Rio Manso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Rio Manso (Minas Gerais))
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Rio Manso (desambiguação).
Município de Rio Manso
Pracaderiomanso.jpg

Bandeira indisponível
Brasão de Rio Manso
Bandeira indisponível Brasão
Hino
Aniversário 30 de dezembro
Fundação 30 de dezembro de 1962
Gentílico rio-mansense
Prefeito(a) Neide de Morais Melo Lucena (PTC)
(2013–2016)
Localização
Localização de Rio Manso
Localização de Rio Manso em Minas Gerais
Rio Manso está localizado em: Brasil
Rio Manso
Localização de Rio Manso no Brasil
20° 15' 54" S 44° 18' 28" O20° 15' 54" S 44° 18' 28" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Metropolitana de Belo Horizonte IBGE/2008[1]
Microrregião Itaguara IBGE/2008[1]
Região metropolitana Belo Horizonte
Municípios limítrofes Bonfim, Brumadinho, Itatiaiuçu, Crucilândia, Itaguara
Distância até a capital 63 km
Características geográficas
Área 232,102 km² [2]
População 5 267 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 22,69 hab./km²
Altitude 890 m
Clima tropical de altitude Cwa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,708 elevado PNUD/2000[4]
PIB R$ 31 372,752 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 6 019,33 IBGE/2008[5]
Página oficial

Rio Manso é um município brasileiro do estado de Minas Gerais, localizado na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Localiza-se a 63 km de Belo Horizonte e a 52 km de Itaúna. Sua população estimada em 2007 era de 5.002 habitantes.[6]

História[editar | editar código-fonte]

Rio Manso tem sua origem relacionada à ocupação inicial de Minas Gerais ocorrida no século XVII e início do século XVIII no Vale do Rio Paraopeba. O nome do município deve-se ao rio que o corta no sentido sul/norte. Ao longo do percurso repleto de curvas do Rio Manso, águas mansas e tranqüilas oferecem vastas áreas planas ideais para a agricultura e pecuária.

A cidade passou por uma grande mudança após a instalação da Barragem da Copasa quando foram desapropriados os moradores da Cachoeira dos Antunes. Após a barragem, a comunidade elegeu prefeito o Sr. Adair Dornas dos Santos, um ex-morador da Cachoeira.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2004 era de 4.741 habitantes. Rio Manso tem sua origem relacionada à ocupação inicial de Minas Gerais ocorrida no século XVII e início do século XVIII no Vale do Rio Paraopeba.

Turismo[editar | editar código-fonte]

O município integra o circuito turístico Veredas do Paraopeba.[7] Os principais eventos são:

  • Rodeio de Rio Manso: Realizado anualmente, o Rodeio de Rio Manso conta sempre com a presença de artistas de renome nacional do mundo sertanejo.
  • Festa de Nossa Senhora das Graças ( ocorre entre o mês de maio ): realizado no distrito de Sousa a festa de Nossa Senhora das Graças, festa religiosa que conta com shows e adoração da Santa.
  • Festa da Couve Flor ( Primeira semana de Agosto ): Festival sertanejo com artistas da região, danças folclóricas, torneios de futebol e outras atrações.
  • Festa de Santa Luzia ( 4 a 13 de dezembro ): Durante a Festa de Santa Luzia (a Padroeira da cidade) milhares de pessoas para prestigiam as apresentações de grupos folclóricos e outras atrações.
  • Festa de Santo Antônio ( de 31 de maio a 13 de junho ): Festa regional de periodicidade anual que acontece no distrito de Bernardas, uma das melhores festas religiosas da região.
  • Festa de Santa Cruz ( 3 de maio ): Festa religiosa que ocorre no distrito de Bernardas.
  • Festa de Nossa Senhora de Santana: Festa religiosa que ocorre em Grotas.
  • Festa de Nossa Senhora do Rosário: Festa religiosa que ocorre no bairro de Pequi. Durante as comemorações ocorrem apresentações de danças folclóricas (congado).
Apresentação de congado.
  • Festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro: Festa religiosa que ocorre no bairro de Nova Cachoeira.
  • Festa de São Bento: Festa religiosa que ocorre em Biquinha de Pedra.
  • Festa do Biscoito ou Festa de Santo Antonio.: Festa religiosa que acontece no Povoado de Lamas, sempre com biscoitos caseiros grátis para todos os participantes e presentes. Envolve toda a comunidade.
  • Festa de São Geraldo: Festa religiosa que ocorre em Viamão.
  • Festa de São Judas Tadeu: Festa religiosa que ocorre em Canelas.
  • Festa de Sebastião: Festa religiosa que ocorre em Morro da Onça.
  • Festa de São Vicente: Festa religiosa que ocorre em Atrás da Serra.
  • Festa de São Rafael: Festa religiosa que ocorre em Baú.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  6. IBGE. «População residente por municípios em Minas Gerais em 1° de abril de 2007» (PDF). Consultado em 21 de janeiro de 2008 
  7. «Listagem dos Circuitos Turísticos» (PDF). Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais. 14 páginas. Consultado em 13 de novembro de 2011 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.