Rio do Antônio (Bahia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2010). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Município de Rio do Antônio
Bandeira de Rio do Antônio
Brasão de Rio do Antônio
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 27 de julho
Fundação 1874
Gentílico rio-antoniense
Prefeito(a) Humberto Célio Guimarães ( DEM)
(2013–2016)
Localização
Localização de Rio do Antônio
Localização de Rio do Antônio na Bahia
Rio do Antônio está localizado em: Brasil
Rio do Antônio
Localização de Rio do Antônio no Brasil
14° 24' 39" S 42° 04' 33" O14° 24' 39" S 42° 04' 33" O
Unidade federativa Bahia Bahia
Mesorregião Centro-Sul Baiano IBGE/2008[1]
Microrregião Brumado IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Lagoa Real, Brumado, Malhada de Pedras, Guajeru, Maetinga, Caculé e Ibiassucê
Distância até a capital 717 km
Características geográficas
Área 986,990 km² [2]
População 15 720 hab. IBGE/2016[3]
Densidade 15,93 hab./km²
Altitude 550 m
Clima Semi-árido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,576 baixo PNUD/2010 [4]
Gini 0,49 PNUD/2010[5]
PIB R$ 45 980,235 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 3 080,55 IBGE/2008[6]
Página oficial

Rio do Antônio é um município brasileiro no interior do estado da Bahia, distante cerca de 717 quilômetros de Salvador, capital estadual. Em 2016, a população do município foi estimada em 15 720 habitantes, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).[3]

História[editar | editar código-fonte]

Segundo historiadores, a adoção do nome de Rio do Antônio foi foi inspirado no rio de mesmo nome que percorre a região. Há ainda, a lenda de que teria sido conferido ao lugar o prenome de Antônio Cunha, voluntário que partiu dali para a Guerra do Paraguai, de onde não voltou.

Os primeiros habitantes surgiram no ano de 1874, na fazenda do Senhor Bernardo José Dias, onde o mesmo, com seus filhos, construiu uma capela em louvor a Nossa Senhora do Livramento, que atualmente é a Padroeira do município. Formou-se um povoado e como situava-se próximo à fazenda do nativo Antônio, e na referida fazenda, passava-se um rio, denominou-se assim, o povoado de Rio do Antônio.

Em ocasiões mais tarde passou-se a vila de Rio do Antônio, com a administração pública e a jurisprudência, pertenceu ao município vizinho de Caculé. E só concretizada a sua emancipação política e oficializada em 27 de julho de 1962, publicado no Diário Oficial do estado da Bahia em 1 de agosto do mesmo ano, pela lei n° 1759.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município de Rio do Antônio, localiza-se na Zona fisiográfica da Serra Geral, na região Sudoeste da Bahia, na microrregião de Brumado. Limita-se a sul com os municípios de Maetinga, Jânio Quadros e Guajeru; a norte com Lagoa Real, a leste com Brumado e Malhada de Pedras; e a oeste com Ibiassucê e Caculé. Na sua dimensão geográfica e política, o município compõe-se de dois distritos um por nome Ibitira e outro por nome Umbaúba.

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

A sua situação socioeconômica, relativamente baixa com pequenos produtores e agricultores, com os seus principais produtos agrícolas para rendimentos e consumo próprio da: mandioca, feijão, milho, algodão e cana-de-açúcar. Também com pequenos rebanhos de aves, suínos, bovinos, equinos e caprinos.

No comércio, em atacado e varejo com várias casas comercias com mercadinhos, farmácias, restaurantes, padarias, hotéis, boates, bares e similares, além de agências bancárias.

Na extensão do leito do rio com pequenas olarias, com fabricação de artesanato, tijolos e telhas e uma pequena cerâmica, também com pequenos alambiques, fábricas de cachaça ou aguardente.

Na saúde, implantado a Secretária Municipal de Saúde, com Unidades de Saúde no município. Na educação curso de 2° grau de ensino médio.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. a b IBGE. «Rio do Antônio». Consultado em 21 de novembro de 2016. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 25 de agosto de 2013. 
  5. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (2010). «Perfil do município de Rio do Antônio - BA». Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013. Consultado em 4 de março de 2014. 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010.