Rio Piumhi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Rio Piuí)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde junho de 2016).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Rio Piumhi
Comprimento 38 km
Nascente Localizada entre as cidades de Piumhi e Vargem Bonita.
Foz Originalmente: Rio Grande, Atualmente, após a transposição: Rio São Francisco.
País(es)  Brasil
Cidade Piumhi

O rio Piumhi (pronúncia correta: /pi-um-i/) é um curso de água do estado de Minas Gerais, no Brasil. Tem sua nascente localizada na divisa entre os municípios de Vargem Bonita e Piumhi, ao centro-oeste do estado de Minas Gerais, sendo formada pelo Córrego Desterro, Córrego Jorça e Córrego Confusão.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

"Piumhi" deriva do tupi antigo pi'um'y, que significa "rio dos borrachudos" (pi'um, "borrachudo" e 'y, "rio").[1]

Histórico[editar | editar código-fonte]

No final dos anos 1950, as águas do rio Piumhi fluíam num pequeno trecho para o Nordeste, deslocando-se para o Leste, em seguida para o Sudeste e finalmente para o Sul, que passava a ser sua direção geral até a foz. Em parte de seu percurso, atravessava uma região de planície alagada com mais de 38 quilômetros de extensão, denominada antigamente como o pantanal do rio Piumhi. À margem esquerda desse rio, está localizada a cidade de Capitólio, onde as águas do rio Piumhi continuavam rumando ao Sul, por volta de 760 metros de altitude, onde situava-se sua foz, na margem direita do rio Grande. Até o fechamento das comportas da Usina Hidrelétrica de Furnas, em 1963, o rio Piumhi pertencia à bacia do rio Grande.[1]

Transposição[editar | editar código-fonte]

Visando a não inundar a cidade de Capitólio quando da construção da Usina Hidrelétrica de Furnas, o rio Piumhi, afluente do rio Grande, foi transposto para a bacia hidrográfica do rio São Francisco em 1963. A bacia do rio Piumhi possui 22 afluentes e drena uma área de 700 quilômetros quadrados, que passaram, então, juntamente com sua ictiofauna, a fluir para o rio São Francisco. Pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos e da Universidade Federal do Rio de Janeiro desenvolveram pesquisas na região.[2]

Outras transposições[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. NAVARRO, E. A. Dicionário de Tupi Antigoː a Língua Indígena Clássica do Brasil. São Paulo. Global. 2013. p. 595.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.