Rio Mangereba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rio Mangereba
Comprimento (aprox.) 10 km
Posição: oeste–leste
Nascente Faz. Sant'Ana (Lerolândia)
Foz Rio Jacuípe[1]
País(es)  Brasil
Coqueirais com fins comerciais cobrem parte das margens do rio Mangereba.

O rio Mangereba é um rio brasileiro que banha o litoral do estado da Paraíba.[1][nota 1] Nasce na região da fazenda Sant'Ana, a aproximadamente três quilômetros do povoado de Lerolândia, município de Santa Rita, e corre em direção leste para juntar-se ao Jacuípe e formar o Soé.[3]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O topônimo que nomeia o rio era conhecido pelos potiguaras pela palavra tupi Nhiajereba, que em português significa «onde há morada».[1][4] Outros nomes históricos incluem Masiareno e Masavjaba.[1]

Sub-bacia[editar | editar código-fonte]

O Mangereba é afluente do Jacuípe e com este forma a sub-bacia do Soé, um dos tributários do Paraíba.

O rio apresenta cobertura vegetal predominantemente de área cultivada, incluindo coqueirais, e em alguns lugares há a presença de cobertura vegetal de várzea e touceiras de arbustos e árvores esparsas. A cobertura original de mata atlântica começou a ser paulatinamente derrubada desde o início da colonização da Paraíba a partir do século XVI.[3]

Notas

  1. Embora seja amplamente usada a grafia com «g», inclusive em citações bibliográficas, segundo as normas ortográficas vigentes na língua portuguesa termos indígenas devem ser obrigatoriamente escritos com «j», sendo portanto «Manjereba» a grafia gramaticalmente correta e preconizada.[2]

Referências

  1. a b c d PEREIRA, Levy (16 de janeiro de 2013). «Nhĩajerèba (rio)». BiblioAtlas – Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Consultado em 9 de agosto de 2014 
  2. Da redação (10 de março de 2008). «Aprenda a empregar corretamente as letras «g» e «j»». Folha de S.Paulo. Consultado em 11 de fevereiro de 2015 
  3. a b ARAÚJO, Araly C.A. dos Santos (2013). «O trabalho de campo no curso de geografia da UFPB (...)» (PDF). Universidade Federal da Paraíba. Consultado em 11 de fevereiro de 2015 
  4. Confraria do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB) (1950). Anais do IV Congresso de história nacional, volume 4. [S.l.]: Imprensa Nacional 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre hidrografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.