, o atacante acertou empréstimo com o Corinthians até o fim de 2016.[36] Rildo estreou pelo Corinthians na vitória por 2–0 sobre o Atlético Paranaense na Arena Corinthians, válida pelo Brasileirão.[37] No Timão, devido a concorrência de Malcom, o atacante foi novamente uma espécie de 12º jogador (assim como no rival Santos), entrando sempre no decorrer de todas as partidas[38]; porém, no mês de setembro, quando recebeu sua segunda oportunidade como titular contra o Joinville na Arena Corinthians, logo aos 5 minutos de jogo, Rildo caiu de mal jeito e sofreu uma lesão no ombro que o deixou de fora do restante da temporada.[39]

2016[editar | editar código-fonte]

Devido a outras lesões e intervenções cirúrgicas, o prazo para o retorno de Rildo durou muito mais do que o esperado.[40] O jogador voltou aos gramados somente no mês de julho, entrando no segundo tempo do jogo diante do Flamengo na Arena Corinthians, válido pelo Brasileirão; e com apenas três minutos em campo, Rildo marcou um belo gol de voleio, sendo o terceiro do Corinthians no jogo, que ainda veio a marcar mais um, fechando a goleada por 4–0. Na comemoração, Rildo caiu no campo chorando, e todos os seus companheiros foram abraçá-lo.[41] Apesar do gol, Rildo foi pouco aproveitado no restante da temporada, jogando apenas mais oito jogos (nenhum deles como titular)[42], e marcando um gol, na derrota por 4–2 para o Cruzeiro no Mineirão, quando entrou aos 45 minutos da etapa final e marcou o gol com apenas um minuto em campo, porém não conseguiu evitar a eliminação de sua equipe da Copa do Brasil.[43]

Coritiba[editar | editar código-fonte]

Para a temporada de 2017, Rildo foi emprestado ao Coritiba. Logo na pré-temporada, Rildo já foi utilizado como titular. Fez sua estreia na vitória por 1–0 sobre o Paraná no Couto Pereira, válida pelo Campeonato Paranaense. Em seu quinto jogo pela equipe, diante do J.Malucelli, no Couto Pereira, o atacante sofreu novamente uma lesão e foi substituído aos 13 minutos do segundo tempo. A lesão deixou o jogador de fora do restante do Estadual.[44]

Retornou na terceira rodada do Brasileirão, marcando o gol que deu a vitória ao Coxa por 1–0 sobre o seu ex-clube Vitória, na Arena Fonte Nova; sendo este um belo gol de letra.[45] Ao longo do certame nacional, Rildo permaneceu como titular absoluto, disputando mais 33 partidas e marcando mais 5 gols[46]; dois deles na goleada por 4–1 sobre o Avaí na Ressacada[47]; o terceiro deles na vitória por 2–0 sobre a Chapecoense no Couto Pereira[48]; o quarto deles no empate em 1–1 sobre o seu antigo rival dos tempos de Vitória: o Bahia, na Arena Fonte Nova[49]; e o quinto deles no empate em 1–1 com o Vasco da Gama, no Maracanã.[50] Apesar do bom desempenho na competição, Rildo não conseguiu evitar o rebaixamento de sua equipe para a Série-B do Brasileirão, ainda assim despertou o interesses de grandes clubes como Vasco e Botafogo.[51][52]

Vasco da Gama[editar | editar código-fonte]

Em dezembro de 2017, foi anunciado como novo reforço do Vasco, para a temporada de 2018.[53] Fez sua estreia na derrota por 2–1 para a Cabofriense em Bacaxá, válida pelo Campeonato Carioca, saindo de campo machucado quando o placar do jogo ainda estava em 1–1.[54] Em sua primeira partida de Copa Libertadores na carreira, Rildo marcou o seu primeiro gol pela equipe carioca, sendo o quarto da goleada por 4–0 sobre a Universidad Concepción no Municipal de Concepción.[55] Novamente pela competição continental, o atacante fechou mais uma goleada por 4–0, dessa vez sobre o Jorge Wilstermann em São Januário[56], porém, no jogo de volta no Estádio Olímpico Patria, o Cruzmaltino sofreu com a altitude de Sucre e teve a goleada por 4–0 devolvida pela equipe boliviana, o que levou a decisão para as penalidades, quando Rildo perdeu o quinto pênalti da equipe carioca; entretanto, Martín Silva defendeu três cobranças e classificou o Vasco para a próxima fase, salvando a pele do atacante.[57]

No dia 3 de maio de 2018, o jogador recebe a punição definitiva do Tribunal de Justiça Desportiva de 5 jogos de suspensão no Campeonato Carioca de 2019, reduzindo a pena anterior de 180 dias em virtude de uma jogada violenta que resultou na fratura da perna do jogador João Paulo da equipe do Botafogo jogo válido pelo Campeonato Carioca de 2018.[58]

No Vasco Rildo teve algumas lesões, que atrapalharam a sua temporada no clube, o que acabou fazendo com que o jogador não se firmasse na equipe, sendo assim em 1 de março de 2019, Rildo rescindiu o seu contrato com o Vasco.[59]

Chapecoense[editar | editar código-fonte]

Após Rescindir com o Vasco, Rildo se acertou com a equipe Catarinense.[60]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Até 14 de abril de 2019.

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Fernandópolis Total 25 9
Ferroviária Total 29 11
Vitória 2011 11 1 2 0 18 5 31 6
2012 2 0 3 0 10 0 15 0
Total 13 1 5 0 28 5 46 6
Ponte Preta 2012 23 1 23 1
2013 28 2 3 2 7 0 8 0 46 4
Total 51 3 3 2 7 0 8 0 69 5
Santos 2014 22 1 6 2 13 1 41 4
Total 22 1 6 2 13 1 41 4
Ponte Preta 2015 2 1 1 1 7 2 10 4
Total 2 1 1 1 7 2 10 4
Corinthians 2015 12 0 0 0 1 0 13 0
2016 7 1 2 1 9 2
Total 19 1 2 1 1 0 22 2
Coritiba 2017 34 6 1 0 4 0 39 6
Total 34 6 1 0 4 0 39 6
Vasco da Gama 2018 5 0 7 2 9 1 21 3
2019 0 0 0 0 1 0 1 0
Total 5 0 7 2 10 1 2 3
Chapecoense 2019 0 0 1 1 5 0 6 1
Total 0 0 1 1 5 0 6 1
Total 146 13 19 7 14 2 76 9 309 51

Títulos[editar | editar código-fonte]

Ponte Preta
Corinthians
Coritiba
Vasco Da Gama

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Ponte Preta

Referências

  1. «Rildo, ex-Ferroviária-SP, fecha com o Vitória». bahianoticias.com.br. 11 de janeiro de 2011. Consultado em 11 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 2 de fevereiro de 2014 
  2. «Juazeiro 1 x 3 Vitória - 23/01/11 - Vitória se reabilita no Campeonato Baiano». Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  3. «Vitória vence primeiro Ba-Vi do ano e deixa Bahia em situação delicada». globoesporte.com 
  4. «Bahia de Feira derruba o Vitória e conquista o título de campeão baiano». globoesporte.com 
  5. «Rildo perde a cabeça, chuta o árbitro, e o Vitória perde a quarta seguida». Globo Esporte. 30 de julho de 2011 
  6. «ASA 1-2 Vitória :: Campeonato Brasileiro Série B 2011 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  7. «Rildo é liberado pelo Vitória e fica livre para acertar com a Ponte Preta». Globo Esporte. 6 de junho de 2012 
  8. «Botafogo 1-2 Ponte Preta :: Campeonato Brasileiro 2012 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  9. «Rildo :: Rildo Andrade Felicissimo :: Vasco». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  10. «Ponte Preta 2-1 Náutico :: Campeonato Brasileiro 2012 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  11. «Itabaiana 0-3 Ponte Preta :: Copa do Brasil 2013 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  12. «Bragantino 1-3 Ponte Preta :: Copa do Brasil 2013 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  13. «Náutico 1-3 Ponte Preta :: Campeonato Brasileiro 2013 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  14. «Ponte Preta 1-0 Santos :: Campeonato Brasileiro 2013 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  15. «Ponte Preta 2-0 Deportivo Pasto :: Copa Sul-Americana 2013 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  16. «Ponte Preta faz história e elimina Vélez na Argentina». VEJA.com 
  17. «Ponte Preta elimina o São Paulo e vai à final da Sul-Americana». O Globo. 28 de novembro de 2013 
  18. Machado, Chen Pinghui, Daniel. «Ponte Preta é vice-campeã da Copa Sul-Americana». Planeta Esporte 
  19. «Ponte Preta é a 2ª rebaixada da Série A/2013 - FGF». Federação Goiana de Futebol. Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  20. «Santos estuda a contratação de Rildo, da Ponte Preta». Gazeta do Povo 
  21. «Santos se acerta com a Ponte e fecha com Rildo por empréstimo de um ano». Globo Esporte. 24 de janeiro de 2014 
  22. «Santos 5-1 Botafogo-SP :: Campeonato Paulista 2014 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  23. «Mogi Mirim 2-5 Santos :: Campeonato Paulista 2014 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  24. «Santos x Ituano - Campeonato Paulista 2014 | globoesporte.com». globoesporte.com 
  25. «Rildo se reapresenta ao Santos com uma lesão muscular». www.futebolinterior.com.br. Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  26. «Cópia arquivada». Consultado em 23 de julho de 2014. Arquivado do original em 28 de julho de 2014 
  27. «Santos 3-0 Chapecoense :: Campeonato Brasileiro 2014 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  28. «Santos 2-0 Londrina :: Copa do Brasil 2014 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  29. «Santos 3-3 Cruzeiro :: Copa do Brasil 2014 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  30. «12º titular! Rildo quer usar Copa do Brasil para jogar final do Paulista - Futebol - UOL Esporte». UOL Esporte 
  31. «Botafogo-SP 1-1 Ponte Preta :: Campeonato Paulista 2015 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  32. «Ponte Preta 3-1 Santos :: Campeonato Paulista 2015 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  33. «Ponte Preta 3-0 Vilhena :: Copa do Brasil 2015 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  34. «Grêmio 3-3 Ponte Preta :: Campeonato Brasileiro 2015 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  35. «Rildo entra na mira, e Corinthians espera rescisão do atleta com a Ponte». globoesporte.com 
  36. Ponte Preta libera e Rildo é o novo reforço do Corinthians
  37. «Corinthians 2-0 Atlético Paranaense :: Campeonato Brasileiro 2015 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  38. «Rildo :: Rildo Andrade Felicissimo :: Vasco». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  39. «Rildo será operado e desfalca o Cotinthians por dois meses - Esportes - Estadão». Estadão 
  40. «Lesões, incidente e substituição de última hora: a sina de Rildo no Timão». globoesporte.com 
  41. «De volta após série de lesões, Rildo marca o primeiro gol com a camisa corinthiana» 
  42. «Rildo :: Rildo Andrade Felicissimo :: Vasco». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  43. «Cruzeiro 4-2 Corinthians :: Copa do Brasil 2016 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  44. «Rildo passa por cirurgia e desfalca o Coritiba na reta final do Paranaense». globoesporte.com 
  45. «Vitória 0-1 Coritiba :: Campeonato Brasileiro 2017 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  46. «Rildo :: Rildo Andrade Felicissimo :: Vasco». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  47. «Avaí 1-4 Coritiba :: Campeonato Brasileiro 2017 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  48. «Coritiba 2-0 Chapecoense :: Campeonato Brasileiro 2017 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  49. «Bahia 1-1 Coritiba :: Campeonato Brasileiro 2017 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  50. «Vasco 1-1 Coritiba :: Campeonato Brasileiro 2017 :: Ficha do Jogo :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  51. «Nome na lista de Zé, Vasco negocia com Rildo para a próxima temporada». www.lance.com.br. Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  52. «Botafogo é mais um clube a fazer proposta por Rildo para o ataque». www.lance.com.br. Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  53. «Vasco anuncia seu segundo reforço: Rildo é cruz-maltino». Globoesporte 
  54. «Confira o que deu certo e errado no Vasco contra a Cabofriense - Vasco Notícias». vasconoticias.com.br. Consultado em 24 de janeiro de 2018 
  55. «Vasco passeia em Concepción e sai na frente para seguir na Libertadores». Lance!. Consultado em 1 de fevereiro de 2018 
  56. «Vasco goleia o Jorge Wilstermann e fica perto da vaga na fase de grupos - Gazeta Esportiva». www.gazetaesportiva.com. Consultado em 15 de fevereiro de 2018 
  57. «"General", "Ministro", "Super-Herói... Martín pega três pênaltis e vira meme». Globoesporte 
  58. «Tribunal reduz pena, e Rildo pega 5 jogos de suspensão por lance com João Paulo». Globoesporte 
  59. «Vasco encaminha rescisão amigável com Rildo; clubes da Série A e B já perguntaram pelo atacante». www.foxsports.com.br. Consultado em 4 de março de 2019 
  60. «Catarinense: Chapecoense acerta com atacante Rildo, ex-Vasco da Gama». www.futebolinterior.com.br. Consultado em 4 de março de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.