Rio Charles

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rio Charles
Charles River
O Charles no inverno, na ponte "Longfellow" em Boston.
Mapa da bacia do rio Charles
Mapa da bacia do rio Charles
Comprimento 129 km
Nascente Lago Echo, Hopkinton
Altitude da nascente 107 m
Foz Boston Harbor, Golfo do Maine, perto de Boston
Altitude da foz 0 m
Área da bacia 798 km²
Países  Estados Unidos

O rio Charles é um rio do estado de Massachusetts, Estados Unidos, que corre na direção nordeste, nascendo em Hopkinton e desaguando na abra denominada Boston Harbor junto a Boston, no golfo do Maine, oceano Atlântico. Tem um comprimento de 129 km e no seu último trecho faz a fronteira entre entre Boston (margem direita) e Cambridge (margem esquerda).[1][2]

Cruza 58 cidades e a sua bacia, muito urbanizada, tem 798 km². O nível de contaminação das suas águas fê-lo objeto de especial atenção pelas autoridades. Vários campi universitários estão nas suas margens: Universidade de Harvard, Universidade de Boston, Universidade Brandeis e Massachusetts Institute of Technology.

História[editar | editar código-fonte]

Durante a época pré-colombiana, os ameríndios utilizavam o rio Charles para transporte e pesca. No século XVII, John Smith deu ao rio o seu nome atual, em homenagem a Carlos I da Inglaterra.[3]. Com a fundação e desenvolvimento de Boston, desviam-se as suas águas (canal de Mother Brook) para abastecer moinhos e obter energia para a indústria têxtil. No século XIX, as margens fluviais foram recuperadas, em cerca de 30 km, pelo paisagistas Charles Eliot e Arthur Shurcliff, alunos do famoso Frederick Law Olmsted. Desenharam vinte parques e áreas renaturalizadas.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. The Charles River Watershed Association. «Charles River Watershed». Consultado em 5 de fevereiro de 2013 
  2. Paddle Boston. «Lower Charles River Paddling Map». Consultado em 9 de outubro de 2019 
  3. Stewart, George R. (1967). Names on the Land: A Historical Account of Place-Naming in the United States (em inglês) 3 ed. [S.l.]: Houghton Mifflin. p. 38 .

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Inventing the Charles River, by Karl Haglund, MIT Press, 2003, in collaboration with the Charles River Conservancy.
  • Gaining Ground: A History of Landmaking in Boston, by Nancy S. Seasholes, MIT Press, 2003.
  • Omeros, by Derek Walcott, Faber and Faber (London), 1990. (Repeated references to the Charles river in descriptions of Boston life.)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Rio Charles