Rio Aire (Inglaterra)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo rio francês que é um dos afluentes do Sena, Inglaterra, veja Rio Aire (França).
Rio Aire
Rio Aire na cidade de Leeds
Comprimento 114 km
País(es)  Reino Unido

O rio Aire é o maior curso de água da região de Yorkshire, Inglaterra, possuindo 71 milhas (110 km) de comprimento.[1] A parte do rio abaixo de Leeds é canalizada e conhecida como Aire and Calder Navigation.

O Aire começa sua jornada no lago Malham Tarn. Torna-se um fluxo subterrâneo em Water Sinks, cerca de 1 milha (1 6 km) antes do topo das Malham Cove, que então flui no subsolo para Aire Head, logo abaixo Malham, em North Yorkshire e, em seguida, flui através de Gargrave e Skipton. Após Cononley, o rio entra em West Yorkshire, onde passa através das antigas áreas industriais de Keighley, Bingley, Saltaire e Shipley. Em seguida, ele passa por Leeds e as vilas de Swillington e Woodlesford. Em Castleford ocorre a confluência do Aire e Calder; a jusante da confluência foi a vau, onde a antiga estrada Britânica, usado pelos romanos, cruza seu trecho norte para York. O rio entra novamente em North Yorkshire próximo a Knottingley e, na sua parte inferior faz parte da fronteira entre North Yorkshire e o East Riding of Yorkshire.

O rio Aire desagua no rio Ouse, em Airmyn, sendo Myn uma palavra do inglês antigo para Foz. Seu nome possivelmente é derivada de Isara, palavra do Commom Brittonic (língua celta antiga falada na Grã-Bretanha), que significa rio forte.

Percurso[editar | editar código-fonte]

A partir da nascente

Centrais elétricas do vale do Aire[editar | editar código-fonte]

Há três estações de energia ao longo do rio Aire à leste de Castleford; Ferrybridge C, Eggborough[2] e Drax. Drax utiliza o rio Ouse para sua estação de tratamento, mas tanto Ferrybridge quanto Eggborough extraem sua água do Aire. Ambas estas plantas deverão ser fechadas em 2016.[3][4]

Ecologia[editar | editar código-fonte]

O Aire flui através da antiga paisagem industrial de West Yorkshire, que tinha a reputação de ser muito poluída.[5] Em 2007, foram efetuadas melhorias nas obras de esgoto em Esholt na ordem de £110 milhões de libras.[6][7]Estão sendo realizadas obras também para fazer as muitas barragens no rio mais fáceis para a circulação dos peixes.[8] Estas obras tem permitido o retorno de lontras e ratazanas d'água ao rio, pois a qualidade da água e dos alimentos é muito superior a quando era poluído.[9]

O tratamento de águas residuais em Castleford teve investimento de £16 milhões entre 2013 e 2015. As obras para esta planta, que descarrega água diretamente para o rio Aire, também melhoraram muito a qualidade da água na jusante da usina.[10]

Rio Aire ao sul de Malham Bingley Kirkstall Abbey Ponte sobre o Rio Aire em Castleford


Castleford Leeds Clarence Dock, Leeds Pollard Bridge, Newlay, próximo a Leeds

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Our River». Aire Rivers Trust. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  2. «Lubrafil» (PDF) 
  3. «Energy company SSE confirms Ferrybridge power station closure». BBC News. Consultado em 20 de outubro de 2015 
  4. «Power station to start closure talks». BBC News. Consultado em 20 de outubro de 2015 
  5. «A brief history of the River Aire». Aire Rivers Trust. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  6. Fresh Water Fish Directive. Whilst Trout are prevalent above Keighley, the river is host to others such as Chub, Dace, Barbel & Grayling, whilst Sea Trout have been noted as far upriver as Shipley.
  7. «Waste Water». Yorkshire Water. Consultado em 21 de outubro de 2015 
  8. «River Water Quality». Yorkshire Water. Consultado em 21 de outubro de 2015 
  9. «Pollution is water under the bridge». Keighley News. Consultado em 20 de outubro de 2015 
  10. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :0
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Inglaterra é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.