Rio FM

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rio FM
{{{alt}}}
Rádio Rio FM do Rio de Janeiro Ltda.
País Brasil
Frequência(s) Web-rádio
Antigas frequências:
FM 102.9 MHz (2018-2019)
Sede Rio de Janeiro, RJ
Slogan A rádio que toca o Rio
Fundação 1 de março de 2018 (1 ano)
Pertence a Sistema Rio de Janeiro de Rádio
Formato Radiodifusão comercial
Idioma Português
Prefixo ZYD 462
Emissoras irmãs
Dados técnicos Potência: 18 kW
Classe: E1
RDS: Sim
Página oficial rio.fm
Rádio Mania

Rio FM é uma web-rádio brasileira com sede no município do Rio de Janeiro, capital do estado homônimo. Operava no dial FM 102.9 MHz, com outorga em Niterói, cidade do mesmo estado, até ter sido substituída pela Rádio Cidade. Pertence ao Sistema Rio de Janeiro de Rádio, que também controla a JB FM e a Rádio Cidade.

História[editar | editar código-fonte]

Entre 1977 e 2006, o Grupo Jornal do Brasil administrou a Rádio Cidade, emissora que se popularizou na década de 1980 com sua programação dedicada ao rock e sua plástica inovadora para o rádio FM da época. Em declínio na década de 2000, a emissora foi encerrada em março de 2006, sendo substituída pela Oi FM. Além desta, passaram pela frequência as rádios Verão (projeto provisório da estação) e Jovem Pan FM, esta última encerrada após falência do grupo que administrava, em 2013. A Rádio Cidade teve uma reestreia em 2014, encerrando novamente em julho de 2016 para a reestreia da Rádio Mania no dial carioca.[1]

Em fevereiro de 2018, foi confirmado que a Rádio Mania iria deixar a frequência até o final do mês sob alegação de alto custo operacional. Porém, não foi divulgado um novo projeto para ocupar a frequência.[2] No final do mês, a Mania confirmou a saída da 102.9 MHz, preparando mudança para a frequência 91.1 MHz do Grupo Bandeirantes de Comunicação.[3]

Antes de sua estreia, foi iniciada uma expectativa nas redes sociais para a entrada de uma nova estação chamada Rio FM. A partir do anúncio feito pela Rádio Mania, foi revelado oficialmente que o projeto da nova emissora entrará no ar a partir de 1.º de março, dia do aniversário do Rio de Janeiro. A Rio FM tem formato popular e teve seu projeto de divulgação criado pela agência Elipse, que exalta "o espírito do carioca – seu lado ensolarado, alegre, esperto, capaz de reverter situações adversas, seu bom humor, seu jeito social e camarada". A emissora conta com profissionais que já trabalharam nas rádios Mania, Cidade, Fanática FM, Beat 98 e FM O Dia.[4]

No dia 18 de janeiro de 2019, houve a confirmação de que a Rio FM iria encerrar suas atividades, ficando na frequência até o dia 3 de fevereiro.[5] No dia 22 de janeiro o Sistema Jornal do Brasil anunciou que depois de 3 anos fora do ar, a Rádio Cidade iria voltar a entrar no ar na frequência da Rio FM


Referências

  1. Ancelmo Gois (22 de julho de 2016). «Senador dono da Rádio Mania, de funk, deve arrendar a Rádio Cidade FM». O Globo. Consultado em 5 de junho de 2017 
  2. Daniel Starck (16 de fevereiro de 2018). «Extra: Rádio Mania encerra as suas atividades na sintonia 102.9 FM do Rio de Janeiro». Tudo Rádio. Consultado em 28 de fevereiro de 2018 
  3. Daniel Starck (28 de fevereiro de 2018). «Extra: Rádio Mania confirma ida para 91.1 FM a partir de amanhã no Rio de Janeiro». Tudo Rádio. Consultado em 28 de fevereiro de 2018 
  4. Daniel Starck (28 de fevereiro de 2018). «RIO FM será lançada no dia do aniversário do Rio de Janeiro e terá uma ampla campanha de divulgação». Tudo Rádio. Consultado em 28 de fevereiro de 2018 
  5. Daniel Starck (18 de janeiro de 2019). «Extra: Rio FM confirma o encerramento das atividades no Rio de Janeiro». Tudo Rádio. Consultado em 20 de janeiro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]