Rio Paiva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Paiva
Vista sobre os Passadiços do Paiva
Comprimento 111.5 km
Nascente Serra de Leomil
Foz Rio Douro
Área da bacia 77 km²
País(es)  Portugal

O rio Paiva é um rio português que nasce na serra de Leomil, mais especificamente na freguesia de Pêra Velha pertencente ao concelho de Moimenta da Beira e desagua no Douro em Castelo de Paiva.

Foi considerado ainda não há muitos anos o rio menos poluido da Europa, e ainda hoje é local de desova de trutas.

Está classificado como Sítio de Importância Comunitária na Rede Natura 2000.

Ameaças ao rio Paiva[editar | editar código-fonte]

A principal ameaça para além do homem, provém da invasão pelas acácias e da instalação frequente de povoamentos monoculturais de eucaliptos e de pinheiro-bravo.

Outras ameaças são a implementação de pequenos e grandes empreendimentos hidroeléctricos; casos pontuais de extracção e lavagem de inertes, fogos, construção de açudes, construções clandestinas, implantação de aviários e pisciculturas, florestação de terras agrícolas, sobretudo lameiros, cervunais e malhadais.

Arouca Geopark[editar | editar código-fonte]

Um dos principais pontos de passagem deste curso de água é o concelho de Arouca, onde foram construídos os Passadiços do Paiva, a uma hora de distância do Porto, que permitem, por momentos, sairmos da realidade do espaço urbano da cidade e entrar num cenário saído de um filme[1], sendo um passadiço de madeira com cerca de 8,7 quilómetros, estando prevista a construção de mais 12 quilómetros[2], localizado no território da União das Freguesias de Canelas e Espiunca, no concelho[3] de Arouca[4] (município da Área Metropolitana do Porto[5] e da Região Norte[6] de Portugal, integrado no extremo nordeste do distrito de Aveiro[7]) construído ao longo da margem esquerda do rio Paiva, na Bacia Hidrográfica do rio Douro[8], entre a ponte de Espiunca e a praia fluvial do Areinho, abarcando assim a área conhecida como a Garganta do Paiva, sendo um dos elementos principais do Arouca Geopark.

Os Passadiços do Paiva, a 4 de Setembro de 2016, foram eleitos como projeto turístico mais inovador da Europa, na edição de 2016 dos World Travel Awards[9], na categoria de Projeto de Desenvolvimento Turístico Líder na Europa, considerados os Óscars do Turismo a nível mundial[10].

S.O.S. Rio Paiva[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2010 foi constituída a S.O.S. Rio Paiva - Associação de Defesa do Vale do Paiva, uma Organização Não-Governamental de âmbito regional, que tem como objectivo a promoção sócio-cultural e preservação ambiental do Vale do Rio Paiva, através do fomento de práticas ecológicas sustentáveis e de conservação do património histórico-cultural e ambiental. A Associação tem actualmente mais de 500 associados e abrange 10 municípios ribeirinhos do Paiva: Castelo de Paiva, Arouca, Cinfães, Castro Daire, S. Pedro do Sul, Viseu, Vila Nova de Paiva, Sátão, Sernancelhe e Moimenta da Beira.

Afluentes[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Rio Paiva

Referências