Rio Aniene

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aniene
Rio Aniene.
Comprimento 99 km
Nascente Filettino, província de Frosinone no Lácio
Altitude da nascente 1.075 m
Foz Tibre, dentro da cidade de Roma.[1] [2] [3]
Área da bacia 1.414 km²
País(es)  Itália

O rio Aniene (em latim: Anio), antigamente conhecido popularmente como Teverone, termo relativo sobretudo à parte baixa do rio, embora não se use há mais de cinquenta anos, é um rio italiano de 99 km, e o principal afluente da margem esquerda do rio Tibre, logo a seguir ao rio Nera.[1] [2] [3] Juntamente com o primeiro, é um dos dois rios que atravessam Roma; na cidade, as margens estão protegidas durante uma grande extensão, como parque natural.[1] [2] [3]

História[editar | editar código-fonte]

Ver artigos principais: Água Ânio Novo e Água Márcia

A confluência do Aniene e do Tibre era controlada por Antêmnas, um assentamento latino numa colina para o sul. Mitos fundacionais contam-no entre os sabinos sequestrados por Rômulo e que sua esposa, Hersília, o teria convencido a fazer deles cidadãos depois da derrota e anexação por volta de 752 a.C.

Dois dos principais aquedutos romanos, o Água Ânio Velho e o Água Ânio Novo, buscavam água no Aniene. O Água Ânio Velho (em latim: Aqua Anio Vetus) foi construído em 270 a.C., iniciado por Mânio Cúrio Dentato e terminado por Marco Fúlvio Flaco. O Água Ânio Novo começou a ser construído por Calígula em 38 d.C. e foi completado por Cláudio dez anos depois[4] . Um terceiro aqueduto, a Água Márcia, foi construído por Quinto Márcio Rei entre 144 e 140 a.C. com os proventos das destruições de Corinto e Cartago em 146 a.C.

O imperador Nero criou três lagos no rio para sua villa em Subiaco. A maior delas, a Represa de Subiaco, foi a mais alta de todas as represas da Antiguidade Clássica e resistiu até ser destruída por uma enchente em 1305[5] [6] [7] [8] . Para aumentar a vazão do Ânio Novo, Trajano conectou-o a estas represas.

Referências

  1. a b c "Statistiche demografiche ISTAT" (em italiano). Dato istat. 
  2. a b c "Popolazione residente al 31 dicembre 2010" (em italiano). Dato istat. 
  3. a b c "[[Istituto Nazionale di Statistica]]" (em italiano). Statistiche I.Stat.  Ligação wiki dentro do título da URL (Ajuda)
  4. EB (1878).
  5. Smith (1970), pp. 60–61.
  6. Smith (1971), p. 26.
  7. Schnitter (1978), p. 28.
  8. Hodge (1992), p. 87.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Baynes, Thomas Spencer, ed. (1878), "Anio" (em inglês), Encyclopædia Britannica, 9th ed., Vol. II, New York: Charles Scribner's Sons .
  • Hodge, A. Trevor (1992) (em inglês), Roman Aqueducts & Water Supply, London: Duckworth, ISBN 0-7156-2194-7 
  • Schnitter, Niklaus (1978), "Römische Talsperren" (em inglês), Antike Welt 8 (2): 25–32 
  • Smith, Norman (1970), "The Roman Dams of Subiaco" (em inglês), Technology and Culture 11 (1): 58–68, doi:10.2307/3102810 
  • Smith, Norman (1971) (em inglês), A History of Dams, London: Peter Davies, ISBN 0-432-15090-0 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Rio Aniene
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Água Ânio Velho